Tradutor

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

27 de jan de 2011

Plantador de Igrejas - Darrin Patrick



 

Não Temos que Lutar - Leonard Ravenhill

 
 ************************************************** ****
       Nós somos preguiçosos, e tanto quanto eu possa discernir, na
     tribunal de Cristo, não haverá medalhas para os
     slackers. Caro leitor, você e eu percebo que nós
     são apenas um batimento cardíaco de um estado fixo de recompensa,
     seja de alegria ou de vergonha?
     ************************************************** ****

  Napoleão Bonaparte fez uma visita surpresa só uma noite para
as sentinelas posto em uma das posições vitais de sua
campo de batalha. Furtivamente, mudou-se junto à luz cinzenta do
manhã. Um sentinela após o outro imediatamente desafiou ele.
Finalmente, o guerreiro astuto roubaram até um local estratégico. Não
não estava de sentinela para desafiá-lo. O astuto Napoleão se aproximou
e vi um par de botas saindo de um choque de milho e
um rifle apoiado ao lado deles. Ele não fez nenhum comentário - só peguei
o rifle e ele estava de guarda, à espera do despertar da
o soldado cochilando. Finalmente, o milho se mexeu, e até saltou a
defensor culpado e pegou a arma que tinha ido embora. Você pode
imaginar a sua confusão e desgosto? Que amarga e estilhaçando
experiência - cochilando capturados por Napoleão * * Quando o Senhor da glória!
retornos, que Ele vai nos encontrar dormindo cristãos no nosso lugar de direito?
João, o apóstolo adverte que não sejamos confundidos por Ele na Sua
vinda.

  Lembro-me bem de uma conferência da Bíblia na Inglaterra, onde eu fiquei em
uma plataforma ao lado de uma velhinha enrugada. Ela tinha um olhar distante, em
os olhos e os pingos de uma lágrima com eles também, como centenas de
as pessoas cantavam:

Há um amor me constranger
Para ir e buscar os perdidos;
Eu rendimento, ó Senhor, meu tudo para Ti,
Para salvar a qualquer custo.

Essa "senhora eleita", conhecido as prisões e cicatrizes no espiritual
batalha, não era outro senão o marechala, filha mais velha de
William Booth, fundador do Exército da Salvação. Ela tinha
escrito os versos acima, como parte de um hino lindo.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
"Será que Ele nos encontre dormindo cristãos
no nosso lugar de direito? "
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

  A versatilidade de Paulo é surpreendente. Para os tessalonicenses a
mesmo homem que invadiu a estrada de Damasco é "tão delicado
como um enfermeiro ", para os romanos, ele revela o brilho de seu representante legal
mente, e para o Corinthians, ele é "sábio construtor". Mas
a Timóteo, Paulo é "um soldado de Jesus Cristo." Anos mais tarde a
Inglês famoso jogador de críquete, C.T. Studd, que abandonou o jogo
campo para o campo de batalha da evangelização do mundo, usados para repreender folk
sobre ser o que ele chamou de "soldados de chocolate." Em seu Quaint "
Rimas de um jogador de cricket Quondam ", ele tem esta cantiga:

Levante-se, levantar-se para Jesus, vós soldados da Cruz,
Uma manhã de domingo preguiçoso certamente significa prejuízos e perdas;
A Igreja de Deus está chamando, em direito não pode ser descuidada;
Você não pode combater o bom combate, enquanto deitado de costas.
  
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
"Nós não estamos vivendo em um dia
do cristianismo militante.
A sugestão muito
gera muitos em um
faneca espiritual ... "
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

  Vamos enfrentá-lo: Estamos vivendo * não * no dia do militante
Cristianismo. A sugestão de muitos lances em um espiritual
faneca, pois eles acreditam que o Senhor fez todas as lutas. (Terrível
filosofia!) Eles levianamente me dizem: "A batalha já está ganha
no Calvário. * Cristo "fez * ganhar, mas isso não elimina humanos
responsabilidade. A loucura dessa filosofia foi queimado em meu
mente recentemente ao visitar campos de missão difícil. O homem quase não
Esperamos que nossos soldados em frentes de batalha da terra para fazer as suas próprias
munições, bem como ao fogo no inimigo beligerante. Ainda sobre
o campo de batalha missão que manteve audiência da falta de conquista
quando o povo em casa deixem de orar. O novo missionário é
Repleto de reajustes. Sua mente tem que se reajustado
para uma nova linguagem, seu espírito tem que entrar reajustado para um pagão
atmosfera, o apetite tem que começar reajustada para novos alimentos; sua
alma tem de começar reajustada para novas emoções. Todas as coisas são novas -
novas pressões que ele nunca sonhou, novos encargos que nunca pensou
de, novos desafios físicos. No topo destes, os novos missionários
tem que fazer seu próprio suor em oração pela vitória contra os inimigos,
arraigados durante milênios, que teima em resistir ejeção. Todos
desta vez, em casa, não para rezar. Nós somos preguiçosos, e, tanto quanto
Eu posso discernir, na sede de julgamento de Cristo, não haverá
medalhas para os preguiçosos. Caro leitor, você e eu percebo que nós
são apenas um batimento cardíaco de um estado fixo de recompensa, seja de alegria
ou vergonha?

  Um missionário apenas escreveu: "Em muitos campos de missão não há
falta de novos missionários que têm conhecimento técnico. "Claro
o know-how para a construção, educação e afins, não deve ser
desprezado, pois há países neste momento onde não se pode
entra apenas como um missionário do evangelho, ele deve ser um artesão.
No entanto, hoje o missionário grita: "Temos necessidade de homens
de corações ardentes, homens que podem bater nas portas, ou trilha na
mato, homens motivados pela compaixão pelas almas santas ".

  Eu não tenho dúvida de que muitos cristãos que lêem este capítulo
lamentar que eles não são elegíveis para o domínio estrangeiro. O.
vai chorar que, apesar de eles crucificaram a carne e os desejos
º, negligenciaram o bocado do texto que exige
crucificar os afetos. Não há dúvida de que essa demanda
para a crucificação é difícil para gente jovem. Mas os homens que foram chamados
campos de batalha para a Terra do crucificado suas afeições. Nos últimos
guerra, vi rios de lágrimas, enquanto os homens deixaram o nosso país para a lama
e do sangue do campo de batalha. O atleta pode voltar com uma
corpo despedaçado, ele pode voltar cego, ele pode voltar
com uma bandeira em cima dele - mas e daí? O risco foi friamente
calculado, para a Inglaterra estava em perigo. Então, lágrimas ou sem lágrimas,
mágoa ou qualquer dor de cabeça, saiu o sacrifício da própria
vocabulário.

  Mas alguns homens que já perderam anos de conforto do lar para lutar
em campos de batalha da Terra não vai perder mesmo o conforto de uma noite
Agora a rezar para os campos de missão. Hoje há tanto física
conforto para os que estão orando. (Nossas igrejas estão mais ar-condicionado
que a oração-condicionado e estão bem aquecidos, também.) Não é assim para
Mestre David Brainerd. A floresta solitária enterrado na neve, vi
aflito e abatido sobre os injustos, imorais
Índios bêbados. Do nosso único Salvador escreveu,
  
"As noites longas e ar da montanha gelada
Testemunharam o fervor de sua oração. "

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
"* * A oração deve ter prioridade.
* * A oração deve ser a nossa parafuso para
lock up da noite, a nossa chave para
abrir o dia. "
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

  A oração é a batalha. Será que em nossas igrejas o direito
slogan sobre a porta da maioria das nossas salas de oração seria "Nós
Lute * Não é? "Muitas vezes vejo listados em nomes de igrejas de atletas
quem vai jogar bola de algum tipo, mas eu gostaria de ver esses
"Os homens músculo" onde a força operacional que conta realmente - isto é, em
o lugar de oração. Oração impostos mesmo da estrutura física, a oração
desgasta os nervos, a oração envolve o homem todo. * A oração deve *
têm prioridade. * * A oração deve ser a nossa parafuso para travar a noite,
nossa chave para abrir o dia. A oração é poder. Oração é uma riqueza.
A oração é a saúde da alma.
                            
"A oração é o desejo sincero da alma,
Proferida ou silenciosa,
O movimento de um fogo oculto
Que treme no peito.

A oração faz as nuvens escurecidas retirar;
A oração sobe a escada de Jacó viu;
Dá exercício de fé e amor,
Traz todas as bênçãos do alto. "

  Deverá homens aleijados em cristãos chamam de guerra terrestre
"Soldados de chocolate" porque nós tememos o corta o inimigo de
almas podem infligir a nós? Deus me livre! Devem os homens cujos corações
uma vez sangrou porque deixou mulher e filhos (muitos com um one-way
aumento do bilhete) a nossa condenação, porque na maior guerra
o mundo já conheceu, e para o maior capitão de tempo
e da eternidade, não podemos nem aumentar a rezar, nem ignorar os cobertores
por uma noite? Volto a citar a Escritura: "Deus me livre!"

  Quando o apóstolo Paulo diz: "Alguns não têm o conhecimento de
Deus, eu falo isso para sua vergonha, "* que ele quis dizer que você *?

-----------
COPYRIGHT / LIMITAÇÕES À REPRODUÇÃO:

Este arquivo de dados é propriedade exclusiva de Leonard Ravenhill. Pode
não pode ser alterado ou editado de nenhuma maneira. Ele pode ser reproduzido apenas
na sua totalidade para circular como "freeware", sem custos.
Todas as reproduções dos dados deste arquivo devem conter os direitos de autor
comunicação (ie, "Copyright (C) 1994 por Leonard Ravenhill."). Este
arquivo de dados não pode ser utilizada sem a permissão de Leonard
Ravenhill para a venda ou promoção de qualquer outro produto
vendido. Isto inclui todo o seu conteúdo com a exceção de um
algumas breves citações. Por favor, dê o crédito de origem a seguir:
Copyright (C) 1994 por Leonard Ravenhill, Texas Lindale.

Teologia de Sofrimento - Mauricio Andrade


Eu formo a luz e crio as trevas; faço a paz e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas estas coisas.
Isaías 45.7
Teologia de SofrimentoMoro no estado do Rio de Janeiro e, com tristeza, vemos mais uma vez, no início deste ano – como aconteceu no passado em outras regiões do estado – a morte de centenas de pessoas em função das chuvas, comuns nessa época do ano. As causas da tragédia, no entanto, não podem ser circunscritas à precipitação das águas. A ausência do Poder Público, a obstinação de alguns moradores, a pobreza, a corrupção, etc, podem ser discutidas, analisadas e investigadas na esperança – às vezes muito fraca, mas sempre insistente – de que tudo isso não se repita futuramente. E cristãos devem participar ativamente de todo esse processo.
Mas minha intenção hoje é levantar a questão das modificações teológicas que tendem a acontecer formalmente – no meio acadêmico e pastoral, e informalmente – entre os crentes, membros das igrejas. O ponto em questão é a forma como o contato com o sofrimento, pode produzir em nós uma hermenêutica idólatra e desembocar, necessariamente, numa Teologia de Sofrimento, não fundamentada na Revelação, nas Escrituras, mas na contundência da experiência humana. As teologias relacionais são um exemplo disso, como o Teísmo Aberto; mas não quero olhar para essas teologias em si, e sim para seu ponto de partida.
Uma hermenêutica idólatra é aquela que nos projeta sobre o texto bíblico. Seu resultado principal é uma deformação do caráter de Deus e do Evangelho. Tendem a surgir como consequência de uma experiência dramática somada a uma re-leitura da Escritura, agora orientada pela tal experiência. Mas, em um nível não acadêmico, são formuladas nos bancos das igrejas quando crentes que não recebem boa instrução bíblica constroem, em seus enfrentamentos diários, conceitos e imagens de Deus, do Evangelho e do mundo, que se afastam da doutrina e do ensino que a igreja tem, tradicionalmente, mantido – principalmente em sua vertente reformada. Essa hermenêutica é idólatra porque afirma nossa superioridade sobre a Revelação, de modo que deixamos de ter boa vontade com o texto bíblico e o sujeitamos a uma interpretação que assegure, não somente aceitação racional, mas também conforto emocional – ainda que este último se baseie numa falsa segurança.
O texto que encabeça este post nos dá boa oportunidade de investigar essa questão. Seu contexto, no livro do profeta Isaías, é o de uma advertência severa contra a idolatria. A idolatria não começa quando alguém forja uma imagem de escultura e se curva diante dela. Essa é, tão somente, sua expressão gráfica, estética, ritualística. A idolatria tem início no exato momento em que voltamos nossos olhos de Deus para nós mesmos. E, acredite, nosso primeiro ídolo é sempre aquele cuja imagem vemos no espelho. Toda expressão de idolatria, seja ela religiosa, filosófica ou social, tem como base nossa auto-adoração. Daí, o processo continua num ciclo de auto-engano e, frequentemente se projeta para fora de nós. Uma leitura de Isaías 44.12-20 nos assegura desse fato. Fomos criados para adorar a Deus; nosso coração tem essa constituição. O pecado quebra essa orientação original e, não encontrando o Criador, nosso coração se volta, necessariamente, para alguma parte da Criação – começando por nós mesmos. Isso deturpa toda a nossa apreensão da realidade e nos cega para o fato de que não podemos confiar em nossas capacidades quando se trata de determinar verdade e mentira (Is 44.20). E o problema não é que não saibamos algo da verdade, mas que somos, por natureza – depois da Queda – deturpadores da verdade (Rm 1.18-23 e 25).
Isso tudo, por si só, já é um problema enorme, além de ser essa a condição em que todos nascemos. Mas quando essa característica do ser humano decaído parece ressurgir no pecador redimido estamos, realmente, numa situação ruim. Assim, quando teólogos e formadores de opinião no meio evangélico, em virtude de catástrofes e do sofrimento humano começam a pensar a Bíblia a partir do impacto que tais eventos têm sobre eles, ficamos à mercê da subjetividade, das circunstâncias e da possibilidade de, mais adiante, mudarmos outra vez nossas convicções quando novos eventos ocorrerem. O dano não é menor quando tal processo de dá nos bancos das igrejas, com cristãos dizendo como Deus deve ser e agir – ao invés de aceitarem o testemunho que Deus dá se si mesmo. O pior estrago é que roubamos a glória do Criador: terminamos com um Deus impotente, uma Escritura não confiável e um Evangelho que não salva! Anulamos a graça e nos tornamos inúteis (Rm 1.21)!
É uma necessidade urgente que rejeitemos a tentação de fazer teologia a partir do sofrimento humano e retornemos às Escrituras como ponto de partida para o pensar e viver cristãos. E urge que ensinemos os membros de nossa igreja a lerem a Palavra tendo Cristo como referencial maior.
Compreendo que é sempre muito difícil tratar de qualquer questão quando sentimentos estão envolvidos. Lembro-me quando uma senhora, durante o estudo da Escola Dominical, perguntou-me se seu pai havia sido salvo. Ele nunca dera crédito ao Evangelho e havia falecido após um tempo de internação hospitalar no qual perdera a capacidade de interagir – embora parecesse entender o que se lhe dizia. Ela lhe falou outra vez do Evangelho mas não podia obter dele nenhuma resposta. “Pastor, meu pai foi para o céu ou para o inferno?”
Quando milhares de pessoas morrem por causa de um tsunami, ou centenas por causa da chuva, as questões sobre o caráter de Deus, sua justiça, bondade e onipotência logo vêm à mente. A tentação de se buscar respostas que nos satisfaçam e nos confortem o mais rapidamente possível é muito grande. Assim como produzir uma apresentação do Evangelho que seja mais palatável a homens e mulheres que estão em meio ao sofrimento e/ou confusos por causa dele. Mas essa é uma segurança falsa. É fruto da idolatria e não da fé. Não pode nem consolar nem fortalecer os necessitados.
Quando leio Isaías 45.7 fico confortado! Não são as circunstâncias que controlam minha vida. Não são os pecadores – por mais poderosos que sejam – que determinam meu destino. Não é o diabo que fez ou deixou de fazer isso ou aquilo. É o meu Deus, meu Criador e Salvador que está no controle de tudo. João Calvino diz, nas Institutas, que quando a terra produz boa colheita, creditamos a Deus e o louvamos por isso; quando, porém, vem a seca e a produção falha, creditamos o destino ou forças naturais. Mas quem tem o controle de todas as coisas, sejam boas ou más? É muito bom saber que Aquele que é justo e bom, santo e gracioso, é quem domina sobre tudo e sobre minha vida. Não preciso mudar a doutrina para tentar ter uns poucos grãos de tranquilidade. Eu já tenho tudo de que preciso na Revelação que ele deu de si mesmo e do mundo, nas Escrituras. É essa a fonte básica e determinante de todo o pensar teológico – e à qual sujeitamos, alegremente, toda experiência, intuição e imaginação!

Estudo sobre o livro de Romanos - Parte X

Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego. (Romanos 1:16)
Paulo usou essa maravilhosa palavra "todo" em Romanos 1:16, "O evangelho é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê." Essa é uma palavra estimulante para nós que talvez temos a família errada, o passado de errado, a educação errada, a linguagem errada, a raça errada, a cultura errada, a preferência sexual errada. Depois de ouvir a palavra: "Todo o que crer” Todo mundo! Só uma coisa pode tirar de alguém a salvação: a incredulidade, não confiar em Jesus. Nada mais. A boa notícia de que Cristo morreu por nossos pecados, e que ele ressuscitou dos mortos para abrir a vida eterna, e que a salvação é pela graça mediante a fé - tudo isso é para todos aqueles que acreditam. Não apenas os judeus, nem tampouco só os gentios, não apenas uma ou outra raça, classe social ou cultura, mas todo aquele que crê. 

Então, em que forma os judeus têm prioridade? 

Então porque é que ele continua dizendo os judeus tem alguma prioridade? "O evangelho é o poder de Deus a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também ao Grego.” O que ele quer dizer: "primeiro do judeu”? Para responder a esta pergunta deixe-me sugerir seis maneiras que os judeus são os primeiros a experimentar a salvação de Deus. E então vamos olhar algumas maneiras em que eles não estão em primeiro lugar. E finalmente, veremos o efeito que isso deve ter sobre nós hoje. 
Em primeiro lugar, então, como os judeus são os "primeiros"? 

1. Os judeus têm prioridade sobre os gentios como povo escolhido de Deus 

Como eles têm prioridade sobre os gentios? Em Gênesis 12, Deus escolhe Abraão e seus descendentes livremente de todos os povos do mundo para abençoar com a sua aliança e promessa. Neemias 9:07 diz: "Deus... elegeste a Abrão, e o tiraste de Ur dos caldeus, e lhe puseste por nome Abraão." Então, Deuteronômio 14:02 diz sobre todo o povo judeu, " Porque és povo santo ao SENHOR teu Deus; e o SENHOR te escolheu, de todos os povos que há sobre a face da terra, para lhe seres o seu próprio povo." E Amós 3:2 diz: "De todas as famílias da terra só a vós vos tenho conhecido;" E aqui em Romanos 11:28-29, Paulo diz:"Assim que, quanto ao evangelho, [os judeus] são inimigos por causa de vós [você Gentios]; mas, quanto à eleição [ou escolha], amados por causa dos pais. Porque os dons e a vocação de Deus são sem arrependimento.”

Os judeus têm prioridade sobre os gregos (isto é, todos os gentios) devido ao seu papel especial como eleitos de Deus. Ele colocou o seu favor sobre eles e os separou de todos os povos. Não por causa de qualquer virtude ou um valor especial, mas simplesmente por sua livre escolha: "O SENHOR não tomou prazer em vós, nem vos escolheu, porque a vossa multidão era mais do que a de todos os outros povos, pois vós éreis menos em número do que todos os povos; Mas, porque o SENHOR vos amava, e para guardar o juramento que fizera a vossos pais.” (Deuteronômio 7:7-8). 

2. Os judeus têm prioridade sobre os gentios como os guardiões da revelação especial de Deus, as Escrituras do Antigo Testamento.

Em Romanos 3:01, Paulo pergunta a nossa pergunta: "QUAL é, pois, a vantagem do judeu? Ou qual a utilidade da circuncisão?" E ele responde no versículo 2," Muita, em toda a maneira, porque, primeiramente, as palavras de Deus lhe foram confiadas." Em outras palavras, Deus deu a revelação especial e faz promessas a Israel por meio de Moisés e dos profetas. Romanos 9:04 diz assim: “Que são israelitas, dos quais é a adoção de filhos, e a glória, e as alianças, e a lei, e o culto, e as promessas;" Todas as grandes expressões e prenúncios do evangelho da salvação foram dadas aos judeus na Palavra de Deus, o Antigo Testamento. Então, os judeus tem prioridade em ter as Escrituras. 

3. Os judeus têm prioridade sobre os gentios, porque o Messias, Jesus Cristo, veio primeiro como judeu e para os judeus 

Em Romanos 9:5, Paulo traz a sua lista de privilégios a um clímax com estes palavras: "Dos quais são os [judeus] pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém.". O Messias, Jesus era um judeu, um Filho de Davi (Romanos 1:3). E ele concentrou seu ministério terrestre nos judeus.Eles tinha uma prioridade em seu trabalho. Em Mateus 10:5-6, Jesus disse aos doze apóstolos como os enviou durante a sua vida, "Não ireis pelo caminho dos gentios, nem entrareis em cidade de samaritanos; Mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel;" E em Mateus 15:24, Jesus disse: "Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel." Assim durante sua vida terrena, Jesus estava voltado para os judeus. Eles tiveram prioridade em seu ministério. 

4. Os judeus têm prioridade sobre os gentios, porque a salvação é dos judeus 

Estas são as palavras de Jesus em João 4:22. Jesus diz dos Samaritanos junto ao poço, "Vós adorais o que não sabem, nós [os judeus] adoramos o que conhecemos, porque a salvação vem dos judeus." Isto resume simplesmente o que vimos até agora. Eles são a nação escolhida, a nação com a revelação especial de Deus, e a nação com o Messias, o Salvador. Então, claramente, a salvação é "dos judeus." 

Outra forma de ver que a salvação vem dos judeus é encontrada em Romanos 11:17-24, onde Paulo compara a nação judaica a uma oliveira. Ele diz que os ramos naturais foram quebrados e galhos não naturais foram enxertados na oliveira. O que significa que os judeus de nascimento que eram descrentes foram tirados do pacto da promessa, e gentios que acreditaram foram enxertados e salvos pelo pacto da promessa. 

Versículos 17-18 são cruciais para nós: "E se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo zambujeiro, foste enxertado em lugar deles, e feito participante da raiz e da seiva da oliveira, Não te glories contra os ramos; e, se contra eles te gloriares, não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz a ti." Em outras palavras, a salvação vem a nós através da raiz da aliança de Deus com os judeus. Estamos, simplesmente, enxertados como ramos de oliveira selvagem, que não têm nenhuma reivindicação histórica em ser o povo de Deus. E Deus nos salva por sermos filhos de Abraão pela fé, como Paulo diz em Gálatas 3:7: "Sabei, pois, que os que são da fé são filhos de Abraão."

Então, os judeus têm prioridade porque "a salvação vem dos judeus". Toda salvação é feita através da aliança de Deus com Abraão!

5. Os judeus têm prioridade sobre os gentios tanto que Paulo evangelizava primeiramente os judeus quando ele levava o evangelho para um novo local 

Por exemplo, em Atos 13:46 Paulo e Barnabé estão pregando em Antioquia, e os judeus não querem ouvir o evangelho, então eles dizem: "Era necessário que a vós se vos pregasse primeiro a palavra de Deus mas, visto que a rejeitais, e não vos julgais dignos da vida eterna, eis que nos voltamos para os gentios;" Em outras palavras, assim como Deus escolheu Israel e revelou-se a Israel e enviou o Messias e Salvador para Israel de modo que a salvação vem de Israel, é justo que na propagação da Evangelho para novos lugares, os judeus ouçam primeiro sobre o seu Messias e as boas notícia de sua salvação. Então, os judeus têm prioridade na ordem das missões quando o evangelho chega a um lugar novo. 

6. Os judeus têm prioridade sobre os gentios no julgamento final

Em Romanos 2:9-10, Paulo diz que, surpreendentemente, "Haverá tribulação e aflição para a alma de todo homem que faz o mal, primeiramente do judeu e também do grego, mas a glória e honra e paz a todo aquele que faz o bem, primeiro do judeu e também do grego." Em outras palavras, a prioridade que os judeus têm, se for rejeitada e desperdiçada irá resultar em uma prioridade de juízo divino também. Mas se eles são gratos pela sua prioridade e tem confiança no  Messias, então eles receberão primeiro a bênção final de Deus.  

Assim, quando Paulo diz em Romanos 1:16, "O evangelho é o poder de Deus a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também ao Grego," devemos prestar atenção nessas  seis maneiras que os judeus têm um prioridade sobre os gentios. 

Eles são o povo escolhido de Deus historicamente.

Adoração na Sala do Trono - Robert L. Dickie


Jesus Cristo, nosso Senhor, disse: “Os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores” (Jo 4.23). Um dos fatos mais admiráveis a respeito de Deus é que Ele está procurando pessoas para adorarem seu Filho, Jesus Cristo.
Se você já se tornou um crente, um dos propósitos primários de sua salvação é que você adore com alegria o Filho de Deus. Na vida cristã, não existe nada mais importante do que isso. Mas, infelizmente, encontramos poucos crentes que entendem a natureza espiritual da adoração e que praticam essa adoração. Nesta altura, devemos perguntar a nós mesmos: existe um verdadeiro espírito de adoração em nossa igreja e em nosso coração?
APRESENÇA DE CRISTO
A. W. Tozer escreveu: “Hoje existem milhões de pessoas que mantêm opiniões corretas, talvez mais do que antes na história da igreja. Contudo, pergunto-me se já houve um tempo quando a verdadeira adoração espiritual esteve em nível tão baixo. Para grandes alas da igreja, a adoração se perdeu completamente, e seu lugar foi ocupado por aquela coisa estranha chamada ‘programa’. Esta palavra foi emprestada do teatro e aplicada com péssima sabedoria ao tipo de adoração pública que agora passa por adoração entre nós”. A adoração bíblica e espiritual é o anelo da alma para ver a glória e a beleza de Jesus Cristo. Quando os adoradores vêem a Cristo, têm o gozo de experimentar a presença dEle.
A adoração está em seu ápice quando nossa alma se perde em admiração da glória e majestade de Deus. Muito do que passa hoje por adoração não produz isso. Os cultos vazios e superficiais que caracterizam a geração atual não produzem nem adoradores verdadeiros nem grandes homens de Deus.
ENTENDENDO A ADORAÇÃO BÍBLICA
Para entendermos a adoração bíblica e compreendermos exatamente o que Deus, o Pai, está buscando de nós, precisamos examinar a adoração em seu nível mais puro. Quando consideramos as Escrituras, encontramos muitos exemplos de pessoas que adoraram a Deus. No entanto, a figura mais sublime e evidente é a que João retrata no livro de Apocalipse.
Nos capítulos 4 e 5, o Senhor abre a cortina e nos permite vislumbrar o que eu chamo de “adoração na sala do trono”. Nestes dois capítulos, vemos realmente um culto de adoração realizando-se no céu, na sala do trono de Deus. Se temos de adorar a Deus biblicamente, devemos estar certos de que nossa adoração na terra reflete o exemplo e a direção da adoração celestial.

Há muitas lições nestes capítulos, mas neste artigo podemos considerar apenas a primeira dessas lições, ou seja, a adoração espiritual está centralizada em Deus.
ADORAÇÃO CENTRALIZADA EM DEUS
Quando João vislumbra o culto de adoração no céu, ele diz: “Imediatamente, eu me achei em espírito, e eis armado no céu um trono, e, no trono, alguém sentado” (Ap 4.2). Bem no início, observamos que Deus está no centro da adoração espiritual. Nosso foco e atenção são direcionados imediatamente para Ele. A adoração centralizada em Deus significa apenas que a glória, a honra, a majestade e a vontade de Deus são a prioridade em nossos pensamentos e desejos.
Em nossos dias, a adoração está muito freqüentemente centralizada no homem e não em Deus. Todavia, meu desejo e oração é que a igreja de Cristo descubra novamente a verdadeira adoração — que a igreja redescubra e volte-se à adoração bíblica na sala do trono. A. W. Tozer escreveu: “A história da humanidade provavelmente mostrará que nenhuma pessoa jamais foi maior do que sua religião; e a história espiritual do homem demonstrará positivamente que nenhuma religião tem sido maior do que a sua idéia a respeito de Deus. A adoração é pura ou ignominiosa à medida que o adorador nutre pensamentos sublimes ou medíocres a respeito de Deus. Por esta razão, o assunto mais solene diante da igreja é sempre Deus mesmo, e o fato mais portentoso sobre o homem não é o que ele... pode dizer ou fazer, e sim o que ele, no âmago de sua alma, percebe sobre a natureza de Deus.”

A Fé que Vence - John Piper


O TIPO DE FÉ QUE SOBREVIVE À TORTURA NÃO SE ALICERÇA EM PROBABILIDADES

Mesmo que as pessoas pudessem ter um senso de grande probabilidade de que o evangelho é verdade, com base em argumentações históricas, isso não seria suficiente para sustentar alguém diante do sofrimento e tortura. Nos séculos passados, houve muitos crentes que sofreram, incluindo mulheres e crianças que tinham pouca ou nenhuma instrução, e viveram em tempos de grandes trevas espirituais. Mas quão maravilhosas são as histórias de como eles se entregaram à morte. Em vista desses milhares de santos dos quais o mundo não era digno, Edwards observa:

A evidência que eles podem receber da história não é suficiente para dar uma convicção tão clara, evidente e segura que seja suficiente para induzi-los, com ousadia, a vender tudo, para confiantemente, se aventurarem à perda de todas as coisas, sem temor; e para suportarem os tormentos mais raros e duradouros, e desprezarem o mundo, considerando tudo como refugo por causa de Cristo. Depois de tudo que os eruditos do passado lhes disserem, inumeráveis dúvidas permanecerão na mente deles. Eles estarão prontos a dizer, quando forem afligidos com grandes provas à sua fé: "Como sei disso ou daquilo? Como sei quando essas histórias foram escritas?"... Dúvidas intermináveis e escrúpulos permanecerão.

Portanto, é crucial ao evangelismo e a missões entendermos que a fé verdadeira e salvadora está fundamentada em uma visão espiritual da glória de Deus, no evangelho. Isso terá um grande impacto na maneira como pensamos sobre missões e evangelismo. O impacto primário será deixar-nos certos de que o missionário e o evangelista são pessoas espirituais que vêem e experimentam a glória de Deus na face de Cristo.

A necessidade de um chamado eficaz – Thomas Watson (1620 – 1686)




Uma pessoa não pode entrar no céu sem ter esse chamado. Primeiramente, devemos ser chamados antes de ser glorificados (Rm 8.30). Uma pessoa que não foi chamada não pode alegar nada na Bíblia, além das ameaças. Uma pessoa no estado natural não é apropriada para o céu, assim como uma pessoa suja e vestida com trapos não está apropriada para entrar na presença de um rei. Uma pessoa em seu estado natural é alguém que odeia a Deus. Será apropriada para o céu? (Rm 1.30). Deus daria ao inimigo acesso à sua intimidade?

Verificando se fomos eficazmente vocacionados.

Podemos saber se fomos chamados por meio das coisas antecedentes ao chamado e pelos resultados do chamado.

1.      Pelas coisas antecedentes. Antes de acontecer esse chamado eficaz, uma obra de humilhação acontece na alma. A pessoa é convencida do pecado, vê que é um pecador e nada mais que um pecador. O solo novo de seu coração é lavrado (Jr 4.3). Como o fazendeiro que sulca a terra e lança a semente, assim Deus, pela obra convincente da lei, quebra o coração do pecador e o prepara para receber as sementes da graça. Os que nunca foram convencidos, nunca foram chamados. "Ele... convencerá o mundo do pecado" (Jo 16.8). O convencimento é o primeiro passo na conversão.

2.      Pelos resultados, que são dois: Primeiro, quem é chamado de maneira salvadora responde ao chamado de Deus. Quando Deus chamou Samuel, ele respondeu: "Fala, porque o teu servo ouve" (ISm 3.10). Quando Deus lhe chama para um ato de adoração, você corre em resposta a seu chamado? "Não fui desobediente à visão celestial" (At 26.19). Quando Deus nos chama a nos posicionar contrariamente ao sangue e à carne somos em tudo obedientes à sua voz. Uma obediência verdadeira é como uma agulha que aponta para a direção que a magnetita atrai. Aqueles que são surdos ao chamado de Deus revelam que não são chamados pela graça.

Segundo, além disso, aquele que é eficazmente chamado fecha seu ouvido para todos os outros chamados que podem tirá-lo da direção divina. Assim como Deus tem seu chamado, há também aqueles que chamam em contrário. Satanás chama pela tentação, pela luxúria e pelas companhias malignas. Mas, assim como a víbora deixa de ouvir a voz do encantador, assim todo o que é eficazmente chamado deixa de ouvir todos os encantos da carne e do maligno.

Terceira aplicação: quanto ao consolo para os que são chamados por Deus. Este chamado evidencia a eleição. "E aos que predestinou, a esses também chamou" (Rm 8.30). A eleição é a causa de nossa vocação e a vocação é o sinal de nossa eleição. A eleição é o primeiro elo da corrente dourada da salvação, a vocação é o segundo. Quem tem o segundo elo da corrente tem certeza do primeiro. Assim como pela corrente de água somos conduzidos até a fonte, pelo coração chegamos à eleição. O chamado é a sinceridade e o compromisso da glória. "Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação" (2Ts 2.13). Podemos ler a respeito do amor predestinador de Deus na obra da graça em nosso coração.

Quarta aplicação: que aqueles que são chamados sejam agradecidos a Deus pela bênção indizível. Sejam agradecidos a todas as pessoas da Trindade, à misericórdia do Pai, aos méritos do Filho e à eficácia do Espírito. A fim de fazer de alguém agradecido é preciso considerar que, enquanto ofensor, Deus o chamou. Quando Deus não precisava de ninguém, tinha milhões de santos glorificados e de anjos para louvá-lo. Leve em consideração o que você era antes de ser chamado. Você estava em seus pecados. Quando Deus chamou Paulo, encontrou-o perseguindo. Quando Deus chamou Mateus, encontrou-o na coletoria; Quando chamou Zaqueu, encontrou-o perseguindo suas luxúrias, quando Saul foi chamado para ser rei, estava atrás de jumentos. Deus nos chamou quando estávamos mais envolvidos no pecado. Admire seu amor e exalte seus louvores. Digo novamente, Deus, ao passar por outros e chamar você, demonstrou muita misericórdia. "Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado" (Mt 11.26). O fato de Deus deixar de lado pessoas sábias e nobres, pessoas de disposição mais doce, pessoas mais perceptíveis, de menos vícios e permitir que a porção da graça caia sobre alguém como eu e como você é uma impressionante demonstração de amor. Para Samuel foi um grande favor o fato de Deus chamá-lo e se revelar a ele deixando Eli, que fora sacerdote e juiz em Israel (1 Sm 3.6). Da mesma maneira, Deus chamar você, um pecador infame, e deixar de lado outros de melhor condição social e moral mais elevada exige altos louvores. Como Deus governa as nuvens fazendo chover em um lugar e não em outro, da mesma maneira, em um sermão, abre o coração de um enquanto outro é tão sensibilizado por ele quanto um homem surdo pelo som da música. Nesse chamado eletivo de Deus, a bandeira de sua graça está exibida e os troféus de seu louvor erigidos. Elias e Eliseu estavam andando juntos, de repente apareceu uma carruagem de fogo e levou Elias para o céu, mas Eliseu foi deixado. A graça se demonstrará infinita quando dois estiverem andando juntos - esposo e esposa, pai e filho - e Deus chamar um pela sua graça e deixar o outro, levar um em uma carruagem triunfante para o céu, mas deixar o outro perecendo eternamente. Aqueles que são chamados pelo amor eletivo de Deus deveriam ficar muito impressionados. Deveriam transbordar de alegria por serem os vasos de misericórdia. Deveriam se levantar no Monte Gerizim louvando e exaltando a Deus. Então, comecem o trabalho do céu aqui. Aqueles que são padrões de misericórdia deveriam ser anunciadores do louvor. Assim, Paulo, quando chamado por Deus, e vendo quão devedor era em relação à graça, ficou muito admirado e agradecido (lTm 1.12).

Quinta aplicação: uma palavra aos chamados. Andem de modo digno do grande chamado: "Rogo-vos, pois, eu, o prisioneiro no Senhor, que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados" (Ef 4.1) em dois aspectos.

1.      Ande cheio de compaixão. Tenha misericórdia daqueles que ainda não foram chamados. Você tem um filho, sua esposa, seus servos que Deus ainda não chamou? Chore por suas almas mortas. Estão em seu próprio sangue, "sob o poder de Satanás". Sim, tenha bastante misericórdia deles. Que os pecados deles o incomodem mais que os próprios sofrimentos pessoais. Se você tem dó de um boi ou de um jumento que se perde, não deveria ter misericórdia de uma alma que se desvia? Mostre sua piedade por meio de sua misericórdia.

2.      Ande de maneira santa. Vocês têm um santo chamado (2Tm 1.9), somos chamados para ser santos (Rm 1.7). Mostrem sua vocação pelas conversas embasadas na Palavra. As flores não são mais cheirosas que as ervas daninhas? Aqueles que são enobrecidos com a graça não deveriam ter uma fragrância maior que aqueles que são pecadores? "Segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento" (lPe 1.15). Não desonre seu elevado chamado por qualquer maneira repugnante. Quando Antígono86 estava a caminho para se contaminar com mulheres, alguém lhe disse: "você é filho de rei". Lembre-se também de sua dignidade: "Você é chamado por Deus, da linhagem real do céu". Não faça coisas indignas de um chamado honrável. Cipião Africano recusou um abraço de uma prostituta porque era o general de um exército. Odeie todos os movimentos do pecado por causa do elevado chamado. Não é apropriado para os vocacionados de Deus fazer como os outros. Embora alguns dos judeus bebessem vinho, tal liberdade não era apropriada para os nazíreus que tinham um voto de santidade e haviam prometido abstinência. Ainda que os pagãos e os cristãos nominais tomem liberdade no pecado, não é apropriado para aqueles que foram chamados para fora do mundo, e cuja marca da eleição está sobre eles. Vocês são pessoas consagradas, seus corpos são o templo do Espírito Santo. Seus corpos deveriam ser uma sacristia ou o Santo dos santos.

(Áudio Devocional) - Cante na Tribulação - C. H. Spurgeon




“Por que hei de andar eu lamentando?” (  Salmo 42.9 )







Marcadores

(I Pedro 5:8) (1) 1 Coríntios (3) 1 Pedro (1) 1Pedro (1) 2 Pedro (2) A (1) A palavra da Cruz é Loucura (3) A Parábola do Rico e Lázaro (1) a Semente e os Solos (1) A Volta de Jesus (4) A. W. Tozer (36) A.W Pink (2) Abandonado (1) Aborto (9) Adoração (18) Agostinho (1) Aids (1) Alegria (22) Aliança (1) Alívio (1) Almas (17) Amarás o Próximo (1) Amargura (1) Amém (3) Amizade (5) Amor (70) Anátema (1) Angústia (2) Animais (1) Anjos (3) Anorexia (1) Ansiedade (5) Anticristo (2) Antidepressivo (1) Antigo Testamento (1) Apocalipse (10) Apostasia (5) Apóstolo Paulo (4) Arca de noé (2) Arrebatamento (3) Arrependimento (22) Arrogância (1) Arthur W. Pink (5) As Igrejas de todos os Tipos e para todos os Gostos (1) Ateísmo (4) Ateus (5) Augustus Nicodemus (2) Autoridade (4) Avareza (1) Aviso (2) Avivamento (10) Batalha Espiritual (7) Batismo (4) Bebida Alcóolica (1) Benção (2) Bíblia (49) Boas Novas (1) Bullying (1) Cálice (2) Calvinismo (2) Campanhas no Facebook (1) Cansado (1) Caráter (4) Carnal (1) Carnaval (2) Carne (11) Carta de Deus e do Inferno (2) Carter Conlon (1) Casamento (32) Castigo (1) Catolicismo.Religiao (1) Céu (14) Chamados ao primeiro amor (5) Charles Haddon Spurgeon (274) Cigarro (1) Circo ou Igreja? (1) Cirurgia Plástica (1) Citações Redes Sociais (2) Clodoaldo Machado (1) Cobiça (1) Comunhão (4) Comunidade no Orkut (1) Conhecendo as Histórias da Bíblia (1) Conhecimento (2) Consciência (2) Consolador (3) Copa do Mundo (1) Coração (31) Coragem (4) Corra (1) Corrompidos (1) Cosmovisão Cristã (1) Crer em Jesus (3) Criação (3) Criança (7) Cristãos (60) Cristianismo (19) Cristo (85) Crucificaram (1) Cruz (29) Culto (2) Cultura (4) Cura (6) David Wilkerson (43) Demônio (4) Dennis Allan (23) Denominações (1) Dependência (2) Depravação Humana (11) Depressão (6) Desanimado e fraco (11) Descanso (1) Desejo (1) Desenhos para Crianças (9) Deserto (1) Desigrejados (1) Desonra (1) Desprezado e Rejeitado (3) Desviado (5) Deus (328) Devoção (1) Diabo (9) Dinheiro (11) Discernimento (1) Discipulado (7) Discípulos Verdadeiros (4) Divórcio (9) Divulgue esse Blog (2) Dízimos e Ofertas (3) Dons Espirituais (1) Dor (6) Dores de Parto (1) Doutrinas (5) Dr J.R (1) Drogas (1) Dúvidas (1) Eclesiastes (1) Ego (1) Enganados (1) Envelhecer com Deus (1) Equilibrio (1) Errando (2) Escolha (2) Escolhidos De Deus (10) Escravo por Amor (2) Esforço (1) Esperança (8) Espíritismo (1) Espirito Santo (27) Espirituais (35) Estudo da Bíblia (257) Estudo Livro de Romanos por John Piper (17) Estudo Livro de Rute por John Piper (5) Eternidade (10) Eu Não Consigo (1) Evangelho (76) Evangelho da Prosperidade (13) Evangelho do Reino (1) Evangelismo (5) Evangelizar pela Internet (7) Evolução (1) Exaltação (1) Êxodo (1) Exortação (3) Ezequiel (1) Falar em Linguas (3) Falsos Profetas(Enganação) (17) Família (16) Fariseus (3) (49) Felicidade (6) Festas do Mundo (1) Festas juninas(São João) (1) Fiél (3) Filmes Bíblicos (43) Finais dos Tempos (11) Força (1) Fruto (8) Futebol (1) Gálatas (1) George Müller (1) George Whitefield (2) Glória (44) Graça (47) Gratidão (3) Guerra (4) Hebreus (1) Heresias (3) Hernandes Lopes (110) Hinos (1) Homem (46) Homossexual (6) Honra (1) Humanismo (1) Humildade (9) Humilhado (8) Idolatria (12) Idoso (1) Ignorância (1) Igreja (79) Ímpios (1) Incentivo (1) Incredulidade (2) Inferno (8) Ingratidão (2) Inimigo (2) Inquisição Católica (1) Intercessão (1) Intercessor (1) Intervenção (9) Intimidade (1) Inutéis (1) Inveja (1) Ira (12) Isaías (1) J. C. Ryle (9) James M. Boice (1) Jejum (4) Jeremias (2) Jesus (88) (1) João (4) João Calvino (145) Jogos VIDEO GAMES (2) John Owen (15) John Pipper (587) John Stott (28) John Wesley (1) Jonathan Edwards (92) José (1) Joseph Murphy (1) Josué Yrion (8) Jovens (15) Julgamento (20) Justiça (2) Lave os pés dos seus irmãos Vá em busca dos perdidos e fale do amor de Deus (1) Leão da Tribo de Judá (1) Legalismo vs. Bem-Aventuranças (1) Leonard Ravenhill (52) Liberdade (10) Língua (5) Livre arbítrio (10) Livros (67) Louvor (4) Lutar (7) Maçonaria e Fé Cristã (1) Mãe (2) Mal (18) Maldições Hereditárias (3) Manifestações Absurdas (2) Marca da Besta (1) Mártires (5) Martyn Lloyd-Jones (173) Masturbação (2) Mateus (2) Maturidade (2) Médico dos Médicos (1) Medo (2) Mefibosete (1) Mensagens (372) Mentira (8) Milagres (2) Ministério (10) Misericórdia (13) Missão portas abertas (21) Missões (27) Missões Cristãos em Defesa do Evangelho (1) Monergismo (1) Morrendo (12) Morte (43) Morte de um ente querido que não era crente (1) Mulher (11) Mulheres pastoras (2) Mundanismo (3) Mundo (28) Murmuração (3) Músicas (38) Músicas nas Igrejas.Louvor (8) Namoro ou Ficar (12) Natal (4) Noiva de Cristo (2) Nosso Corpo (1) Novo convertido (10) Novo Nascimento (11) O Semeador (1) O Seu Chamado (13) Obediencia (8) Obras (15) Obreiros (2) Observador (2) Oração (67) Orgulho (10) Orgulho Espiritual (1) Orkut (1) Paciência (7) Pai (1) Pais e Filhos (21) Paixão (3) Paixão de Cristo (2) Parábola Filho Pródigo (2) Parábolas (9) participe do nosso grupo e curta nossa página! (1) Páscoa (1) Pastor (18) Paul Washer (216) Paulo Junior (239) Paz (4) Pecado (106) Pecadores (12) Pedofilia (2) Perdão (16) perse (1) Perseguição (13) Pobre (4) Poder (18) Por que tarda o pleno Avivamento? (3) Pornografia (8) Porque Deus permite o sofrimento dos inocentes (2) Porta Estreita (2) Pregação (24) PREGAÇÕES COMPLETAS INTRODUÇÃO ESCOLA DE OBREIROS (1) Profecias (3) Profetas (3) Prostituição (2) Provação (2) Provar o Evangelho Para Aqueles que Não acreditam Na Bíblia (1) Provérbios (1) Púlpito (3) Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma (1) R. C. Sproul (29) Realidade (1) Rebelde (1) Redes Sociais (2) Reencarnação (2) Refletindo Sobre Algumas coisas (1) Reforma e Reavivamento (1) Reforma Protestante (3) Refúgio (2) Regeneração (16) Rei (3) Relativismo (1) Religião (7) Renúncia (2) Ressuscitou (5) Revelação (1) Ricardo Gondim (1) Richard Baxter (7) Rico (12) Romanos (20) Roupas (1) Rupert Teixeira (4) Rute (5) Sabedoria (12) Sacrifício (3) Salvação (45) Sangue de Cristo (3) Santa Ceia (2) Santidade (34) Satanás (15) Secularismo (1) Segurança Completa (1) Seitas (3) Semente (1) Senhor (10) Sensualidade (2) Sermão da Montanha (2) Servos Especiais (4) Sexo (8) Sinais e Maravilhas (2) Soberba (1) Sofrimento (24) Sola Scriptura (1) Sola Scriptura Solus Christus Sola Gratia Sola Fide Soli Deo Gloria (4) Soldado (1) Sozinho (3) Steven Lawson (12) Submissão (1) Suicídio (2) Televisão um Perigo (8) Temor (4) Tempo (5) Tentação (9) Teologia (2) Teologia da Prosperidade (4) Tesouro que foi achado (4) Tessalonicenses 1 (1) Testemunhos (29) Thomas Watson (17) Tim Conway (38) Timóteo (1) Todo homem pois seja pronto para ouvir tardio para falar tardio para se irar Tiago 1.19 (1) Trabalho (2) Tragédia Realengo Rio de Janeiro (2) Traição (4) Transformados (1) Trevas e Luz (2) Tribulação (10) Trindade (2) Tristeza (5) Trono branco (2) Tsunami no Japão (2) tudo (231) Uma Semente de Amor para Russia (1) Unção (3) Ungir com Óleo (1) Vaidade (3) Vaso (2) Velho (1) Verdade (30) Vergonha (3) Vestimentas (1) Vícios (6) Vida (39) Vincent Cheung (1) Vitória (5) Vontade (1) Votação (1) Yoga (1)

Comentários:

Mensagem do Dia

O homem, cujo tesouro é o Senhor, tem todas as coisas concentradas nEle. Outros tesouros comuns talvez lhe sejam negados, mas mesmo que lhe seja permitido desfrutar deles, o usufruto de tais coisas será tão diluído que nunca é necessário à sua felicidade. E se lhe acontecer de vê-los desaparecer, um por um, provavelmente não experimentará sensação de perda, pois conta com a fonte, com a origem de todas as coisas, em Deus, em quem encontra toda satisfação, todo prazer e todo deleite. Não se importa com a perda, já que, em realidade nada perdeu, e possui tudo em uma pessoa Deus de maneira pura, legítima e eterna. A.W.Tozer

"A conversão tira o cristão do mundo; a santificação tira o mundo do cristão." JOHN WESLEY"

Minha foto

Darliana+ Missões Cristãos em Defesa do Evangelho+✿Apenas uma alma que foi resgatada através da graça e misericórdia de Deus,Dai de graça o que de graça recebeste' (Mt. 10,8). Latim para estar em consonância com as cinco teses que dão sustentação ao “pensamento”e à vida do genuíno cristão reformado: sola scriptura,sola gratia, sola fide,solus christus, soli deo gloria. E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." (João 8 : 32) "Um cristão verdadeiro é uma pessoa estranha em todos os sentidos." Ele sente um amor supremo por alguém que ele nunca viu; conversa familiarmente todos os dias com alguém que não pode ver; espera ir para o céu pelos méritos de outro; esvazia-se para que possa estar cheio; admite estar errado para que possa ser declarado certo; desce para que possa ir para o alto; é mais forte quando ele é mais fraco; é mais rico quando é mais pobre; mais feliz quando se sente o pior. Ele morre para que possa viver; renuncia para que possa ter; doa para que possa manter; vê o invisível, ouve o inaudível e conhece o que excede todo o entendimento." A.W.Tozer✿

Postagens Populares

Bíblia OnLine - Leitura e Audio

Bíblia OnLine - Leitura e Audio
Alimentar-se da Palavra "Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração." (Hebreus 4 : 12).Erram por não conhecer as Escrituras, e nem o poder de Deus (Mateus 22.29)Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo. Apocalipse 1:3

Feed: Receba Atualizações Via Email

Coloque o seu endereço de email e receba atualizações e conteúdos exclusivos:

Cadastre seu E-mail.Obs.: Lembre-se de clicar no link de confirmação enviado ao seu e-mail.