Tradutor

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

10 de jul de 2010

Por onde quer que Jesus nos guie - Charles Spurgeon

http://www.cifnsv.com/2009/images/stories/cristo%20bom%20pastor.jpg

/ On : 15:18/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.

- E elas me seguem.- (Jo 10.27) -

Devemos seguir nosso Senhor com tanta confiança quanto as ovelhas seguem o seu pastor, pois Ele tem o direito de nos guiar por onde quer que deseje. Não pertencemos a nós mesmos, fomos comprados por preço (ver 1 Coríntios 6.20). Reconheçamos os direitos do sangue redentor. Os soldados seguem seu capitão, e os servos obedecem seus senhores. Temos de seguir nosso Redentor, que nos comprou como sua própria possessão.

 Não somos verdadeiros à nossa confissão de ser crentes, se questionarmos os mandamentos de nosso Senhor. A submissão é o nosso dever; as murmurações são a nossa vergonha. Nosso Senhor diz a nós o que disse a Pedro: "Que te importa? Quanto a ti, segue-me" (João 21.22).

Por onde quer que Jesus nos guie, Ele sempre vai à nossa frente. Tendo um companheiro tão poderoso como o Senhor Jesus, quem se atemorizará dos perigos do caminho? A viagem pode ser longa, mas os braços eternos de Jesus nos carregarão até ao final. A presença de Jesus é a segurança da salvação eterna. Porque Ele vive, nós também viveremos.

Devemos seguir a Cristo em simplicidade e fé, porque as veredas pelas quais Ele nos conduz terminarão na glória e na imortalidade. Talvez não sejam veredas suaves, mas nos levam à "cidade que tem fundamentos, da qual Deus é o arquiteto e edificador" (Hebreus 11.10). "Todas as veredas do SENHOR são misericórdia e verdade para os que guardam a sua aliança e os seus testemunhos" (Salmos 25.10). Devemos colocar toda a nossa confiança em nosso Guia. Sabemos que, vindo a prosperidade ou a adversidade, a doença ou a saúde, a popularidade ou a zombaria, o propósito santo e perfeito dEle se cumprirá.

O seu amor nos fará mais felizes do que aqueles que se assentam tranqüilamente em seus lares e aquecem suas mãos no fogo do mundo. Até ao topo das montanhas ou às covas dos leões, seguiremos nosso Amado.

UM PECADO "SANTIFICADO" PELA "IGREJA" - Martyn Lloyd-Jones

Deus é soberano sobre a mão de Satanás - John Piper


Celebremos o fato de que Deus é soberano sobre a mão de Satanás na perseguição

O apóstolo Pedro descreve o sofrimento dos cristãos do seguinte modo:

"O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como um leão que ruge procurando alguém para devorar; resisti-lhe firmes na fé, certos de que sofrimentos iguais aos vossos estão-se cumprindo na vossa irmandade espalhada pelo mundo" (1Pe 5.8.9). Então, os sofrimentos de perseguição são como a boca de um leão satânico tentando consumir e destruir nos crentes a fé em Cristo.

Mas será que esses cristãos sofrem perseguição da boca de Satanás à parte da vontade soberana de Deus? Será que quando Satanás esmaga os cristãos nos dentes do seu próprio calvário particular Deus não governa esses dentes para o bem de seus preciosos filhos? Vejam a resposta de Pedro em lPedro 3.17: "Se for da vontade de Deus, é melhor que sofrais por praticardes o que é bom do que praticando o mal". Em outras palavras, se Deus quiser que soframos por fazer o bem, nós sofreremos. E se ele não quiser que soframos por fazer o bem, não sofreremos. O leão não tem a última palavra. A última palavra é de Deus.

Na noite em que Jesus foi preso, o poder satânico estava com força total (Lc 22.3,31). E naquela situação Jesus disse uma de suas palavras mais soberanas. Ele disse àqueles que o vieram prender na escuridão: "Saístes com espadas e porretes como para deter um salteador? Diariamente, estando eu convosco no templo, não pusestes as mãos sobre mim. Esta, porém, é a vossa hora e o poder das trevas" (Lc. 22.52,53). Os dentes do leão fecharam-se sobre mim nesta noite, não antes nem depois do que meu Pai planejou. "Ninguém a tira [minha vida] de mim; pelo contrário, eu espontaneamente a dou" (Jo 10.18). Não se gabe sobre a mão que o fez, Satanás. Você tem uma hora. O que você tem de fazer, faça-o logo.

Deus é soberano sobre a mão de Satanás na perseguição.

Celebremos o fato de que Deus é soberano sobre o poder que Satanás tem de tirar a vida

A Bíblia não suaviza, nem minimiza o poder de Satanás de matar pessoas, inclusive cristãos. Jesus disse em João 8.44: "Vós sois do diabo, que é o vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio". João nos diz, na verdade, que ele realmente tira a vida de cristãos fiéis. Apocalipse 2.10 diz: "Não temas as coisas que tens de sofrer. Eis que o diabo está para lançar em prisão alguns dentre vós, para serdes postos à prova, e tereis tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida".

Então Deus não é o Senhor da vida e da morte? Ele o é. Ninguém vive ou morre a não ser por decreto soberano de Deus. "Vede, agora, que Eu sou, Eu somente, e mais nenhum Deus além de mim; eu mato, e eu faço viver; eu firo e eu saro; e não há quem possa livrar alguém da minha mão" (Dt 32.39). Não há deus, não há demônio, nem Satanás, que possa arrastar para a morte qualquer pessoa que Deus queira que viva (ver ISm 2.6).

Tiago, irmão de Jesus, diz o seguinte, de um modo chocante, em sua carta, em 4.13-16:

Atendei, agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos para a cidade tal, e lá passaremos um ano, e negociaremos, e teremos lucros. Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa. Em vez disso, devieis dizer: Se o Senhor quiser, não só viveremos, como faremos isto ou aquilo. Agora, entretanto, vos jactais das vossas arrogantes pretensões. Toda jactância semelhante a essa é maligna.

Se o Senhor quiser, viveremos. Se ele não quiser, morreremos. Deus, e não Satanás, fará a chamada final. Nossa vida está, em última análise, nas mãos dele, não nas de Satanás. Deus é soberano sobre o poder de Satanás de tirar a vida.

Pérolas dos Provérbios Mestre de intrigas

http://reporterdecristo.com/wp-content/uploads/2010/02/mestres_da_magia.jpg

Ao que cuida em fazer o mal, mestre de intrigas lhe  chamarão" (Provérbios 24:8).
Há pessoas cujo negócio é praticar maldade. Eles cogitam, planejam e tramam maldades. São "inventores de males" (Romanos 1:30).
O ladrão estuda para descobrir um jeito de entrar numa casa despercebido. O assassino cuidadosamente planeja como matar alguém sem deixar pistas. O caloteiro procura descobrir maneiras para enganar uma pessoa inocente. O estuprador reflete sobre planos para achar e atacar sua vítima sem ser preso. O batedor de carteiras considera vários ángulos de abordagem para conquistar seu alvo. Grandes mafiosos em prostituição e pornografia utilizam advogados caros para escapar das conseqüências dos seus atos.
"Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicando na terra e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração" (Gênesis 6:5). A situação geral da época de Noé ainda é o caso de muitas pessoas hoje em dia. Nem todos os pecados são premeditados, mas muitos malfeitores maquinam o mal todo o tempo (Provérbios 6:14).

Exemplos bíblicos

Œ O Rei Saul. Motivado principalmente pela inveja, Saul se dedicou a prejudicar Davi (1 Samuel 18:6-9). Ele ofereceu a Davi sua filha, Mical, como esposa, pedindo cem prepúcios de filisteus como dote. "Porquanto Saul tentava fazer cair a Davi pelas mãos dos filisteus." O plano fracassou, pois Davi e seus homens mataram duzentos filisteus e não apenas cem (1 Samuel 18:20-27). Saul tentou matar Davi com sua lança, mas Davi escapou. Ele enviou servos para vigiar a casa de Davi e o matar de manhã. Mical ajudou Davi fugir (1 Samuel 19:10-17). Correndo de um lugar para outro para ficar fora do alcance de Saul, Davi sabia "que Saul maquinava o mal contra ele" (1 Samuel 23:9). As ciladas de Saul fracassaram porque Deus estava com Davi.
 Hamã. Um agagita e inimigo dos judeus, Hamã se tornou primeiro ministro do governo persa. Hamã tramou um plano para exterminar por completo o povo judeu. Ester, uma judia bonita que havia se tornado rainha da Pérsia, arriscou a sua vida para expor o plano mal de Hamã. Ester abordou "o rei e se lhe lançou aos pés; e, com lágrimas, lhe implorou que revogasse a maldade de Hamã, o agagita, e a trama que havia empreendido contra os judeus" (Ester 8:3). O decreto feito sob a influência de Hamã foi contrariado por outro decreto real.
Ž  Líderes gananciosos. O profeta Miquéias dirigiu suas palavras àlguns nobres ou líderes entre os israelitas que tramavam maldade para se enriquecer. "Ai daqueles que, no seu leito, imaginam a iniqüidade e maquinam o mal! À luz da alva, o praticam, porque o poder está em suas mãos. Se cobiçam campos, os arrebatam; se casas, as tomam; assim, fazem violência a um homem e à sua casa, a uma pessoa e à sua herança" (Miquéias 2:1-2). Esses homens cobiçosos ficaram acordados à noite planejando sua maldade. "Sua maldade é planejada e proposital...pois ao invés de se retirarem para dormir a noite, eles ficam acordados tramando e preparando seus planos maus" (H. Hailey).
 Sambalate, Tobias e Gesém. Esses homens eram estrangeiros que moravam perto de Jerusalém quando Neemias chegou para reconstruir os muros da cidade. Eles tramaram para impedir o trabalho nos muros. "E muito lhes desagradou que alguém viesse a procurar o bem dos filhos de Israel" (Neemias 2:10). Eles ridiculizaram os esforços e sugeriram que os judeus estavam se preparando para rebelar contra os persas (Neemias 2:19). Eles zombaram (Neemias 4:1-2) e ameaçaram pelejar contra Jerusalém (Neemias 4:8). Mais tarde, enquanto o trabalho nos muros progredia, esses inimigos dos judeus pediram que Neemias os encontrasse no vale de Ono. Neemias percebeu seu plano mau e recusou ir. Ele disse: "Porém intentavam fazer-me mal" (Neemias 6:2).
 Os principais sacerdotes e escribas. Esses líderes judeus na época do ministério de Jesus estudaram e consultaram entre si, planejando a morte de Jesus. "Então, os principais sacerdotes e os anciãos do povo se reuniram no palácio do sumo sacerdote, chamado Caifás; e deliberaram prender Jesus, à traição, e matá_lo" (Mateus 26:3-4). Os principais sacerdotes concordaram em pagar para Judas 30 moedas de prata para que ele traísse Jesus (Mateus 26:14-16). Os mesmos líderes, mais tarde, procuraram "algum testemunho falso contra Jesus, a fim de o condenarem à morte" (Mateus 26:59).
Esses são poucos dos muitos exemplos na Bíblia de pessoas que podem ser chamadas "mestres de intrigas". Deus considera abominável o "coração que trama projetos iníquos" (Provérbios 6:18).

Irvin Himmel

Cap 9 - Um Estudo Sistemático de Doutrina Bíblica O SENHOR JESUS CRISTO

http://static.blogstorage.hi-pi.com/photos/odespertamento.arteblog.com.br/images/gd/1259011135/COMO-ESTUDAR-A-BIBLIA.jpg


Estudamos Deus o Pai e a doutrina da Trindade. Fica-nos agora estudar os outros dois membros da Trindade. Neste capítulo nosso estudo é para ser devotado ao Senhor Jesus Cristo, Deus o Filho.
I. SUA PREEXISTENCIA E ETERNIDADE
A preexistência de Cristo significa Sua existência antes da encarnação. A Escritura o ensina muito claramente. Mas, mais que isso, ela ensina também que Ele existiu desde toda a eternidade. Em nosso estudo da Trindade notamos que as distinções na Divindade são eternas. As seguintes passagens estabelecem claramente a preexistência e eternidade de Deus o Filho:
"No principio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus" (João 1:1).
"Eu desci do céu" (João 6:38).
"E agora, Pai, glorifica Tu a mim, tu mesmo, com a glória que eu tive contigo antes que o mundo existisse" (João 17:5).
II. SUA INCARNAÇÃO
Este mesmo Filho preexistente e eterno fez-se carne, tomou sobre Si um corpo humano, habitou entre os homens e finalmente se deu como sacrifício pelos pecadores.
Notemos:
1. O FATO DA INCARNAÇÃO.
"E o Verbo se fez carne" (João 1:14).
"O qual... esvaziou-se, tomando a forma de servo, fazendo-se igual aos homens" (Filipenses 2:6,7).
"Ele disse... um corpo preparaste para mim." (Hebreus 10:5).
2. A NECESIDADE DA INCARNAÇÃO.
(1) Foi preciso que Ele aturasse o sofrimento corporal se era para Ele sofrer como substituto do homem.
O sofrimento final dos pecadores no inferno será um sofrimento tanto do corpo como da alma (Mateus 10:28). Logo, desde que foi para Jesus sofrer em lugar dos pecadores, necessário foi que Ele tivesse um corpo no qual sofresse.
(2) Foi preciso que Ele tivesse um corpo para que pudesse "em tudo ser tentado como nós somos", de maneira que, como sumo sacerdote, pudesse compadecer-se de nossas fraquezas" (Hebreus 4:15).
O anjo Gabriel não pôde simpatizar conosco quando somos tentados, porque ele nunca conheceu tentação na carne. Mas Cristo pode. "Naquilo que Ele mesmo sofreu sendo tentado, pode socorrer aos que são tentados" (Hebreus 2:18).
(3) Foi preciso que Ele tivesse provação na carne e rendesse perfeita obediência à Lei para que houvesse operado uma justiça que pudesse ser-nos imputada.
A justiça a nós imputada pela fé não é justiça como atributo pessoal atribuído a Deus, mas é a justiça operada por Cristo em nós na Sua vida terrena. É isto indicado porque a justiça a nós imputada descreve-se como sendo pela fé ou através da fé em Cristo (Romanos 3:21,22; Filipenses 3:9).
(4) A encarnação foi também necessária ao seu ministério doscente, à Sua escolha dos doze apóstolos e fundação da igreja, à Sua fixação de um modelo para nós de perfeita obediência à vontade de Deus.
Estas coisas são coisas que Deus viu podiam ser melhor cumpridas por um na carne. Portanto, o Cristo encarnado foi enviado a cumpri-las.
III. SUA DEIDADE
"E o Verbo era Deus" (João 1:1).
"Eu e o Pai somos um" (João 10:30).
"O primeiro homem era da terra, terreno; o segundo é do céu" (1 Coríntios 15:47).
"O qual é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação" (Colossenses 1:15).
"Sendo o resplendor de Sua glória e a própria imagem de Sua substância" (Hebreus 1:3).
"Chamarão o Seu nome Emanuel, que é, traduzido, Deus conosco" (Mateus 1:23).
A noção dos modernistas que Jesus era divino somente no sentido que sustenta ser o homem divino não satisfaz essas passagens. O homem não é divino na sua condição natural. Após a regeneração tem ele uma natureza divina habitando nele, mas também retém a natureza humana pecaminosa. Não se diz nunca que o homem, mesmo depois da regeneração, é Deus, ou que Ele é o "resplendor de Sua glória".
IV. SUA HUMANIDADE
As seguintes passagens mostram que Cristo tinha uma natureza humana:
"Jesus, pois, estando cansado da viagem, sentou-se assim à beira do poço" (João 4:6).
A Deidade não pode cansar-se.
"Quando veio a plenitude do tempo, Deus mandou Seu Filho, nascido de mulher" (Gálatas 4:4).
"Há um Deus, um mediador também entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem Ele mesmo" (1 Timóteo 2:5).
A natureza humana foi em todos os sentidos igual à nossa exceto que Sua natureza humana não foi maculada pelo pecado.
Como Cristo pode ser ao mesmo tempo divino e humano é um mistério além da compreensão da faculdade humana. Nem tem o homem base alguma para uma negação dele. É fato revelado, necessário, como já vimos, à obra que Cristo veio fazer.
V. SEU NASCIMENTO SOBRENATURAL
"Agora o nascimento de Jesus Cristo foi dessa maneira: Quando Sua mãe Maria, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se grávida do Espírito Santo" (Mateus 1:18).
"Eis que uma virgem dará a luz a um filho" (Mateus 1:23) ! citado de Isaías 7:14.
"E o anjo respondeu e lhe disse: O Espírito Santo virá sobre ti e o poder do Altíssimo te cobrirá com a Sua sombra, pelo que o santo que de ti há de nascer será chamado o Filho de Deus" (Lucas 1:35).
"E o Verbo se fez carne e habitou entre nós" (João 1:14).
VI. SUA VIDA SEM PECADO
"O que não conheceu pecado fez-se pecado por nós, para que fossemos nEle a justiça de Deus." (2 Coríntios 5:21).
"Porque não temos um sumo sacerdote que não pode compadecer-se de nossas fraquezas, mas um que foi em tudo tentado como nós somos, todavia sem pecado" (Hebreus 4:15).
"Porque nos convinha um sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores e feito mais alto do que os céus" (Hebreus 7:26).
VII. SUA MORTE SACRIFICIAL
Cristo não morreu meramente como um mártir. Num sentido Ele foi um mártir. Sua morte ocorreu, de um ponto de vista humano, por Sua fidelidade à vontade de Seu Pai; mas Ele foi mais que um mártir: Ele foi um substituto de pecadores, morrendo em lugar deles. Isto mostram as seguintes passagens:
"Ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos devia trazer a paz estava sobre Ele e pelas Sua pisaduras somos sarados" (Isaías 53:5).
"O Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e para dar Sua vida em resgate por muitos" (Mateus 20:28).
"O qual foi entregue pelos nossos delitos e ressuscitou para nossa justificação" (Romanos 4:25).
"Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras" (1 Coríntios 15:3).
"Cristo remiu-nos da maldição da Lei, fazendo-Se maldição por nós, porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro" (Gálatas 3:13).
"O qual levou Ele mesmo em Seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, vivamos para a justiça, por cuja ferida sarastes" (1 Pedro 2:24).
"Cristo... padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus" (1 Pedro 3:18).
"O sangue de Jesus Seu Filho nos purifica de todo pecado" (1 João 1:7).
"E nisto está o amor, não que amamos a Deus, mas que Ele nos amou e mandou Seu Filho para ser a propiciação pelos nossos pecados" (1 João 4:10).
"A angustia não de mártir não pode ser computada e o desamparo do Pai não se justifica sobre a hipótese que Cristo morreu como simples testemunha da verdade (nem sobre qualquer outra hipótese, exceto a que afirma que Ele morreu como um substituto de pecadores para satisfazer a justiça de Deus). Se os sofrimentos de Cristo não foram propiciatórios, eles nem nos fornecem um exemplo perfeito, nem constituem uma manifestação do amor de Deus... Se Cristo foi apenas um mártir, então não é um exemplo perfeito, pois que muitos mártires mostraram maior coragem ante a perspectiva da morte e na agonia final puderam dizer que o fogo que os consumia era "um leito de rosas". O Getsêmani com sua angustia está aparentemente lembrado para indicar que os sofrimentos de Cristo mesmo na Cruz não foram principalmente físicos" (Strong, Systematic Theology, pág. 399).
VIII. SUA RESSURREIÇÃO
1. COMO PROFETIZADA.
Salmos 16:9,10.
2. COMO ENSINADA POR JESUS MESMO.
Mateus 12:40; 16:4; 20:19; 26:32; Marcos 9:9; Lucas 18:33; 24:26; João 2:19,21.
3. COMO TESTEMUNHADA PELO ANJO.
Mateus 28:6.
4. COMO ENSINADA PELOS APÓSTOLOS.
Atos 2:24; 3:15; 4:10,33; 10:40; 13:30-33; 17:2,3,31; 26:23-26; Romanos 1:4; 4:25; 6:4,5,9; Efésios 1:20; Hebreus 13:20; 1 Pedro 1:3; 3:18; Apocalipse 1:5.
5. COMO PROVADA POR ARGUMENTOS RACIONAIS.
Para argumentos em prova da ressurreição de Cristo, veja o Capítulo 1º.
IX. SUA ASCENÇÃO
1. COMO PROFETIZADA.
Salmos 68:18.
2. COMO ENSINADA POR JESUS MESMO.
João 6:62.
3. COMO RECORDADA PELO ESCRITOR EVANGÉLICO.
Marcos 16:19.
4. COMO RECORDADA PELO HISTORIADOR INSPIRADO.
Atos 1:9.
5. COMO DECLARADA PELOS APÓSTOLOS.
Atos 3:21; Efésios 1:20; 4:8; 1 Timóteo 3:16; Hebreus 4:14; 9:24.
6. COMO PROVADA POR SUA PRESENÇA À DESTRA DO PAI.
Atos 7:56.
X. OS SEUS OFÍCIOS
1. PROFETAS.
Deuteronômio 18:15,18; Mateus 21:11; Lucas 24:19; João 6:14.
2. SACERDOTE
Hebreus 3:1; 5:6; 6:20; 7:11,15-17, 20-28; 8:1,2,6.
3. REI
Números 24:17; Salmos 72:8,11; Isaías 9:6,7; 32:1; Jeremias 30:9; Ezequiel 37:24-25; Daniel 7:13,14; Oséias 3:5; Miquéias 5:2; Zacarias 9:9; Mateus 2:2,6; 19:28; 21:5; 28:18; Lucas 1:33; 19:27; 22:29,30; João 1:49; 12:13,15; 12:19.
Como profeta, Cristo ensinou a vontade de Deus. Como sacerdote, Ele ofereceu o Seu próprio sangue no templo celestial (Hebreus 9:11-14) e intercede pelos crentes (Hebreus 7:25). Como Rei, Ele possuiu todo poder (Mateus 28:18) e rege agora um reino invisível e espiritual (João 18:36,37), e mais tarde regerá visivelmente a terra (Salmos 66:4; 72:16-19; Isaías 2:2; Daniel 7:13,14,18,22,27; Hebreus 10:13; Apocalipse 15:4).

Autor: Thomas Paul Simmons, D.Th.
Digitalização: Daniela Cristina Caetano Pereira dos Santos, 2004
Revisão: Charity D. Gardner e Calvin G Gardner, 05/04

Marcadores

(I Pedro 5:8) (1) 1 Coríntios (3) 1 Pedro (1) 1Pedro (1) 2 Pedro (2) A (1) A palavra da Cruz é Loucura (3) A Parábola do Rico e Lázaro (1) a Semente e os Solos (1) A Volta de Jesus (4) A. W. Tozer (36) A.W Pink (2) Abandonado (1) Aborto (9) Adoração (18) Agostinho (1) Aids (1) Alegria (22) Aliança (1) Alívio (1) Almas (17) Amarás o Próximo (1) Amargura (1) Amém (3) Amizade (5) Amor (70) Anátema (1) Angústia (2) Animais (1) Anjos (3) Anorexia (1) Ansiedade (5) Anticristo (2) Antidepressivo (1) Antigo Testamento (1) Apocalipse (10) Apostasia (5) Apóstolo Paulo (4) Arca de noé (2) Arrebatamento (3) Arrependimento (22) Arrogância (1) Arthur W. Pink (5) As Igrejas de todos os Tipos e para todos os Gostos (1) Ateísmo (4) Ateus (5) Augustus Nicodemus (2) Autoridade (4) Avareza (1) Aviso (2) Avivamento (10) Batalha Espiritual (7) Batismo (4) Bebida Alcóolica (1) Benção (2) Bíblia (49) Boas Novas (1) Bullying (1) Cálice (2) Calvinismo (2) Campanhas no Facebook (1) Cansado (1) Caráter (4) Carnal (1) Carnaval (2) Carne (11) Carta de Deus e do Inferno (2) Carter Conlon (1) Casamento (32) Castigo (1) Catolicismo.Religiao (1) Céu (14) Chamados ao primeiro amor (5) Charles Haddon Spurgeon (274) Cigarro (1) Circo ou Igreja? (1) Cirurgia Plástica (1) Citações Redes Sociais (2) Clodoaldo Machado (1) Cobiça (1) Comunhão (4) Comunidade no Orkut (1) Conhecendo as Histórias da Bíblia (1) Conhecimento (2) Consciência (2) Consolador (3) Copa do Mundo (1) Coração (31) Coragem (4) Corra (1) Corrompidos (1) Cosmovisão Cristã (1) Crer em Jesus (3) Criação (3) Criança (7) Cristãos (60) Cristianismo (19) Cristo (85) Crucificaram (1) Cruz (29) Culto (2) Cultura (4) Cura (6) David Wilkerson (43) Demônio (4) Dennis Allan (23) Denominações (1) Dependência (2) Depravação Humana (11) Depressão (6) Desanimado e fraco (11) Descanso (1) Desejo (1) Desenhos para Crianças (9) Deserto (1) Desigrejados (1) Desonra (1) Desprezado e Rejeitado (3) Desviado (5) Deus (328) Devoção (1) Diabo (9) Dinheiro (11) Discernimento (1) Discipulado (7) Discípulos Verdadeiros (4) Divórcio (9) Divulgue esse Blog (2) Dízimos e Ofertas (3) Dons Espirituais (1) Dor (6) Dores de Parto (1) Doutrinas (5) Dr J.R (1) Drogas (1) Dúvidas (1) Eclesiastes (1) Ego (1) Enganados (1) Envelhecer com Deus (1) Equilibrio (1) Errando (2) Escolha (2) Escolhidos De Deus (10) Escravo por Amor (2) Esforço (1) Esperança (8) Espíritismo (1) Espirito Santo (27) Espirituais (35) Estudo da Bíblia (257) Estudo Livro de Romanos por John Piper (17) Estudo Livro de Rute por John Piper (5) Eternidade (10) Eu Não Consigo (1) Evangelho (76) Evangelho da Prosperidade (13) Evangelho do Reino (1) Evangelismo (5) Evangelizar pela Internet (7) Evolução (1) Exaltação (1) Êxodo (1) Exortação (3) Ezequiel (1) Falar em Linguas (3) Falsos Profetas(Enganação) (17) Família (16) Fariseus (3) (49) Felicidade (6) Festas do Mundo (1) Festas juninas(São João) (1) Fiél (3) Filmes Bíblicos (43) Finais dos Tempos (11) Força (1) Fruto (8) Futebol (1) Gálatas (1) George Müller (1) George Whitefield (2) Glória (44) Graça (47) Gratidão (3) Guerra (4) Hebreus (1) Heresias (3) Hernandes Lopes (110) Hinos (1) Homem (46) Homossexual (6) Honra (1) Humanismo (1) Humildade (9) Humilhado (8) Idolatria (12) Idoso (1) Ignorância (1) Igreja (79) Ímpios (1) Incentivo (1) Incredulidade (2) Inferno (8) Ingratidão (2) Inimigo (2) Inquisição Católica (1) Intercessão (1) Intercessor (1) Intervenção (9) Intimidade (1) Inutéis (1) Inveja (1) Ira (12) Isaías (1) J. C. Ryle (9) James M. Boice (1) Jejum (4) Jeremias (2) Jesus (88) (1) João (4) João Calvino (145) Jogos VIDEO GAMES (2) John Owen (15) John Pipper (587) John Stott (28) John Wesley (1) Jonathan Edwards (92) José (1) Joseph Murphy (1) Josué Yrion (8) Jovens (15) Julgamento (20) Justiça (2) Lave os pés dos seus irmãos Vá em busca dos perdidos e fale do amor de Deus (1) Leão da Tribo de Judá (1) Legalismo vs. Bem-Aventuranças (1) Leonard Ravenhill (52) Liberdade (10) Língua (5) Livre arbítrio (10) Livros (67) Louvor (4) Lutar (7) Maçonaria e Fé Cristã (1) Mãe (2) Mal (18) Maldições Hereditárias (3) Manifestações Absurdas (2) Marca da Besta (1) Mártires (5) Martyn Lloyd-Jones (173) Masturbação (2) Mateus (2) Maturidade (2) Médico dos Médicos (1) Medo (2) Mefibosete (1) Mensagens (372) Mentira (8) Milagres (2) Ministério (10) Misericórdia (13) Missão portas abertas (21) Missões (27) Missões Cristãos em Defesa do Evangelho (1) Monergismo (1) Morrendo (12) Morte (43) Morte de um ente querido que não era crente (1) Mulher (11) Mulheres pastoras (2) Mundanismo (3) Mundo (28) Murmuração (3) Músicas (38) Músicas nas Igrejas.Louvor (8) Namoro ou Ficar (12) Natal (4) Noiva de Cristo (2) Nosso Corpo (1) Novo convertido (10) Novo Nascimento (11) O Semeador (1) O Seu Chamado (13) Obediencia (8) Obras (15) Obreiros (2) Observador (2) Oração (67) Orgulho (10) Orgulho Espiritual (1) Orkut (1) Paciência (7) Pai (1) Pais e Filhos (21) Paixão (3) Paixão de Cristo (2) Parábola Filho Pródigo (2) Parábolas (9) participe do nosso grupo e curta nossa página! (1) Páscoa (1) Pastor (18) Paul Washer (216) Paulo Junior (239) Paz (4) Pecado (106) Pecadores (12) Pedofilia (2) Perdão (16) perse (1) Perseguição (13) Pobre (4) Poder (18) Por que tarda o pleno Avivamento? (3) Pornografia (8) Porque Deus permite o sofrimento dos inocentes (2) Porta Estreita (2) Pregação (24) PREGAÇÕES COMPLETAS INTRODUÇÃO ESCOLA DE OBREIROS (1) Profecias (3) Profetas (3) Prostituição (2) Provação (2) Provar o Evangelho Para Aqueles que Não acreditam Na Bíblia (1) Provérbios (1) Púlpito (3) Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma (1) R. C. Sproul (29) Realidade (1) Rebelde (1) Redes Sociais (2) Reencarnação (2) Refletindo Sobre Algumas coisas (1) Reforma e Reavivamento (1) Reforma Protestante (3) Refúgio (2) Regeneração (16) Rei (3) Relativismo (1) Religião (7) Renúncia (2) Ressuscitou (5) Revelação (1) Ricardo Gondim (1) Richard Baxter (7) Rico (12) Romanos (20) Roupas (1) Rupert Teixeira (4) Rute (5) Sabedoria (12) Sacrifício (3) Salvação (45) Sangue de Cristo (3) Santa Ceia (2) Santidade (34) Satanás (15) Secularismo (1) Segurança Completa (1) Seitas (3) Semente (1) Senhor (10) Sensualidade (2) Sermão da Montanha (2) Servos Especiais (4) Sexo (8) Sinais e Maravilhas (2) Soberba (1) Sofrimento (24) Sola Scriptura (1) Sola Scriptura Solus Christus Sola Gratia Sola Fide Soli Deo Gloria (4) Soldado (1) Sozinho (3) Steven Lawson (12) Submissão (1) Suicídio (2) Televisão um Perigo (8) Temor (4) Tempo (5) Tentação (9) Teologia (2) Teologia da Prosperidade (4) Tesouro que foi achado (4) Tessalonicenses 1 (1) Testemunhos (29) Thomas Watson (17) Tim Conway (38) Timóteo (1) Todo homem pois seja pronto para ouvir tardio para falar tardio para se irar Tiago 1.19 (1) Trabalho (2) Tragédia Realengo Rio de Janeiro (2) Traição (4) Transformados (1) Trevas e Luz (2) Tribulação (10) Trindade (2) Tristeza (5) Trono branco (2) Tsunami no Japão (2) tudo (231) Uma Semente de Amor para Russia (1) Unção (3) Ungir com Óleo (1) Vaidade (3) Vaso (2) Velho (1) Verdade (30) Vergonha (3) Vestimentas (1) Vícios (6) Vida (39) Vincent Cheung (1) Vitória (5) Vontade (1) Votação (1) Yoga (1)

Comentários:

Mensagem do Dia

O homem, cujo tesouro é o Senhor, tem todas as coisas concentradas nEle. Outros tesouros comuns talvez lhe sejam negados, mas mesmo que lhe seja permitido desfrutar deles, o usufruto de tais coisas será tão diluído que nunca é necessário à sua felicidade. E se lhe acontecer de vê-los desaparecer, um por um, provavelmente não experimentará sensação de perda, pois conta com a fonte, com a origem de todas as coisas, em Deus, em quem encontra toda satisfação, todo prazer e todo deleite. Não se importa com a perda, já que, em realidade nada perdeu, e possui tudo em uma pessoa Deus de maneira pura, legítima e eterna. A.W.Tozer

"A conversão tira o cristão do mundo; a santificação tira o mundo do cristão." JOHN WESLEY"

Minha foto

Darliana+ Missões Cristãos em Defesa do Evangelho+✿Apenas uma alma que foi resgatada através da graça e misericórdia de Deus,Dai de graça o que de graça recebeste' (Mt. 10,8). Latim para estar em consonância com as cinco teses que dão sustentação ao “pensamento”e à vida do genuíno cristão reformado: sola scriptura,sola gratia, sola fide,solus christus, soli deo gloria. E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." (João 8 : 32) "Um cristão verdadeiro é uma pessoa estranha em todos os sentidos." Ele sente um amor supremo por alguém que ele nunca viu; conversa familiarmente todos os dias com alguém que não pode ver; espera ir para o céu pelos méritos de outro; esvazia-se para que possa estar cheio; admite estar errado para que possa ser declarado certo; desce para que possa ir para o alto; é mais forte quando ele é mais fraco; é mais rico quando é mais pobre; mais feliz quando se sente o pior. Ele morre para que possa viver; renuncia para que possa ter; doa para que possa manter; vê o invisível, ouve o inaudível e conhece o que excede todo o entendimento." A.W.Tozer✿

Postagens Populares

Bíblia OnLine - Leitura e Audio

Bíblia OnLine - Leitura e Audio
Alimentar-se da Palavra "Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração." (Hebreus 4 : 12).Erram por não conhecer as Escrituras, e nem o poder de Deus (Mateus 22.29)Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo. Apocalipse 1:3

Feed: Receba Atualizações Via Email

Coloque o seu endereço de email e receba atualizações e conteúdos exclusivos:

Cadastre seu E-mail.Obs.: Lembre-se de clicar no link de confirmação enviado ao seu e-mail.