Tradutor

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

3 de mai de 2010

Um Dia Você Aprende...

Depois de algum tempo, você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

Descobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.

Portanto... plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!"
William Shakespeare


O TESOURO É CRISTO (TESTEMUNHO)

Esse é o testemunho do jovem Cameron dado na igreja em 2008 (Grace Comunity Church em San Antonio Texas).Que todos os jovens dessa geração possam ser tocados pelo espirito santo , se permitam a sentir essa sensação e trasnformação q esse jovem,descreve nesse testemunho,que se levantem homens e mulheres corajosas,para se pregar o evangelho salvando almas presas no pecado,vá em busca dessas almas perdidas e ás traga para jesus,pois só ele pode trasnformar essas vidas e torná-las nova criatura!

A Doutrina Da Eleição | John Piper

Efésios 1:4-6
Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor;
E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade,
Para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado.

Graça Irresistível | John Piper

Jesus "BATERIA "numa criança

John Piper explica por que ele acredita que é Divino e Saudável bater numa criança.

Só quero enfatizar uma coisa: Espancar no português pode ter um significado mais forte do que o spank do inglês, mas eu dira por experiência que umas boas varadas nas pernas não fazem mal nenhum. Use o bom senso: a Bíblia diz para bater no filho, só cuidado pra não matar. É claro que não vamos mutilar crianças!

"Não retires a disciplina da criança; pois se a fustigares com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara, e livrarás a sua alma do inferno." (Provérbios 23:13,14)

John Piper - A Bíblia não é chata. Avatar é chato!

John Piper fala sobre o glorioso presente que Deus nos deu "a Bíblia".
E o pastor John Piper também fala sobre o mundo nos moldar de tal forma que a Bíblia pareça ser chata.

Paul Washer - Visão do céu

Paul Washer fala sobre como é necessaria a revelação de Deus na vida do homem. Ele nos mostra que Deus é real e que só o próprio pode nos fazer entender isso!

[DEVOCIONAL] John Piper - Os Caminhos Estranhos do Nosso Maravilhoso Edificador

Penetrado pela PAlavra - John Piper

Os Caminhos Estranhos do Nosso Maravilhoso Edificador

por John Piper
Cristo estava edificando a sua igreja em 11 de setembro de 2001, quando as torres do World Trade Center ruíram? Ou, quando o nosso mundo particular entrou em colapso? A razão por que surgem estas perguntas é a autoridade absoluta e universal expressada na promessa de Jesus: “Edificarei a minha igreja” (Mt 16.18). Quem disse estas palavras? Aquele que falava e as febres se retiravam (Lc 4.39), árvores murchavam (Mc 11.21), os demônios obedeciam (Mc 1.27), Satanás era roubado (Mc 3.27), os ventos cessavam (4.41), os mortos eram ressuscitados (Lc 7.14; Jo 11.43), milhares comiam de cinco pães e dois peixes (Mt 14.19-21), a água se tornava vinho (Jo 2.6-10) ou um caminho para seus pés (Mt 14.25,26).

Esta autoridade sobre o céu e a terra está explicitamente relacionada ao compromisso missionário de Cristo em edificar a sua igreja. “Edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt 16.18). “Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo” (Mt 28.18-19). Em outras palavras, Jesus está resolutamente comprometido em usar seu poder sobre o céu, a terra e o inferno, para fazer discípulos. Nenhum acontecimento que Jesus permite ou produz no universo está fora do seu propósito de edificar sua igreja.

Mas as coisas não parecem ser assim. Os caminhos dEle não são os nossos caminhos. Ele raramente se move em linha reta, do ponto A ao ponto B. O caminho para o alto quase sempre passa por baixios. O rio faz curvas para trás, afastando-se do mar, enquanto se encaminha para este. Tentei captar esta idéia em um poema a respeito da vida intensamente dolorosa de Oséias:

Não pense, meu filho, que o grande rio
Do amor de Deus corre apenas para o mar.
Ele não almeja endireitar, e sim libertar
Almas teimosas como você e eu.
Siga a correnteza, por onde quer que ela vá;
Ela sempre corre com amor e graça.


O surpreendente e sinuoso caminho de Deus, na história da redenção, trouxe Paulo a estas palavras: “Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria, como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis [são] os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos!” (Rm 11.33.)

Por exemplo, Cristo estava edificando triunfantemente sua igreja quando foi morto por seus inimigos e sepultado por três dias? Jesus responde: “Destruí este santuário, e em três dias o reconstruirei” (Jo 2.19); “Dou a minha vida pelas ovelhas. Ainda tenho outras ovelhas, não deste aprisco... Ninguém a tira de mim... Tenho autoridade para a entregar e também para reavê-la” (Jo 10.15,16-18). Em outras palavras, o que parecia um fracasso e tragédia era completa autoridade — e incluía a compra de “outras ovelhas”. Por meio do pior dos pecados cometidos — o assassinato do Filho de Deus — Jesus estava edificando triunfantemente a sua igreja.

Cristo estava edificando a sua igreja quando o apóstolo Paulo foi preso em Roma? Paulo responde: “Quero, irmãos, cientificar-vos de que as coisas que me aconteceram têm contribuído para o progresso do evangelho; de maneira que as minhas cadeias, em Cristo, se tornaram conhecidas de toda a guarda pretoriana e de todos os demais; e a maioria dos irmãos, estimulados no Senhor por minhas algemas, ousam falar com mais desassombro a palavra de Deus” (Fp 1.12-14); “Estou sofrendo até algemas, como malfeitor; contudo, a palavra de Deus não está algemada” (2 Tm 2.9). Em outras palavras, o que parecia derrota mostrava o estranho desígnio de Cristo para a vitória.

Cristo estava edificando a sua igreja na China, quando os comunistas triunfaram em 1949 e acabaram com 150 anos de presença missionária evangélica?

O crescimento da igreja na China, desde 1977, não tem paralelo na História... Mao Tsé-Tung tornou-se inconscientemente o grande evangelista da História... [Ele] procurou destruir toda “superstição” religiosa, mas, neste processo, removeu obstáculos espirituais para o avanço do cristianismo. Deng [Xiaoping] reverteu os horrores infligidos por Mao e, ao liberar a economia, deu mais liberdade aos cristãos... [Hoje] a Igreja do Senhor Jesus é maior do que o Partido Comunista da China.

Então, este Cristo que governa todas as coisas estava edificando a sua igreja em 11 de setembro de 2001? Respondo com perguntas que não são apenas hipotéticas. O que aconteceria, se Cristo visse os aviões seguindo para a destruição de milhares de pessoas e o transtorno das nações? O que aconteceria, se, ao mesmo tempo, Ele visse 200 milhões de “intocáveis” (os dalits) na Índia? O que aconteceria se Ele visse que sua obra, já em andamento há séculos, de libertá-los da escravidão ao hinduísmo estava prestes para chegar à consumação, em nossos dias, e que eles estavam considerando a aceitação do islamismo, ou, talvez, do cristianismo, ou do budismo? E o que aconteceria, se Ele previsse que o terrorismo islâmico contra cidadãos de Nova Iorque teria um efeito poderoso de inclinar milhares de dalitsa se afastarem do islamismo e se inclinarem para Cristo? O que aconteceria se Ele restringisse seu poder de impedir os terroristas, porque (juntamente com milhares de outros efeitos esperançosos) Ele tinha em vista a vida eterna de milhões de pessoas “intocáveis” na Índia? E, se não foi este o seu plano, talvez meu neto contará uma história melhor da graça soberana, que somente o tempo revelará.

Extraído do livro:
Penetrado pela Palavra, de John Piper
Copyright: © Editora FIEL 2009.
O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

[DEVOCIONAL] John Piper - Jesus Ajuda os Discípulos a Aumentarem sua Fé

Penetrado pela PAlavra - John Piper


Jesus Ajuda os Discípulos a Aumentarem a sua Fé


por John Piper

Em Lucas 17.5, os apóstolos pediram ao Senhor que lhes aumentasse a fé. Como Jesus os ajudou nisso? De duas maneiras, nas quais Ele lhes falou a verdade. Mesmo na maneira como Jesus respondeu, Ele mostra como a fé vem pelo ouvir. Conhecer certas coisas pode aumentar nossa fé.
Primeira, Ele fortaleceu a nossa fé por nos dizer (v. 6) que o elemento crucial em realizar grandes coisas, para promover o reino de Deus, não é a quantidadede nossa fé, e sim o poder de Deus. Jesus disse: “Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a esta amoreira: Arranca-te e transplanta-te no mar; e ela vos obedecerá”. Ao se referir ao grão de mostarda, depois de receber um pedido sobre a fé aumentada, o Senhor Jesus desvia a atenção da quantidade da fé para o objeto da fé. Deus move a amoreira. E isso não depende necessariamente da quantidade de nossa fé, e sim do poder, da sabedoria e do amor de Deus. Sabendo isso, somos ajudados a não nos inquietarmos quanto à nossa fé e inspirados a confiar na livre iniciativa e poder de Deus.
Segunda, Jesus ajuda-nos a aumentar a fé por dizer-nos (vv. 7-10) que, ao fazermos tudo quanto nos foi ordenado, ainda somos radicalmente dependentes da graça. Ele nos dá uma ilustração. Talvez você queira ler novamente os versículos 7 a 10. A essência da ilustração é que o senhor de um escravo não se torna devedor deste, quando este realiza muitos trabalhos. O significado é que Deus nunca é nosso devedor. O versículo 10 resume este fato: “Assim também vós, depois de haverdes feito quanto vos foi ordenado, dizei: Somos servos inúteis, porque fizemos apenas o que devíamos fazer”. Somos servos indignos; temos feito somente aquilo que é nosso dever. Sempre somos devedores para com Deus. E nunca seremos capazes de pagar este débito, nem isto é esperado de nós. Sempre seremos dependentes da graça de Deus. Nunca conseguiremos sair de nosso débito para uma condição em que Deus é nosso devedor. “Quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?” (Rm 11.35).

Quando Jesus disse (v. 9) que o senhor não agradeceu ao servo, a palavra “agradecer” é provocante. Creio que a idéia é de que “agradecer” é uma reação à graça. A razão por que o senhor não agradeceu é que o servo não estava dando ao senhor mais do que este merecia. Ele não estava tratando o senhor com
graça. Graça significa ser tratado melhor do que merecemos. Isto é o que acontece em nosso relacionamento com Deus. Nunca podemos tratar a Deus com graça. Nunca podemos dar-Lhe mais do que Ele merece. Isto significa que Ele nunca nos deve agradecimentos. Ele nunca nos diz: “Obrigado!” Pelo contrário, Deus está sempre nos dando mais do que merecemos, e sempre Lhe devemos agradecimentos.

Portanto, a lição para nós é que, ao fazermos tudo o que devemos — quando tivermos resolvido todos os problemas da igreja, corrigido todas as atitudes de todos os crentes, mobilizado muitos missionários, amado os pobres, resgatado casamentos, criado filhos piedosos, cumprido todas as promessas que fizemos, honrado todas as responsabilidades de nossos negócios e proclamado com ousadia a Cristo — Deus não nos deve qualquer agradecimento. Pelo contrário, naquele momento nos relacionaremos com Ele como devedores à graça, assim como o fazemos agora.

Isto é um grande encorajamento para a fé. Por quê? Porque significa que Deus é tão livre para abençoar-nos
antes de nos mostrarmos eficientes como também depois. Visto que somos servos “inúteis”, antes de fazermos o que devíamos, e “inúteis” depois de havermos feito, é somente a graça que motiva a Deus a ajudar-nos. Por conseguinte, Ele é livre para ajudar-nos antes e depois de O servirmos. Isto é um grande incentivo para confiarmos nEle, a fim de recebermos ajuda, quando não estamos sendo eficientes. E esta confiança é exatamente aquilo que obtém o poder de sermos eficientes.

Portanto, duas coisas aumentam nossa fé.

1. Deus mesmo, e não a quantidade de nossa fé, é o fator decisivo em remover amoreiras do caminho.

2. A graça espontânea é decisiva na maneira como Deus lida conosco antes e depois de havermos feito tudo o que devíamos.

Nunca agimos além de nossa necessidade por graça. Por isso, confiemos em Deus para as grandes coisas com nossa pequena fé e não sejamos paralisados por aquilo que ainda precisa ser feito em nossa vida pessoal, na igreja, em nossa profissão e na causa de missões mundiais.

Extraído do livro:
Penetrado pela Palavra
, de John Piper
Copyright: © Editora FIEL 2009.
O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

[DEVOCIONAL] John Piper - Aceitando a Dor da Vergonha

Penetrado pela PAlavra - John Piper

Aceitando a Dor da Vergonha

por John Piper
Existe um tipo de vergonha da qual você não deve se envergonhar. Talvez você diga: “Então, isso não é realmente vergonha”. Mas a Bíblia o chama de vergonha, e realmente parece uma vergonha, até que um milagre acontece em nosso coração e reverte o nosso senso de valores.

A razão por que isto é importante para mim é que ainda estou aprendendo — às vezes, eu penso: apenas começando a aprender — como aceitar esta vergonha. Eu digo realmente “aceitar”, não apenas tolerar, o desagradável sentimento de ser envergonhado. Até que eu aprenda isso mais plenamente, nunca serei, entre os incrédulos, o tipo de testemunha que Deus me chama a ser.

Onde consegui este estranho conceito sobre aceitar a vergonha? Eu o retirei da história de Pedro e dos apóstolos, em Atos 5. Eles foram presos e lançados no cárcere, por curarem um homem e pregarem a Cristo (v. 18). Naquela noite, um anjo do Senhor libertou os apóstolos e disse-lhes que fossem ao templo e pregassem “todas as palavras desta Vida” (v. 20). Mas, novamente, o Sinédrio e os sumos sacerdotes os tomaram em custódia e os acusaram de encher Jerusalém com a doutrina deles (v. 28). “Expressamente vos ordenamos que não ensinásseis nesse nome.”

Pedro respondeu com ousadia, dizendo: “Antes, importa obedecer a Deus do que aos homens” (v. 29). O Sinédrio estava pronto para matá-los, quando Gamaliel, um mestre da Lei, se levantou e disse: “Dai de mão a estes homens, deixai-os; porque, se este conselho ou esta obra vem de homens, perecerá; mas, se é de Deus, não podereis destruí-los, para que não sejais, porventura, achados lutando contra Deus. E concordaram com ele” (vv. 38,39). Com isso, os membros do Conselho mudaram seus planos, “açoitaram-nos e, ordenando-lhes que não falassem em o nome de Jesus, os soltaram” (v. 40).

Em seguida, lemos um dos versículos mais impressionantes das Escrituras:

E eles se retiraram do Sinédrio regozijando-se por terem sido considerados dignos de sofrer afrontas por esse Nome (v. 41).

Leia devagar estas palavras e deixe-as penetrar em sua alma.

Observe duas coisas.

Primeira, os apóstolos foram envergonhados. Eles sofreram “afrontas”. Ser transformado em espetáculo pelos reverenciados líderes de seu povo, ser tratado como criminosos ímpios, ser despido até (pelo menos) à cintura e ser ferido tão dolorosamente, o que levou ao ponto de gritar e chorar com profundos soluços de dor — este é um momento repleto de vergonha. A Bíblia chama isto de vergonha. E é horrível.

Segunda, eles se regozijaram nesta vergonha.Use sua imaginação. Isto não é uma brincadeira. Não é romântico. Não é um momento heróico e nobre, com música sublime e milhares de espectadores. É algo terrível. A dor é excruciante. Pode resultar em morte. Não há qualquer auxílio. É humilhante. Mas os apóstolos não protestaram. Não se perturbaram com a perda de seus direitos. Não maldisseram os seus inimigos. Pelo contrário, os apóstolos cantaram. Eles se regozijaram por “terem sido julgados dignos de padecer afronta pelo nome de Jesus”.

Isso é o que pretendo dizer quando uso a expressão “aceitando o sofrimento da vergonha”. Já chegou a este ponto? Se não, tenha coragem. Poucos de nós já chegamos lá. Você quer ser assim? Eu também quero! O que devemos fazer? Três coisas:

1. Oremos uns pelos outros. Sejamos específicos. Supliquemos: “Pai, realiza uma profunda obra transformadora em mim, de modo que eu sinta gozo, quando sou envergonhado por causa do nome de Cristo”.

2. Meditemos freqüentemente na infinita obra de Cristo, na doçura de suas promessas e no grande sofrimento que Ele suportou para a nossa salvação.

3. Avancemos em direção ao inexplorado território do testemunhar para Cristo. Se surgirem os sentimentos dolorosos de vergonha, transformemos este cântico fúnebre em uma canção de triunfo.

Assim, o mundo começará a ver o que é mais valioso no universo: Jesus Cristo. Até que isto aconteça, pareceremos tanto com as pessoas do mundo no que nos regozijamos, que elas serão pouco motivadas a nos darem atenção.

Extraído do livro:
Penetrado pela Palavra, de John Piper
Copyright: © Editora FIEL 2009.
O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

O amor acabou. Posso me divorciar do meu cônjuge?

Por Renato Vargens

Um esposo foi visitar um sábio conselheiro e disse-lhe que já não amava sua esposa e que pensava em separar-se. O sábio escutou-o, olhou-o nos olhos e disse-lhes apenas uma palavra:

- Ame-a. E calou-se.
- Mas, já não sinto nada por ela !
- Ame-a, disse-lhe novamente o sábio.

E diante do desconcerto do homem, depois de um breve silêncio, disse-lhe o seguinte: Amar é uma decisão, não um sentimento, amar é dedicação e entrega. Amar é um verbo e o fruto dessa ação é o amor. O amor é um exercício de jardinagem: arranque o que faz mal, prepare o terreno, semeie, seja paciente, regue e cuide. Esteja preparado porque haverão pragas, secas ou excessos de chuvas, mas nem por isso abandone o seu jardim. Ame quem está ao teu lado, ou seja, aceite-o, valorize-o, respeite-o, dê afeto e ternura, admire e compreenda-o. Ame!

Uma pesquisa encomendada pelo Datafolha revelou que 71% dos brasileiros se dizem favoráveis à dissolução do casamento. Dentre os católicos, o índice sobre para 74%. Até mesmo os evangélicos formam maioria quanto à aprovação do divórcio: são 59% entre tradicionais e pentecostais.

Caro leitor, assusta-me o fato de que cristãos evangélicos estejam relativizando substancialmente as relações conjugais. Confesso que me preocupo com as estatísticas apresentadas na pesquisa, cujos números apontam para o fato de que boa parte dos nossos irmãos tem aceitado com naturalidade a separação conjugal, não diferenciando em quase nada ao restante da sociedade brasileira. Para estes o casamento se reduz ao sentimento, entretanto, do ponto de vista cristão amar não é somente sentir, amar é decidir.

Diante disto, não tenho a menor dúvida de que precisamos urgentemente repensar nossos comportamentos, até porque, em hipótese alguma nos é possível tomarmos a forma deste mundo, comportando-nos como indivíduos promíscuos e libertinos, jogando na “lata do lixo” alianças e compromissos conjugais. Infelizmente sei de inúmeros casos de crentes e pastores que em nome de Deus já casaram e descasaram algumas vezes, demonstrando através de atitudes como estas que a sociedade brasileira experimenta uma séria e grave crise familiar.

Pois é, definitivamente nossa sociedade precisa rever seus conceitos e valores, até porque, se continuar deste jeito, com certeza a vaca irá para o brejo.

Pense nisso!

Renato Vargens

Fui traída e agora?

Por Renato Vargens
De vez enquanto recebo emails de mulheres cristãs que compartilham a dor de terem sido traídas pelos seus maridos. Em longos e chorosos textos elas abrem o coração contando que a descoberta da traição é um dos piores sentimentos que uma pessoa pode ter. Na verdade nenhuma delas poderia imaginar que a pessoa escolhida para partilhar a vida, poderia um dia quebrar a aliança de amor, intimidade e fidelidade envolvendo-se em uma relação extraconjugal.
O choque da descoberta é implacável, até porque, a pessoa traída é incapaz de compreender o motivo que levou seu companheiro a envolver-se física, emocional e intimamente com outra pessoa. A impressão que se tem é que um caminhão passou por cima da vida destruindo sonhos, quimeras e esperanças, jogando no fundo do poço todas as lembranças de um tempo de alegria. Neste momento é comum sentir raiva e ódio do tempo gasto em galanteios, das palavras ditas, das juras de amor, dos sorrisos dados, das promessas apaixonadas.

A conseqüência direta disso é o surgimento do desejo da vingança. Neste instante a fúria cega a razão, impedindo a pessoa ofendida de pensar de forma clara e racional, sobre o grave problema vivido.

Diante disto o mais sábio não é criar retaliações, gerar ofensas ou prejudicar o parceiro, até porque, tomar atitudes baseadas nas emoções e na dor podem provavelmente levar a pessoa traída a fazer coisas sobre as quais mais tarde vai arrepender-se.

Isto posto afirmo que o melhor caminho em meio a dor e desilusão é buscar forças no Senhor, deixando com que sua graça opere em meio ao sofrimento. Somente após a ação do Espírito Santo, e de um momento de singela reflexão a pessoa ofendida, deverá decidir à luz das Sagradas Escrituras o melhor a ser feito. Vale a pena ressaltar que na multidão de conselheiros há sabedoria, e que homens e mulheres de Deus podem ajudar substancialmente no melhor caminho a ser traçado.

Pense nisso!

Renato Vargens

Maridos que traem suas esposas.

Por Renato Vargens

O Ministério da Saúde divulgou no dia 18 de junho de 2009 uma pesquisa sobre o comportamento sexual do brasileiro, especialmente sobre o uso de preservativo nas relações sexuais. Dentre os dados apresentados, a pesquisa revelou que 21% dos homens e 11% das mulheres admitiram ter traído. Outro dado que chamou a atenção foi em relação à origem dessas traições: 7,3% dos brasileiros tiveram relação sexual com parceiros da Internet.

Há pouco dias eu estava em um restaurante em minha cidade, quando reparei que um casal extremamente entusiasmado sentou à mesa ao lado da minha. O homem deveria ter por volta de 50 anos e usava aliança na mão esquerda, o que apontava para o fato de que era casado. Num determinado momento ele percebeu que não tinha tirado o anel de sua mão e discretamente arrancou a aliança de seu dedo, tentando esconder o compromisso matrimonial.

Pois é, nossa sociedade esta repleta de casos como este. Infelizmente inúmeros maridos dão uma desculpa qualquer a sua mulher e saem com outras mulheres cometendo o pecado de adultério. Para piorar a situação a mídia através de filmes, documentários e novelas incentiva a prática deste pecado. Um claro exemplo disso é a nova novela da Globo, (Viver a vida)onde os personagens trocam de parceiros cometendo adultério com maior facilidade.

Caro leitor, infelizmente vivemos em dias onde a fidelidade conjugal não é mais valorizada, onde amor foi relativizado, e a promiscuidade incentivada.

Diante disto, mais do que nunca a Igreja de Cristo precisa anunciar o Evangelho integral, além obviamente de proclamar a esta geração os valores do Reino, na expectativa de que o bom perfume do nosso Senhor alivie o odor de putrefação deste mundo mal e pervertido.

Pense nisso!

Renato Vargens

10 Dicas para quem deseja ser bem sucedido no casamento!

Por Renato Vargens

“Alguns dizem que o casamento é como uma ilha deserta. Os que estão fora querem entrar e os que estão dentro querem sair.”

De que maneira você pode ser bem sucedido no seu casamento?

1. Entenda que o lar, a família, a relação entre marido e mulher, a relação entre pais e filhos fazem parte do plano original de Deus. Foi o Senhor que criou a família. Foi ele que tomou a iniciativa de constituir esta que com certeza é a principal célula da sociedade.

2. Entenda que juntamente conosco Deus está plenamente interessado na felicidade conjugal e de toda a família.

3. Edifique seu relacinamento conjugal sobre os fundamentos da verdade e transparência.

4. Seja fiel. O Amor exige fidelidade!

5. Valorize as virtudes de seu cônjuge e diminuindo os defeitos da pessoa que ama. Nossa tendência é o contrário disto! Realçamos os defeitos "O alvo da união conjugal não é pensar igual, mas pensar junto" As nossas diferenças nos completam.

6. Não tente mudar o seu cônjuge com criticas e murmurações constantes. Uma das primeiras tentações no casamento é que um ou ambos queiram bancar o "criador" e criar o outro novamente "segundo a sua própria imagem".

7. Não seja exigente em demasia com o seu cônjuge. Somos demais exigentes com o nosso cônjuge. Precisamos admitir a nossa própria fragilidade e sermos mais tolerantes...e não esperar demais do outro. Ame o cônjuge que tem, e não o cônjuge imaginário. Procure fazer o melhor, passando por cima de muita coisa, perdoando, renunciando, amando muito.

8. Seja Grande nas coisas pequenas.

9. Tenham tudo em comum. Sonhos, alvos, planos, objetivos, dinheiro.

10. Compreenda que nunca é tarde demais para mudar ou recomeçar.
Pense nisso!

Renato Vargens

Novela "Viver a Vida". Um festival de traições.

Por Renato Vargens
 A psiquiatra Carmita Abdo, professora da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, e coordenadora do Projeto Sexualidade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP, que fez a pesquisa sobre o comportamento sexual do brasileiro, em 2000 afirma que o relacionamento extraconjugal já foi incorporado pela cultura brasileira, mesmo que isso não seja o que as pessoas almejam", Segundo a médica apenas um em cada quatro brasileiros casados espera fidelidade do parceiro. Isso significa que 75% das pessoas comprometidas acreditam que, mais cedo ou mais tarde, podem ter de encarar a traição. Os dados são de uma pesquisa que ouviu mais de mil pessoas casadas (ou com parceiro fixo) no Brasil.

Uma pesquisa recente da Universidade Federal do Rio de Janeiro aponta que 60% dos homens confessam a traição contra 47% das mulheres. Esses dados são o resultado de um estudo que vem sendo feito desde 1989 por Mirian Goldenberg, professora do departamento de Antropologia Cultural do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais.
Para piorar a situação a Novela global "Viver a Vida" incentiva e promove um festival de traições. Na verdade, quase todos os seus personagens estão envolvidos em relacionamentos adulterinos onde a filosofia  reinante é  o hedonismo.  Infelizmente em pleno horário nobre o que se vê na principal emissora de televisão do país é a ênfase em amores proíbidos e puladas de cerca onde que mais importa é a satisafação e o prazer pessoal.

Caro leitor, o adultério sempre foi e sempre será fonte de marcas, mágoas, dores e desgraças. A separação e falência conjugal são hoje uma gravíssima epidemia que tem vitimado milhões de pessoas em toda planeta. Isto posto, tenho plena convicção que como crentes em Jesus não nos é possível tratarmos com naturalidade comportamentos adulterinos. Antes pelo contrário, temos por dever confrontar de forma clara e objetiva este comportamento imoral. Além disso, cabe a nós chorarmos diante do Senhor, pedindo perdão pelos pecados de uma nação que teima em desrespeitar os valores da decência e moralidade.

Pense nisso!

Renato Vargens

Dicas para construção de uma família feliz. Parte IV

Cuidado com as brigas

Por Renato Vargens
Os conflitos relacionais e conjugais em alguns casos podem trazer sérios problemas a sáude da família. A telegraph.co.uk , publicou uma matéria afirmando que crianças que vivem em casas onde o ambiente é hostil têm maiores chances de se envolverem com drogas e se tornarem sexualmente ativos ainda muito jovens. Também se constatou que elas têm um terço a mais de chances de se tornarem alcoólatras, em comparação a crianças criadas por pais solteiros. O estudo realizado por Kelly Musick, da Universidade Cornell, em Nova York, mostrou que crianças criadas em lares violentos têm maiores riscos de terem problemas mentais, comportamentais e de relacionamento. Uma em cada cinco crianças de famílias infelizes afirmaram ter feito sexo antes dos 16 aos, e a mesma porcentagem registrou morar com um companheiro aos 21 anos. Quase uma em cada dez pessoas tiveram filhos fora do casamento.

Caro leitor, casais que brigam na frente dos filhos e que ultrapassaram o limite do respeito estão caminhando a largos passos em direção ao caos familiar.

Diante do exposto, cabe a nós como cristãos, vigiarmos e permanecermos atentos as astutas ciladas de Satanás, desenvolvendo uma espiritualidade centrada em Cristo, onde longaminidade, perdão e amor se fazem presentes. Além disso torna-se necessário excercermos diante dos problemas e embróglios da existência, frutos do Espírito como bondade, paz e domínio próprio.
Pense Nisso !
Renato Vargens

Dicas para construção de uma família feliz. Parte V

Respeite a infância dos seus filhos.
Por Renato Vargens

No desejo de verem o desenvolvimento salutar de seus filhos, muitos pais erram em exigir por parte dos seus rebentos um comportamento "adultizado." Nesta perspectiva é comum com que os pais vistam os seus filhos como adultos, exijam deles um linguajar maduro, além de impor de forma despótica a obrigatoriedade de serviços domésticos. Para piorar a situação, não permitem com que a criança viva efusivamente a infância desfrutando de jogos, brincadeiras, risos e festas.

É claro e notório que o lúdico, a fantasia, e as brincadeiras possuem um papel fundamental no desenvolvimento da psiquê. Na verdade, os momentos em que as crianças passam se divertindo brincando umas com as outras, contribuem para se desenvolverem tanto emocionalmente como intelectualmente. Ora, é através das brincadeiras que as crianças aprendem a interpretar a realidade. É brincando que elas aprendem a elaboração, negociação de regras de convivência e a representação de sentimentos e emoções.

Vale a pena ressaltar que através dos momentos lúdicos e aparentemente simples, é que surgem diálogos fantásticos. São nesses momentos de interação com a fantasia e a realidade que a criança "cresce" e desenvolve sua personalidade.

Prezados pais, cuidado para cairem não cair no erro do imediatismo "adultizando" o seu filho. Criança deve ser criança, até porque é sendo criança, vivendo como criança, não queimando etapas, nem tampouco ultrapassando os limites naturais da vida é que poderão no futuro construir um mundo melhor.
Pense nisso!
Renato Vargens

Dicas para construção de uma família feliz. Parte VI

Nem toda transgressão tem que ser punida.
Por Renato Vargens
Nesta semana eu ouvi no "Bem amigos" ( programa esportivo do Esporte TV), que o Jornalista Armando Nogueira era uma pessoa que sabia lidar muito bem com o erro dos outros. Ao ouvir essa afirmação, foi inevitável não pensar naquelas pessoas, que por qualquer desvio ou erro dos seus filhos, descem o cajado sobre eles. Pois é, por acaso você já se deu conta que da existencia de pais que não sabem lidar com a transgressão dos seus filhos? Pois é, nem toda transgressão tem que ser tratada com punição. Claro que existem situações que limites precisam ser estabelecidos, no entanto, nem todos os momentos em que acontece uma transgressão a criança tem que ser punida, mesmo porque transgredir em alguns casos é a afirmação das dúvidas existentes no coração dos pequeninos.
Caro leitor, a transgressão é um espaço de indeterminâncias. Um espaço repleto de possibilidades de sentidos, significados e representações daquilo que vai se constituindo como certo e errado. Ouso afirmar que em alguns casos uma transgressão pode ser mais positiva na formação do caráter de uma criança do que a obediência cega a uma ordem despótica dos pais.

Infelizmente alguns pais fizeram do seu lar um tipo de reality show, onde câmeras filmam e fotografam as falhas e erros dos seus filhos, trazendo sobre eles a punição merecida pelos seus "fracassos." A consequência direta disso é que alguns destes meninos e meninas estão crescendo cheios de medo e pavor, isso sem falar é claro, de que vão viver uma vida aquém do esperado, simplesmente pelo fato de que sua auto-estima foi severamente afetada por tanta repreensão.

Ist posto, afirmo que não vale pena brigar por tudo!
Pense nisso!
Renato Vargens

Dicas para construção de uma família feliz. Parte VII


Cuidado com o ciúme.
Por Renato Vargens

Existem maridos que sufocam suas esposas numa relação extremamente possessiva. Para eles, suas mulheres não possuem o direito de saírem com as amigas, irem a praia, cinema ou qualquer outro lugar que eles não estejam presentes. O simples fato de pensarem que suas esposas estarão em um ambiente em que eles não estejam, é mais do que suficiente para lhes despertar o ciúme.

Uma das principais características de uma pessoa ciumenta é a capacidade de criar situações fora da realidade. O ciumento enxerga "chifre" em cabeça de cavalo, imaginando desconfianças, suspeitas, incredulidades, além de desenvolver dúvidas profundas em relação a si mesmos, promovendo acusações, chantagens emocionais, sintomas de doenças físicas, ou até mesmo pensamentos de vingança .

Miguel de Cervantes costumava dizer que os ciumentos sempre olham para tudo com uma lente de aumento, os quais engrandecem as coisas pequenas, agigantam os anões e fazem com que as suspeitas pareçam verdades. Pois é, maridos que agem desta formam sufocam suas esposas, além é claro, de contribuírem para o desgaste da relação conjugal.

Caro leitor, a Bíblia diz que “o amor não arde em ciúmes” (1 Coríntios 13:4). Isto posto, afirmo que toda relação possessiva é absolutamente prejudicial a saúde da família. Cabe portanto, aos maridos com tendências possessivas lutarem com todas as suas forças contra este tipo de comportamento, até porque, agindo assim demonstrarão para suas esposas o quanto de fato as amam.

Pense Nisso!

Renato Vargens

Socorro! Minha mulher está com TPM.


Por Renato Vargens

A temível tensão pré menstrual apavora milhões de maridos! Deixe-me explicar porque:

Segundo as estatísticas aproximadamente 80% das mulheres em fase reprodutivaações ou emoções, agitação, raiva, insônia, dificuldade de concentração, letargia, depressão, sensação de cansaço, ansiedade, confusão, esquecimento freqüente, baixa auto-estima, paranóia, hipersensibilidade emocional, ataques de choro e muito mais fazem parte da vida de milhões de mulheres que sofrem de TPM.

Conheço a história de uma mulher que toda vez que se aproxima do seu período menstrual, fica tão transtornada que pensa em se separar do marido. Sei de uma outra que ao ver a casa bagunçada tem vontade de "esganar" os filhos.

Pois é, essa tal de TPM é fogo! Sem a menor sombra de dúvidas tanto homens como mulheres sofrem com a "mardita" tensão pré-menstrual.

Caro leitor, diante do exposto, e visando contribuir com a qualidade de vida da família cristã, gostaria de trazer algumas sugestões àqueles que querem superar essa "bio-turbulência"

1º - Evite discussões desnecessárias. Não vale a pena discutir. Em determinados momentos não fale nada, só responda dando a razão a ela.
apresentam variações de humor na fase pré-menstrual. Irritabilidade, nervosismo, descontrole das
2º - Cuidado com a Bagunça. Deixar a roupa suja fora do lugar é motivo suficiente para o "bicho pegar".
3º - Ouça pacientemente suas lamentações sem desviar os olhos para a TV ou jornal.
4º - Nunca diga a ela diretamente que está na TPM. Isto poderá irritá-la mais.
5º - Pequenas coisas podem gerar grandes problemas. Esquecer de comprar o que ela pediu, ou não demonstrar interesse por aquilo que diz pode dar pano para manga.
6º - Evite polemizar sobre qualquer assunto.
7º - Seja paciente e espere a TPM passar.

Pense nisso!
Renato Vargens

[DEVOCIONAL] John Piper - O Que Jesus Quer?

Penetrado pela PAlavra - John Piper
O Que Jesus Quer?

por John Piper

O que Jesus quer? Encontramos a resposta em suas orações. O que Ele pediu a Deus? A sua oração mais extensa pode ser lida em João 17, verso 24. Este é o clímax de seu desejo:

Pai, a minha vontade é que onde eu estou, estejam também comigo os que me deste .

Entre todos os pecadores indignos no mundo, existem alguns que o Pai deu a Jesus. Estes são os que Deus trouxe ao Filho (Jo 6.44,65). Eles são crentes — pessoas que “receberam” a Jesus como o Salvador e Senhor, crucificado e ressuscitado, o Tesouro de suas vidas (Jo 1.12; 3.17; 6.35; 10.11,17-18; 20.28). Jesus disse que deseja que seus discípulos estejam com Ele.

Às vezes, ouvimos as pessoas dizerem que Deus criou o homem porque Ele estava sozinho. Elas dizem: “Deus nos criou para que estivéssemos com Ele”. Jesus concorda com isto? Bem, de fato, Ele disse que queria que estivéssemos com Ele! Sim; mas por quê? Considere o restante do versículo. Por que Jesus quer que estejamos com Ele?

Pai, a minha vontade é que onde eu estou, estejam também comigo os que me deste, para que vejam a minha glória que me conferiste, porque me amaste antes da fundação do mundo.

Essa seria uma maneira estranha de expressar a sua solidão. “A minha vontade é que onde eu estou, estejam também comigo os que me deste, para que vejam a minha glória.” De fato, estas palavras não expressam a solidão de Jesus. Expressam o interesse dEle pela satisfação de nosso anelo, e não de sua solidão. Jesus não está sozinho. Ele, o Pai e o Espírito Santo estão plenamente satisfeitos na comunhão da Trindade. Nós, e não Ele, estamos famintos por algo. E o que Jesus deseja para nós é que experimentemos aquilo para o que realmente fomos criados — ver e provar a glória de Deus.

Oh! que Deus faça isto aprofundar-se em nossa alma! Jesus nos fez (Jo 1.3) para vermos sua glória. Pouco antes de ir para a cruz, Ele suplica ao Pai os seus desejos mais profundos — “Pai, a minha vontade [meu desejo] é que... estejam comigo... para que vejam a minha glória”.

Mas isto é somente a metade do que Jesus deseja nestas palavras finais de sua oração. Já afirmamos que fomos criados para ver e provar a glória dEle. Isto é o que Ele quer — não somente que vejamos, mas também que provemos a sua glória, que tenhamos deleite e prazer nela, que a entesouremos e amemos? Considere o versículo 26:

Eu lhes fiz conhecer o teu nome e ainda o farei conhecer, a fim de que o amor com que me amaste esteja neles, e eu neles esteja.

Este é o final da oração. Qual é o objetivo final de Jesus para nós? Não é apenas que vejamos a sua glória, mas que O amemos com o mesmo amor que o Pai tem por Ele — “a fim de que o amor com que me amaste esteja neles”. O anelo e objetivo de Jesus é que vejamos a sua glória e sejamos capazes de amar o que vemos com o mesmo amor que o Pai tem pelo Filho. Ele não queria dizer que devemos apenas imitar o amor do Pai para com o Filho. Ele estava dizendo que o próprio amor do Pai se torna nosso amor pelo Filho — que amemos o Filho com o amor do Pai para com o Filho. Isto é o que o Espírito Santo se torna e concede em nossa vida: amor pelo Filho, por meio do Pai, pela operação do Espírito.

O que Jesus mais deseja é que seus eleitos sejam reunidos (Jo 10.16, 11.52) e tenham o que eles mais querem — ver a glória de Cristo e prová-la com o amor do Pai pelo Filho.

O que eu mais quero é estar reunido com vocês (e muitos outros) e VER a Cristo em toda a sua plenitude e que, juntos, amemos o que vemos com um amor que excede as nossas capacidades humanas.

Foi isto que Jesus pediu por nós: “Pai, mostra-lhes a minha glória e dá-lhes que se deleitem em mim com o mesmo deleite que tens em mim”. Oh! que vejamos a Cristo com os olhos de Deus e provemos a Cristo com o coração de Deus. Isto é a essência do céu. Este foi o dom que Cristo veio comprar para os pecadores, ao preço de sua própria morte, em nosso lugar.


Extraído do livro:
Penetrado pela Palavra, de John Piper
Copyright: © Editora FIEL 2009.
O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

Marcadores

(I Pedro 5:8) (1) 1 Coríntios (3) 1 Pedro (1) 1Pedro (1) 2 Pedro (2) A (1) A palavra da Cruz é Loucura (3) A Parábola do Rico e Lázaro (1) a Semente e os Solos (1) A Volta de Jesus (4) A. W. Tozer (36) A.W Pink (2) Abandonado (1) Aborto (9) Adoração (18) Agostinho (1) Aids (1) Alegria (22) Aliança (1) Alívio (1) Almas (17) Amarás o Próximo (1) Amargura (1) Amém (3) Amizade (5) Amor (70) Anátema (1) Angústia (2) Animais (1) Anjos (3) Anorexia (1) Ansiedade (5) Anticristo (2) Antidepressivo (1) Antigo Testamento (1) Apocalipse (10) Apostasia (5) Apóstolo Paulo (4) Arca de noé (2) Arrebatamento (3) Arrependimento (22) Arrogância (1) Arthur W. Pink (5) As Igrejas de todos os Tipos e para todos os Gostos (1) Ateísmo (4) Ateus (5) Augustus Nicodemus (2) Autoridade (4) Avareza (1) Aviso (2) Avivamento (10) Batalha Espiritual (7) Batismo (4) Bebida Alcóolica (1) Benção (2) Bíblia (49) Boas Novas (1) Bullying (1) Cálice (2) Calvinismo (2) Campanhas no Facebook (1) Cansado (1) Caráter (4) Carnal (1) Carnaval (2) Carne (11) Carta de Deus e do Inferno (2) Carter Conlon (1) Casamento (32) Castigo (1) Catolicismo.Religiao (1) Céu (14) Chamados ao primeiro amor (5) Charles Haddon Spurgeon (274) Cigarro (1) Circo ou Igreja? (1) Cirurgia Plástica (1) Citações Redes Sociais (2) Clodoaldo Machado (1) Cobiça (1) Comunhão (4) Comunidade no Orkut (1) Conhecendo as Histórias da Bíblia (1) Conhecimento (2) Consciência (2) Consolador (3) Copa do Mundo (1) Coração (31) Coragem (4) Corra (1) Corrompidos (1) Cosmovisão Cristã (1) Crer em Jesus (3) Criação (3) Criança (7) Cristãos (60) Cristianismo (19) Cristo (85) Crucificaram (1) Cruz (29) Culto (2) Cultura (4) Cura (6) David Wilkerson (43) Demônio (4) Dennis Allan (23) Denominações (1) Dependência (2) Depravação Humana (11) Depressão (6) Desanimado e fraco (11) Descanso (1) Desejo (1) Desenhos para Crianças (9) Deserto (1) Desigrejados (1) Desonra (1) Desprezado e Rejeitado (3) Desviado (5) Deus (328) Devoção (1) Diabo (9) Dinheiro (11) Discernimento (1) Discipulado (7) Discípulos Verdadeiros (4) Divórcio (9) Divulgue esse Blog (2) Dízimos e Ofertas (3) Dons Espirituais (1) Dor (6) Dores de Parto (1) Doutrinas (5) Dr J.R (1) Drogas (1) Dúvidas (1) Eclesiastes (1) Ego (1) Enganados (1) Envelhecer com Deus (1) Equilibrio (1) Errando (2) Escolha (2) Escolhidos De Deus (10) Escravo por Amor (2) Esforço (1) Esperança (8) Espíritismo (1) Espirito Santo (27) Espirituais (35) Estudo da Bíblia (257) Estudo Livro de Romanos por John Piper (17) Estudo Livro de Rute por John Piper (5) Eternidade (10) Eu Não Consigo (1) Evangelho (76) Evangelho da Prosperidade (13) Evangelho do Reino (1) Evangelismo (5) Evangelizar pela Internet (7) Evolução (1) Exaltação (1) Êxodo (1) Exortação (3) Ezequiel (1) Falar em Linguas (3) Falsos Profetas(Enganação) (17) Família (16) Fariseus (3) (49) Felicidade (6) Festas do Mundo (1) Festas juninas(São João) (1) Fiél (3) Filmes Bíblicos (43) Finais dos Tempos (11) Força (1) Fruto (8) Futebol (1) Gálatas (1) George Müller (1) George Whitefield (2) Glória (44) Graça (47) Gratidão (3) Guerra (4) Hebreus (1) Heresias (3) Hernandes Lopes (110) Hinos (1) Homem (46) Homossexual (6) Honra (1) Humanismo (1) Humildade (9) Humilhado (8) Idolatria (12) Idoso (1) Ignorância (1) Igreja (79) Ímpios (1) Incentivo (1) Incredulidade (2) Inferno (8) Ingratidão (2) Inimigo (2) Inquisição Católica (1) Intercessão (1) Intercessor (1) Intervenção (9) Intimidade (1) Inutéis (1) Inveja (1) Ira (12) Isaías (1) J. C. Ryle (9) James M. Boice (1) Jejum (4) Jeremias (2) Jesus (88) (1) João (4) João Calvino (145) Jogos VIDEO GAMES (2) John Owen (15) John Pipper (587) John Stott (28) John Wesley (1) Jonathan Edwards (92) José (1) Joseph Murphy (1) Josué Yrion (8) Jovens (15) Julgamento (20) Justiça (2) Lave os pés dos seus irmãos Vá em busca dos perdidos e fale do amor de Deus (1) Leão da Tribo de Judá (1) Legalismo vs. Bem-Aventuranças (1) Leonard Ravenhill (52) Liberdade (10) Língua (5) Livre arbítrio (10) Livros (67) Louvor (4) Lutar (7) Maçonaria e Fé Cristã (1) Mãe (2) Mal (18) Maldições Hereditárias (3) Manifestações Absurdas (2) Marca da Besta (1) Mártires (5) Martyn Lloyd-Jones (173) Masturbação (2) Mateus (2) Maturidade (2) Médico dos Médicos (1) Medo (2) Mefibosete (1) Mensagens (372) Mentira (8) Milagres (2) Ministério (10) Misericórdia (13) Missão portas abertas (21) Missões (27) Missões Cristãos em Defesa do Evangelho (1) Monergismo (1) Morrendo (12) Morte (43) Morte de um ente querido que não era crente (1) Mulher (11) Mulheres pastoras (2) Mundanismo (3) Mundo (28) Murmuração (3) Músicas (38) Músicas nas Igrejas.Louvor (8) Namoro ou Ficar (12) Natal (4) Noiva de Cristo (2) Nosso Corpo (1) Novo convertido (10) Novo Nascimento (11) O Semeador (1) O Seu Chamado (13) Obediencia (8) Obras (15) Obreiros (2) Observador (2) Oração (67) Orgulho (10) Orgulho Espiritual (1) Orkut (1) Paciência (7) Pai (1) Pais e Filhos (21) Paixão (3) Paixão de Cristo (2) Parábola Filho Pródigo (2) Parábolas (9) participe do nosso grupo e curta nossa página! (1) Páscoa (1) Pastor (18) Paul Washer (216) Paulo Junior (239) Paz (4) Pecado (106) Pecadores (12) Pedofilia (2) Perdão (16) perse (1) Perseguição (13) Pobre (4) Poder (18) Por que tarda o pleno Avivamento? (3) Pornografia (8) Porque Deus permite o sofrimento dos inocentes (2) Porta Estreita (2) Pregação (24) PREGAÇÕES COMPLETAS INTRODUÇÃO ESCOLA DE OBREIROS (1) Profecias (3) Profetas (3) Prostituição (2) Provação (2) Provar o Evangelho Para Aqueles que Não acreditam Na Bíblia (1) Provérbios (1) Púlpito (3) Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma (1) R. C. Sproul (29) Realidade (1) Rebelde (1) Redes Sociais (2) Reencarnação (2) Refletindo Sobre Algumas coisas (1) Reforma e Reavivamento (1) Reforma Protestante (3) Refúgio (2) Regeneração (16) Rei (3) Relativismo (1) Religião (7) Renúncia (2) Ressuscitou (5) Revelação (1) Ricardo Gondim (1) Richard Baxter (7) Rico (12) Romanos (20) Roupas (1) Rupert Teixeira (4) Rute (5) Sabedoria (12) Sacrifício (3) Salvação (45) Sangue de Cristo (3) Santa Ceia (2) Santidade (34) Satanás (15) Secularismo (1) Segurança Completa (1) Seitas (3) Semente (1) Senhor (10) Sensualidade (2) Sermão da Montanha (2) Servos Especiais (4) Sexo (8) Sinais e Maravilhas (2) Soberba (1) Sofrimento (24) Sola Scriptura (1) Sola Scriptura Solus Christus Sola Gratia Sola Fide Soli Deo Gloria (4) Soldado (1) Sozinho (3) Steven Lawson (12) Submissão (1) Suicídio (2) Televisão um Perigo (8) Temor (4) Tempo (5) Tentação (9) Teologia (2) Teologia da Prosperidade (4) Tesouro que foi achado (4) Tessalonicenses 1 (1) Testemunhos (29) Thomas Watson (17) Tim Conway (38) Timóteo (1) Todo homem pois seja pronto para ouvir tardio para falar tardio para se irar Tiago 1.19 (1) Trabalho (2) Tragédia Realengo Rio de Janeiro (2) Traição (4) Transformados (1) Trevas e Luz (2) Tribulação (10) Trindade (2) Tristeza (5) Trono branco (2) Tsunami no Japão (2) tudo (231) Uma Semente de Amor para Russia (1) Unção (3) Ungir com Óleo (1) Vaidade (3) Vaso (2) Velho (1) Verdade (30) Vergonha (3) Vestimentas (1) Vícios (6) Vida (39) Vincent Cheung (1) Vitória (5) Vontade (1) Votação (1) Yoga (1)

Comentários:

Mensagem do Dia

O homem, cujo tesouro é o Senhor, tem todas as coisas concentradas nEle. Outros tesouros comuns talvez lhe sejam negados, mas mesmo que lhe seja permitido desfrutar deles, o usufruto de tais coisas será tão diluído que nunca é necessário à sua felicidade. E se lhe acontecer de vê-los desaparecer, um por um, provavelmente não experimentará sensação de perda, pois conta com a fonte, com a origem de todas as coisas, em Deus, em quem encontra toda satisfação, todo prazer e todo deleite. Não se importa com a perda, já que, em realidade nada perdeu, e possui tudo em uma pessoa Deus de maneira pura, legítima e eterna. A.W.Tozer

"A conversão tira o cristão do mundo; a santificação tira o mundo do cristão." JOHN WESLEY"

Minha foto

Darliana+ Missões Cristãos em Defesa do Evangelho+✿Apenas uma alma que foi resgatada através da graça e misericórdia de Deus,Dai de graça o que de graça recebeste' (Mt. 10,8). Latim para estar em consonância com as cinco teses que dão sustentação ao “pensamento”e à vida do genuíno cristão reformado: sola scriptura,sola gratia, sola fide,solus christus, soli deo gloria. E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." (João 8 : 32) "Um cristão verdadeiro é uma pessoa estranha em todos os sentidos." Ele sente um amor supremo por alguém que ele nunca viu; conversa familiarmente todos os dias com alguém que não pode ver; espera ir para o céu pelos méritos de outro; esvazia-se para que possa estar cheio; admite estar errado para que possa ser declarado certo; desce para que possa ir para o alto; é mais forte quando ele é mais fraco; é mais rico quando é mais pobre; mais feliz quando se sente o pior. Ele morre para que possa viver; renuncia para que possa ter; doa para que possa manter; vê o invisível, ouve o inaudível e conhece o que excede todo o entendimento." A.W.Tozer✿

Postagens Populares

Bíblia OnLine - Leitura e Audio

Bíblia OnLine - Leitura e Audio
Alimentar-se da Palavra "Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração." (Hebreus 4 : 12).Erram por não conhecer as Escrituras, e nem o poder de Deus (Mateus 22.29)Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo. Apocalipse 1:3

Feed: Receba Atualizações Via Email

Coloque o seu endereço de email e receba atualizações e conteúdos exclusivos:

Cadastre seu E-mail.Obs.: Lembre-se de clicar no link de confirmação enviado ao seu e-mail.