Tradutor

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

10 de set de 2010

Eric Ludy - O Espírito está pronto


Hebreus 3:7-8 "Assim, pois, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração"

Extremo Sacrifício Cristão


Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos (João 15:13).Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam a paz, dos que anunciam coisas boas!Romanos 10:14-15




Incentivo e exigência
Esse versículo nos dá uma representação singular do amor do Senhor Jesus. Mostra como Ele estava preparado para morrer pelos que amava. A vida é o supremo bem que o Criador deu aos seres humanos. Até Satanás sabe disso: “Tudo quanto o homem tem dará pela sua vida” (Jó 2:4). Nosso Salvador sacrificou a Sua por nós. Amor maior que esse é inconcebível. Ele provou Seu amor ao morrer voluntariamente a morte que nos era devida.
O Senhor já havia dito: “Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar, e poder para tornar a tomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai” (João 10:17-18). Ao sacrificar Sua vida, a grandeza divina se manifestou soberanamente: ninguém podia tirar a vida do Senhor Jesus contra Sua vontade. Ele fez isso para que tivéssemos vida abundante (João 10:10).
O Senhor Jesus deu Sua vida por Seus amigos. Como podemos saber se somos Seus amigos? “Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando” (João 15:14). Se Jesus Cristo ao sacrificar Sua vida provou Seu amor de maneira indubitável, ao obedecermos Seus mandamentos provamos de forma real e prática que O amamos. “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei” (João 15:12). O infinito e incondicional amor do Senhor para conosco é ao mesmo tempo um incentivo e uma exigência para que amemos uns aos outros. “Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade” (1 João 3:18).



 Repetidas vezes, recebemos mensagens dos nossos irmãos em Cristo, estabelecidos em diferentes regiões do Brasil, perguntando-nos se há alguma igreja nossa em sua cidade, ou pelo menos um grupo de irmãos compromissados com a verdadeira doutrina de Cristo, uma igreja semelhante à igreja primitiva iniciada pelos apóstolos, para que possam congregar e unificar com esses em uma só comunhão e perseverar numa mesma fé.    
Os nossos amados irmãos em Cristo estão carentes, com sede da verdade, e o Espírito Santo de Deus começa a persuadi-los que na sua congregação há um descompasso relacionado à verdadeira doutrina de Cristo. E ao apreciarem a afinidade dos estudos bíblicos do nosso site com a palavra de Deus, os irmãos começam a vislumbrar a presença de um povo zeloso do bem, que têm um chamado por Cristo, para anunciar a essência da verdade expressa no seu Evangelho para edificar a sua verdadeira igreja.  
Mas nós não temos igrejas espalhadas pelas cidades do Brasil, porque não participamos do sistema convencionado pelas instituições religiosas eclesiásticas que o homem apelidou de "igrejas". Optamos em servir a Deus da maneira preceituada no Evangelho de Cristo, principiado pelos seus apóstolos, ocasião em que deu-se inicio a igreja primitiva de Cristo para anunciar a sua verdade.
Reunimo-nos como faziam os Apóstolos, informalmente, sempre nas residências dos irmãos. Não que haja restrição bíblica em se reunir numa edificação, e se alguém assim optar, não há impedimento algum, sabendo que essa acomodação não é para Deus, mas para o conforto do homem, e isso demanda despesas, desde que não venha a recair sobre os irmãos. Nós preferimos ajuntar da maneira mais simples, justamente para não gerar despesas para os irmãos, e o Espírito Santo de Deus sempre se faz presente entre nós, pelo qual, o Senhor Deus tem nos dado a sua paz e realizado obras maravilhosas em nosso meio.   
É importante ressaltar que essa forma de reunião nas casas dos irmãos, não é uma nova doutrina, mas uma prática milenar principiada pelos Apóstolos, e não tem vínculo algum com as reuniões "celulares", nem com o  G12 que se tornaram uma tradição nas igrejas, porem, é mais um doutrina criada pelo homem, porque na bíblia não existe ordenança para essa doutrina. Nós reunimo-nos em nome do Senhor Jesus, conforme Ele mesmo preceituou (Mateus 18.20).   
Portanto amados, não somos células, mas uma verdadeira Igreja edificada e membrada no Corpo de Cristo. Reunimo-nos em conformidade com a palavra de Deus, em nome do Senhor Jesus Cristo, e realizamos um culto racional para louvar, orar e anunciar o seu Evangelho, tudo para honra e glória do Senhor Deus, pois não temos conotação com o sistema integrado pelas igrejas institucionalizadas.  
Glorifico ao Pai, porque a IGREJA PRIMITIVA DE CRISTO está viva, aqui e em todas as partes do Brasil e do mundo, porque temos conhecimento, que há irmãos em diferentes partes do Brasil que, assim como nós, também se reúnem em nome do Senhor Jesus Cristo e realizam cultos nas casas, sem as formalidades dogmáticas, independente de vínculo com sistema adotado pelas igrejas. 
E, essa forma genuína de cultuar e adorar a Deus, é a mais autêntica doutrina bíblica, pois foi exatamente assim que tudo começou pelo ministério dos Apóstolos, posterior a ascensão do Senhor Jesus ao Trono de Glória do Pai, o qual, os revestiu com o Espírito Santo (Atos Capítulo 2) para iniciar a maior obra já realizada em todo o mundo para disseminar o seu Evangelho, no que vem a sustentação pelo próprio Senhor Jesus, o qual disse: Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí, estou eu no meio deles (Mateus 18.20).
Observem que há uma promessa de Jesus para estar no meio dos que se reúnem em seu nome. E, para Ele, não importa o local e nem o número de pessoas, o mais evidente é a fé e a finalidade da reunião para anunciar o seu Evangelho, para honra e glórias de Deus Pai.   
Jesus assegura que para servir a Deus, não se faz necessário se enclausurar nos  templos luxuosos, estádios, nada dessa pirotecnia produzida pelo homem tem valor para Cristo, porque a sua verdadeira igreja é o coração de cada um daquele que busca com humildade e pureza de espírito.
                         QUEM DEVE ANUNCIAR O EVANGELHO?
Devemos nos conscientizar que a responsabilidade de anunciar o Evangelho de Cristo, não é ministério nem obrigação exclusiva só para os dirigentes da igreja, ou grupo de missionários treinados especificamente para esse. Essa ordenança é para todos os que receberam o Senhor Jesus como seu único e suficiente salvador, e nada impede que os irmãos também se reúnam, e comecem a anunciar o Evangelho da forma que o Senhor Jesus ordenou. Aliás, é dever, compromisso para os que esperam pela vinda do Senhor (Marcos 16.15).
Então o irmão poderá dizer: Mas Eu não estou preparado, não conheço bem a palavra, e como vou reunir um grupo de pessoas ou sair por aí pregando?  Irmão, só tem uma forma para você se credenciar a esse maravilhoso ministério: Buscar no Senhor Jesus a capacitação e a unção do Espírito Santo para iniciar a sua obra. No livro de Mateus 21.22, Jesus disse: E tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis.
Confirmado na primeira Carta Universal do Apóstolo João (I João) 2.27: E a unção que vós recebestes dele fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis.
Tiago 1.5 diz: E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e não o lança em rosto; e ser-lhe-á dada.
                Na segunda carta de Paulo aos Coríntios 3.5, está escrito: Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus, o qual nos fez também capazes de ser ministros dum Novo Testamento, não da letra, mas do Espírito; porque a letra mata, e o Espírito vivifica.
Portanto, não há necessidade de ingressar em curso bíblico de discipulado, faculdade de teologia, nada disso, aliás, não deve, porque você tem em suas mãos a maior fonte de sabedoria e inspiração, a bíblia sagrada. É só buscar a unção no Espírito Santo de Deus, meditar, e Ele vos ensinara todas as coisas.  
O seu compromisso com a obra de Deus não veio por acaso, talvez você nem imagine a grandeza do seu ministério, e certamente não é esquentar banco de igreja, dizendo amem a tudo que se ouve.
O irmão foi chamado por decreto do Altíssimo para ser ministro de Cristo, anunciar a sua paz, pregar o Evangelho, e fazer a sua obra conforme o Senhor requer.  Observe a razão, pela qual, Senhor Jesus o chamou:
Não me escolhestes vós a mim, mas eu escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça, afim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda (João 15.16).
Mas o irmão poderá replicar: Mas eu já tenho ministério na minha igreja. Amém por isso. Então perguntamos: Quem o ungiu para exercer esse ministério? O irmão foi ungido pelo seu “pastor” ou pelo único PASTOR das ovelhas, o Sumo Pastor, o Senhor e Salvador Jesus Cristo? Porque só Cristo poderá nos ungir para um ministério. Vejamos o exemplo bíblico:
No livro de Atos dos Apóstolos 1.23-26, após a ascensão do Senhor Jesus Cristo ao Trono de Glórias do Pai, os onze Apóstolos se reuniram para escolher e ungir o sucessor de Judas Iscariotes, e, apresentaram dois nomes: José, chamado Barsabás, que tinha por sobrenome o Justo, e Matias.
E, orando, a sorte caiu sobre Matias. E, por voto comum, foi contado com os onze apóstolos, mas essa deliberação não foi por Cristo homologada. Tanto que para esse ministério, Ele mesmo chamou e ungiu o nosso irmão Paulo, e não fora mais citado o nome de Matias nas demais escrituras do Novo Testamento.
Gostaríamos de elucidar a luz do Evangelho do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, para que os irmãos se conscientizem que não estamos incentivando-os a abandonar a obra de Deus. Ao contrário, a mensagem é para o seu crescimento na fé, fortalecimento espiritual, e toda iniciativa deve ser gerenciada sob a direção do Espírito Santo de Deus.
O Chamado é para encorajá-lo a tomar posse do ministério para o qual fora chamado por decreto, não de homem, mas de Deus, para arrebanhar as ovelhas do Sumo Pastor o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, as quais, muitas ainda estão em aprisco de outros pastores, e a hora é de agregar essas (João 10.16).
O que precisamos na realidade é a libertação plena, repudiar a tradição de súdito do homem, e alcançar a liberdade espiritual em Jesus Cristo, porque Ele é o nosso Pastor, pois, em I Coríntios 7.23, alertou: Fostes comprados por bom preço; não vos façais servos dos homens.
Não podemos ficar alheio as ordenanças do Senhor Jesus, Ele faz uma convocação geral, afirmando que a seara é grande e os ceifeiros são poucos. Precisamos fazer a nossa parte, porem, não estamos aqui removendo a atuação dos pregadores do Evangelho, porque certamente houve um chamado para isso, como também há uma função por eles a ser desempenhada dentro do Evangelho de Cristo.  
O próprio Apóstolo Paulo na Carta aos Filipenses 1.15-19, declarou: A verdade é que também alguns pregam a Cristo por inveja e porfia, mas outros de boa mente, uns por amor, sabendo que fui posto para defesa do Evangelho; mas outros, na verdade, anunciam a Cristo por contenção, não puramente, julgando acrescentar aflição às minhas prisões.  
Mas que importa? Contanto que Cristo seja anunciado de toda a maneira, ou com fingimento, ou em verdade, nisto me regozijo e me regozijarei ainda.  Porque sei que disto me resultará salvação, pela vossa oração e pelo socorro do Espírito de Jesus Cristo.
                                           IDE POR TODO O MUNDO
            Muitas vezes quando alertamos para a missão, a primeira coisa que vem na imaginação é embarcar num bom automóvel, ônibus ou aeronave e viajar para alguma parte do país ou do mundo, com todas as despesas pagas pelas igrejas. Mas será que foi isso mesmo que o Senhor mandou?
Em concordância com as sábias palavras do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, Ele nos incumbiu de levar o seu Evangelho a todos os moradores da terra. Porque o Senhor lhe ofertou a salvação, não foi para guardá-la consigo mesmo, mas para que vades, e dei frutos e os vossos frutos permaneçam para sempre (João 15.16).
E, para isso, nem sempre é necessário ir para os confins da terra. Dentro do nosso país há muitas pessoas a serem evangelizadas, na nossa cidade, na nossa rua e até mesmo dentro da nossa família há pessoas sedentas da palavra.  Meu irmão, onde quer que você esteja, esse é o território demarcado para que o Evangelho de Cristo seja ser anunciado.
                                             OUÇA O CHAMADO DO SENHOR 
Na carta aos Romanos 10.13-17 diz: Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, pois invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?  E como pois pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formoso os pés dos que anunciam a paz, dos que anunciam coisas boas. A fé é pelo ouvir, e o ouvir a palavra de Deus.
O Senhor Jesus nos chama de diversas formas para que desperte em nós, o compromisso com a sua obra. No Evangelho de Mateus 25.14-30, na alusão da  Parábola dos Talentos, Ele exemplifica o resultado da colheita dos bons e maus operários.
 Nesta parábola, o Senhor Jesus não está se referindo a bens materiais, mas ordena que sejamos verdadeiros operários na sua seara, que trabalhamos para multiplicar almas para o seu Reino, e ainda alerta que os preguiçosos, inúteis, e os tímidos,  aqueles que enterraram a graça recebida, estes serão lançados nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes, porque toda árvore que não produz bons frutos corta-se e lança-se ao fogo (Mateus 7.19).
                                     RECOMENDAÇÕES FINAIS 
É indispensável que o Evangelho do Senhor Jesus Cristo seja anunciado, e está sob a nossa incumbência. Assim sendo, o irmão que sentir o chamado de Cristo, e se dispuser a  se dedicar à obra de Deus, e, caso precise de alguma orientação que possamos ajudar, saibam que estamos ao seu inteiro dispor para apoiar e prover a assistência necessária, desde a orientação para iniciar as reuniões, a evangelização, a realização do batismo, santa ceia, e tudo que for necessário para a divulgação do Evangelho do Senhor Jesus Cristo.
Para os irmãos que moram na nossa região (Londrina-PR), podemos auxiliar pessoalmente. Para os mais distantes, a monitoração poderá ser pela internet, ou por outros meios disponíveis pela tecnologia. Conforme as necessidades, os irmãos entram em contato e nós vamos passando as orientações conforme temos recebido do Senhor. 
E para fazer essa obra, não precisam e nem devem abandonar o seu emprego não. É imprescindível administrar bem o tempo, use aquele horário que você sempre reservou para se dedicar ao Senhor. Convide aos seus familiares, amigos, companheiros de trabalho, irmãos da igreja, estipulem dias e horários e comecem a se reunir nas casas, guardando sempre os mandamentos do Senhor Jesus, exemplificado no Evangelho de Mateus 10.6-10, quando convocou os seus discípulos para anunciar o seu Reino, e lhes ordenou, dizendo:
Ide antes as ovelhas perdida da casa de Israel; e, pregai, dizendo: É chegado o Reino dos céus.  Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai.    Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos; nem alforjes para o caminho, nem duas túnicas, nem sandálias, nem bordão, porque digno é o operário do seu alimento.
Observem que desde então, não há na bíblia nenhuma outra ordenança do Senhor Jesus, deliberando aos pregadores a adquirir para si, dinheiro ou qualquer outro benefício em seu nome, portanto amados, guardem bem essa palavra que não é minha, mas do Senhor Jesus. Caso precisem de algum apoio para realizar a obra de Deus, que seja só o necessário para o cotidiano.
Na página principal do nosso site www.cristoeaverdade.net  está disponível umaCartilha para evangelização, com estudos apropriados que irão facilitar o entendimento e a pregação do Evangelho de Cristo, mesmo para os que ainda não possuem experiência de ministração, bem como os Estudos Bíblicos estão à inteira disposição dos irmãos, podendo usá-los livremente. Em todos os nossos comentários (pregação didática) constam as referências bíblicas,  é só imprimir e começar a obra.
 Mas a princípio, podem se entusiasmar com o chamado porque não é nada difícil, asseguro que investir na obra de Deus e fazer a vontade do nosso Pai Eterno é saudável, prazeroso, e muito gratificante espiritualmente.
O Senhor declara que os tímidos não herdarão o Reino do Céu, por isso, se você permanecer em silêncio almas irão para o inferno, mas se você anunciar o infinito amor do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, as pessoas se converterão, serão abençoadas pelo Pai e alcançarão a vida eterna.
Quando o homem de Deus se cala o povo peca, mas quando o homem de Deus levanta a sua voz para anunciar o Evangelho de Cristo, o povo se liberta.
Gostaria de aproveitar esta oportunidade para estender o convite aos irmãos a participarem desse estudo, enviando-nos a sua opinião, sugestão, e também enviando testemunho e opiniões para enriquecimento desta obra, para honra e glória do Senhor Deus e Eterno Pai.
Querendo Deus, estaremos juntos, alegrando-nos e intercedendo ao Pai para que esteja sempre conosco, e nos ajude a superar as dificuldades, esperançosos para vinda do seu amado Filho Jesus Cristo, o qual se entregou a si mesmo para nos remir de toda obra do pecado.
Continuem firmes nessa esperança e que o infinito amor de Deus de consolação, seja sempre presente na vida de cada um de vós, e que a graça e a paz do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo se faça presente no coração de cada um, agora e até a consumação dos séculos. Amem.
Deus seja eternamentelouvado e o seu Filho  glorificado.

Dez coisas que um missionário não deve esquecer!

1- Tudo que Ele faz depende totalmente de Deus, e o julgo de Jesus é suave e leve.
2- O nome de Cristo tem que ser glorificado e não o dele próprio.
3- Ele não é um super-herói, tem suas limitações e fraquezas.
4- Que fotos e relatórios são importantes, mas o que realmente importa são vidas aos pés de Cristo!
5- Que Pessoas são seres humanos dotados de uma vida e de sentimentos, não são apenas números em um relatório ou estatísticas.
6- Que devemos ser irrepreensíveis, pois aqueles que discipulamos nos tem como espelho de Cristo.
7- Que vida missionária não é uma carreira, mas uma entrega de vida sem glória ou coroa na terra, senão cruz e escárnio.
8- Que não seremos entendidos até por aqueles que deveriam nos entender, pois missão é a sabia loucura amorosa de um Deus resgatador que zela pela sua criação.
9- Que todas nossas fraquezas e defeitos serão expostos no campo missionário, e isso é parte do processo divino. Primeiro Deus nos alcançará no campo para podermos alcançar o povo.
10- Que nos primeiros meses ou anos, estamos no pior lugar do mundo e nos últimos anos não queremos mais voltar para nossa própria pátria.
Por: Marvyo Darley – Missionário África

Fazendo Missões, sem sair de Casa.  

Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.
1Timóteo 5:8


         Quando alguém fala acerca de missões, Algumas pessoas imaginam alguém que deixou sua casa e foi a países desconhecidos a fim de anunciar a palavra de Deus, porem nossa missão começa dentro de nossos lares, famílias, conhecidos de rua e amigos de trabalho,como quererá ganhar todo um continente se não ganhou a tenção , ou o respeito, ou a confiança de seu conjugue, filhos e vizinhos. Não nos esquecemos que devemos pregar a palavra, entretanto nos somos a palavra viva, a palavra ativa dentro de nossos lares e locais cotidianos. Olhando para as estatísticas vemos o caos instalado no meio das famílias, onde o número de divórcio cresce assustadoramente.
          A pergunta é: quem vai olhar para os casais antes que eles cheguem ao divórcio?
E os filhos que ficam no meio desta batalha, sem saber o que fazer e nem o que será de suas vidas após a separação de seus pais?
Ficam na expectativa de que seus pais se reconciliem, porque o desejo é que permaneçam casados para todo sempre apoiando, orientando, educando, marcando suas vidas com sua presença dentro do lar.
O nosso coração arde para que se levante uma geração de missionários que se envolvam na restauração das famílias pois trabalhar vivendo a palavra com aqueles que estão ao nosso lado é uma grande missão, perdoar o a falha ou erro do conjugue e dormi ao lado amando e isso é mostra amor, reconhecer a fragilidade de uma criança e ajudar a crescer isto é uma grande obra.
“…. e converterá o coração dos pais aos filhos e dos filhos aos pais….. “ isso é o primordial viver o amor de Cristo com meu conjugue, viver o amor de Cristo com os filhos, viver o amor de Cristo com os semelhantes, viver o amor de Cristo com todos os povos da terra.
                  A família é a base da sociedade, da igreja, porque foi assim que Deus planejou todas as coisas desde o princípio, pois Deus é uma família, Ele é pai Ele é filho, e todos aquele que o recebe em amor se tornam filhos, e nos irmãos.
A grande maioria dos jovens que se envolvem com crimes, drogas e prostituição são filhos de pais separados, famílias desestruturadas, pais ausentes que tentam suprir esta carência com presentes.
Do que estes filhos estão realmente necessitando? Ele necessitam de uma mulher e um homem que entenda que sua maior missão estar dentro de seu lar ,eles necessitam de um abraço amoroso , da segurança, da presença, de uma palavra de apoio e de serem ouvidos pelo seus pais.
            
            Precisam ser valorizados e saberem que fazem parte de uma família, não somente por palavras, mas por atitudes, gestos e ações.
            Não podemos criar uma geração sem o conhecimento dos princípios de Deus. (Oséias 4:6). Procurar investir nos filhos. (Deuteronômio 6:1-9)
 Caro amigo se você ainda não tem Cristo, saiba que ele ressuscita tua esperança , teus filhos, teu casamento, e tua vida será uma bênção , ganhe sua casa pra cristo ela é nosso primeiro e principal campo missionário , tenho tentado aprender uma língua para assim, caso seja a vontade de Deus, levar o amor de Deus ao povos, porem essencialmente é falar o mesmo idioma de minha esposa entende-la e ser entendido pela mesmo, que haja comunicação, compreensão e Assis posso falar do verdadeiro amor, o que vem de Deus, ele é o autor do amor, a família nasceu no coração de Deus, e amor faz unir a família,
Missões deve começar dentro de casa.


Marvyo Darley



How He loves us - John Mark (testemunho)




Como Ele ama John Mark Mcmillan 

Ele tem ciúmes de mim 
Ama como um furacão
Eu sou uma árvore
Se dobrando para baixo
Do peso do seu vento e misericórdia
Quando de repente
Ignoro estas 
Aflições ufuscadas pela glória
E compreendo como você é belo
E como os seus desgostos são grandes para mim

Oh como Ele nos ama tanto
Oh como Ele nos ama
Como Ele nos ama

Sim Ele nos ama
Oh como

Nos somos a sua porção
E ele é o nosso prêmio
Levada à redenção pela graça em seus olhos
Se a sua graça é um oceano, estamos todos afogando
Então o Céu desce até a terra com um sujo beijo
molhado
E o meu peito queima violentamente no meu peito
E não temos tempo para mater esses pesares
Quando eu penso sobre a forma como
Ele nos ama

Oh como Ele nos ama tanto
Oh como Ele nos ama
Como Ele nos ama tanto

Sim Ele nos ama
Oh como

Pensei em você
No dia que Stephen morreu
E você me encontrou em meio ao meu quebranto
Sei que ainda o amo, Deus
Apesar da agonia
Veja as pessoas querem me dizer que você é cruel 
Mas se Stephen pudesse cantar
Ele diria que não é verdade
Porque você está bem

Graça e Corrupção - Richard Sibbes ( 1577 - 1635 )




AGRAÇA ESTÁ MISTURADA COM CORRUPÇÃO
Diz-se que o cristão é um pavio que fumega. Vemos, assim, que a graça não elimina a corrupção toda de uma vez, mas algo é deixado para que os crentes a combatam. As mais puras ações dos mais puros homens precisam de Cristo para perfumá-las; e tal é o seu ofício. Quando oramos, temos que orar outra vez para Cristo nos perdoar pelos defeitos de nossas orações. Considere alguns exemplos desse pavio que fumega: Moisés no Mar Vermelho, estando numa grande perplexidade, e não sabendo o que dizer, ou para que caminho se voltar, queixou-se a Deus. Não há dúvida de que foi isso um grande conflito para ele. Em grande angústia, não sabemos o que orar, mas o Espírito faz petições com gemidos inexprimíveis (Rm 8.26). Corações quebrantados não podem senão produzir orações quebrantadas. 

Quando Davi esteve diante do rei de Gate (1 Sm 21.13) e se desfigurou de modo a ficar de uma maneira desagradável, naquela fumaça havia algum fogo também. Tu podes ver que Salmo excelente ele compõe sobre aquela ocasião, o 34, no qual, baseado na experiência, ele diz: “Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado” (Sl 34.18). “Eu dizia na minha pressa: Estou cortado de diante dos teus olhos”. Há fumaça. “Não obstante, tu ouviste a voz das minhas súplicas” (Sl 31.22). Há fogo. “Senhor, salva-nos, que perecemos” (Mt 8.25), gritam os discípulos. Aqui há fumaça de infidelidade, todavia, tanta luz da fé que os incitou a orar a Cristo. “Eu creio, Senhor”. Há luz. 

“Ajuda a minha incredulidade”. Há fumaça (Marcos 9.24). Jonas clama: “Lançado estou de diante dos teus olhos”. Há fumaça. “Todavia, tornarei a ver o templo da tua santidade”. Há luz (Jn 2.4). “Miserável homem que eu sou!”, diz Paulo, com senso de sua corrupção. Todavia, ele irrompe em ações de graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor (Rm 7.24). 

“Eu dormia”, diz a igreja em Cantares de Salomão, “mas o meu coração velava” (Ct 5.2). Nas sete igrejas, as quais por suas luzes são chamadas “os sete castiçais de ouro” (Ap 2 e 3), a maioria delas tinha muita fumaça junto com suas luzes. 

A razão de tal mistura é que trazemos em nós um duplo princípio, graça e natureza. A finalidade disso em especial é nos preservar daquelas duas perigosas rochas contra as quais as nossas naturezas têm propensão a se chocar, a segurança e o orgulho, e a nos forçar a pôr nosso descanso sobre a justificação, não sobre a santificação, a qual tem, além da imperfeição, algumas manchas. Nosso fogo espiritual é como nosso fogo vulgar aqui embaixo, ou seja, misturado. Em cima, o fogo fica puríssimo em seu próprio elemento; assim serão todas as nossas graças quando estivermos onde vamos estar, no céu, que é o seu próprio elemento. 

De tal mistura surge o fato de que os do povo de Deus têm julgamentos tão diferentes de si próprios, olhando por vezes a obra da graça, por outras o resto de corrupção, e quando eles consideram isso, pensam então que não têm graça alguma. Embora amem Cristo em suas ordenanças e seus filhos, todavia, não ousam pretender familiaridade tão próxima quanto a dele. Exatamente como uma vela no pedestal algumas vezes mostra sua luz, e algumas vezes a luz mostrada se perde; assim, por vezes ficam bem persuadidos de si mesmos e, por vezes, perplexos.

Amantes de si mesmos.


Os efeitos de um ensino carnal no cristianismo geram grandes e terríveis erros. A Bíblia ensina que “Nos últimos dias sobrevirão dias difíceis, pois os homens serão egoístas (amantes de si mesmos), avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus...”.

Onde está o coração do homem, aí estão seus afetos também; e enquanto o coração do homem não for liberto do amor ao “EU”, então sua vida estará cheia dos demais pecados. Deus odeia a avareza e nos livra dela quando nos dá nova vida em Cristo Jesus. “E assim se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” (II Co 5.17)

A Palavra de Deus nos chama a uma vida de abnegação na qual devemos olhar para “coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra” (Cl 3.2). Portanto, visto que nosso Senhor estava tão contrário à avareza, advertiu muitas vezes a seus seguidores nos evangelhos contra o ser amantes de si mesmos. Devemos deixar nosso próprio caminho e o amor próprio. Agora, enquanto começamos a ver estas coisas nas Escrituras, decidir se um homem, cuja vida é controlada por este pecado, pode ser um verdadeiro filho de Deus. Não será mais uma alma enganada por este evangelho falso que ensina existir crente carnal?

Em Lucas 14.26 ouvimos o Senhor pronunciar estas palavras assombrosas: “Se alguém vem a mim e não aborrece a sua pai, e mão, e mulher, e filhos, e irmãos e irmãs e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.” Sim, são palavras assombrosas, mas são palavras do Filho de Deus e Ele não pode mentir. Em outras palavras, ele está dizendo que quando uma pessoa O ama e O segue neste mundo mal, é como se aborrecesse a seu próprio pai, mãe, esposa, filhos, irmãos e irmãs; e ainda a sua própria vida também. É a única ocasião em que Jesus fala dessa forma. Em Mateus 16.24-25 diz: “Então disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. Porquanto, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perdê-la por minha causa achá-la-á.” Ou seja, se procuro salvar a minha vida por não praticar a abnegação na fé cristã, vou perdê-la toda. Na verdade, não a tenho salvo, mas a perdi toda. Mas se perco a minha vida por amor de Cristo, e deixo de amar a mim mesmo, então a guardarei por toda a eternidade. Logo vemos em João 12.25: “Quem ama a sua vida perde-a; mas aquele que odeia a sua vida neste mundo preservá-la-á para a vida eterna.” Bom, se segues acariciando-te e não te negas a ti mesmo, mas segues fazendo o que te convém para satisfazer aos desejos da carne, os desejos dos olhos e a soberba da vida, perderás essa vida que tens procurado salvar e amar; porém, o que aborrece sua vida neste mundo, para a vida eterna a guardará.

O que nosso Senhor está dizendo aqui é que não há nenhum lugar em seu reino para os “amantes de si mesmos”. Porque seu reino se compõe daqueles que O amam sobre tudo e negam-se a si mesmos. Novamente vemos que aquele que ama mais a sua vida que a Cristo perdê-la-á, mas o que aborrece sua vida neste mundo, preferindo o favor de Deus e mostrando mais interesse em Cristo que em sua própria vida guardá-la-á para a vida eterna.

Além disso, vemos nas Escrituras a conseqüência final de um amor excessivo por nossa vida, um amor excessivo por nosso “ego”. Muitos há que se enamoram demasiadamente de si mesmos e perdem suas vidas por causa desse amor. Aquele que ama sua vida animal ou suas paixões tanto que satisfaz seus apetites e alimenta seus desejos da carne, encurtará seus dias e perderá a vida que tanto estima; não herdará essa vida infinitamente melhor que é a vida eterna com Cristo em glória depois da morte. Aquele que está tão enamorado, tanto da vida deste corpo com seus ornamentos e deleites que até negaria a Cristo em vez de perdê-la, perdê-la-á; isto é, perderá uma felicidade no mundo vindouro, enquanto procura segurar-se numa vida imaginária neste mundo presente.

Este é o erro fatal deste falso evangelho do Cristianismo carnal que tem produzido este fruto de “amantes de si mesmos”, ou seja, o egoísmo. Sustentam que estamos vivendo em um século mais iluminado e conseqüentemente devemos amar-nos a nós mesmos, amar o dinheiro e o prazer. Não teria Cristo vindo ao mundo para dar-nos vida e vida em abundância? Não somos filhos do Rei e não devemos Ter melhor qualidade de vida? Sim, Jesus disse que veio para dar vida, e vida abundante (Jo 10.10), porém lembremos que Ele veio para dar vida espiritual a Seu povo, a qual é uma vida abundante, não se trata de uma vida de abundância material que só produz mais amor a nós mesmos e mais amor ao dinheiro e ao prazer e no fim a condenação de nossas almas. Se nossa alma está inclinada a estas coisas, nossas afeições são más devido ao pecado.

Esses são os argumentos de quem deseja continuar em seus pecados e deseja viver em dois reinos ao mesmo tempo: “O Senhor não quer que amemos ao nosso próximo? Como podemos amá-lo se não sabemos amar a nós mesmos? Não sabes que se não aprendermos a amar a nós mesmos corretamente não poderemos amar ao nosso próximo?” Não nos deixemos enganar por esse raciocínio carnal, mesmo que nos pareça merecedor de crédito, pois as Escrituras não ensinam isso. A razão pela qual as pessoas utilizam este argumento carnal e distorcem as palavras do nosso bendito Salvador em Mateus 22.34-40, entendendo-as num sentido errado, é que não desejam amar o próximo, mas que querem dedicar-se mais aos prazeres e deleites deste mundo. Isso vemos quando analisamos com sinceridade. Dessa maneira, entregam-se a viver num mundo onde eles mesmos é que mandam. As desculpas apresentadas são: “Tenho que amar-me, devo buscar minhas raízes. Necessito de mais auto-estima!” Crêem que necessitam de tudo isso, mas isso poderá levá-los à condenação. Têm uma forma de piedade, porém vivem para si mesmas.

Vejamos um exemplo bíblico de alguém que perdeu sua vida por Cristo, porém, na verdade a salvou. Estamos falando de Saulo de Tarso, que se converteu em Paulo, o cristão, um filho de Deus e missionário. Ele disse: “Eu tinha muito amor próprio, me estimava bastante e tinha confiança na carne, porém, quantas coisas eram para minha ganância [esse egoísmo, essa grande auto-estima e essa confiança na carne]. Tudo isso tenho considerado como perda por amor de Cristo. Certamente tenho tudo como perda pela excelência do conhecimento de Jesus Cristo, meu Senhor, por amor do qual tenho perdido tudo considerando todas as coisas como refugo para ganhar a Cristo e ser achado nEle, não tendo justiça própria que é pela lei, senão a que é mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus pela fé” (parafraseado – Fp 3.4-9).
Novamente Paulo diz em Romanos 7.9: “Outrora, sem a lei, eu vivia; mas sobrevindo o preceito, reviveu o pecado, e eu morri” – ao meu egoísmo, minha auto-estima e minha confiança na carne. A estima de Paulo era de que ele se tratava pecador que merecia o inferno, que estava debaixo da ira justa de Deus. Paulo manteve este conceito e postura de si mesmo até sua morte. Depois de sua conversão ele se referia a si mesmo como “o menor dos apóstolos” (I Co 15.9). “A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça...” (Ef 3.8); ele se denominou o principal dos pecadores (I Tm 1.15); disse também: “...ainda que nada sou” (II Co12.11). Aqui não vemos nenhum egoísmo nem confiança na carne, porém aqui havia uma pessoa que havia aprendido da primeira bem-aventurança: “Bem aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus.” (Mt 5.3). “Nada sou; não sou nada; de mim mesmo não posso fazer nada.” Desta forma o apóstolo se via ao crer na graça de Deus. Assim vemos a verdade de João 12.25, ilustrada em Paulo, que havia sido anteriormente Saulo de Tarso: “Quem ama a sua vida perde-a; mas aquele que odeia a sua vida neste mundo preservá-la-á para a vida eterna.”

Tu amas a ti mesmo mais do que a Deus? Estimas-te ou te amas muito? Tens confiança na carne? Se é assim, o “ego” é o teu ídolo, e nenhum idólatra pode entrar no reino dos céus (I Co 6.9); devemos fugir da idolatria (I Co 10.14). Os verdadeiros filhos de Deus adoram a “Deus no Espírito, e nos gloriamos em Cristo Jesus, e não confiamos na carne” (Fp 3.3). “Amantes de si mesmos mais que de Deus” são fruto desse evangelho de um cristianismo carnal. Cristo disse que aquele que não negasse a si mesmo e não O seguisse não poderia ser Seu discípulo. O verdadeiro Evangelho da graça de Deus diz: “Bem-aventurados os humildes de espírito”, e o homem que é pobre de espírito sabe que não é nada, que não tem nada e não pode fazer nada sem a graça de Deus. Portanto, ele não ama sua própria vida, senão que a aborrece neste mundo para que a possa guardar por meio da graça de Deus, por toda a eternidade.

L. R. Shelton, Jr.

Marcadores

(I Pedro 5:8) (1) 1 Coríntios (3) 1 Pedro (1) 1Pedro (1) 2 Pedro (2) A (1) A palavra da Cruz é Loucura (3) A Parábola do Rico e Lázaro (1) a Semente e os Solos (1) A Volta de Jesus (4) A. W. Tozer (36) A.W Pink (2) Abandonado (1) Aborto (9) Adoração (18) Agostinho (1) Aids (1) Alegria (22) Aliança (1) Alívio (1) Almas (17) Amarás o Próximo (1) Amargura (1) Amém (3) Amizade (5) Amor (70) Anátema (1) Angústia (2) Animais (1) Anjos (3) Anorexia (1) Ansiedade (5) Anticristo (2) Antidepressivo (1) Antigo Testamento (1) Apocalipse (10) Apostasia (5) Apóstolo Paulo (4) Arca de noé (2) Arrebatamento (3) Arrependimento (22) Arrogância (1) Arthur W. Pink (5) As Igrejas de todos os Tipos e para todos os Gostos (1) Ateísmo (4) Ateus (5) Augustus Nicodemus (2) Autoridade (4) Avareza (1) Aviso (2) Avivamento (10) Batalha Espiritual (7) Batismo (4) Bebida Alcóolica (1) Benção (2) Bíblia (49) Boas Novas (1) Bullying (1) Cálice (2) Calvinismo (2) Campanhas no Facebook (1) Cansado (1) Caráter (4) Carnal (1) Carnaval (2) Carne (11) Carta de Deus e do Inferno (2) Carter Conlon (1) Casamento (32) Castigo (1) Catolicismo.Religiao (1) Céu (14) Chamados ao primeiro amor (5) Charles Haddon Spurgeon (274) Cigarro (1) Circo ou Igreja? (1) Cirurgia Plástica (1) Citações Redes Sociais (2) Clodoaldo Machado (1) Cobiça (1) Comunhão (4) Comunidade no Orkut (1) Conhecendo as Histórias da Bíblia (1) Conhecimento (2) Consciência (2) Consolador (3) Copa do Mundo (1) Coração (31) Coragem (4) Corra (1) Corrompidos (1) Cosmovisão Cristã (1) Crer em Jesus (3) Criação (3) Criança (7) Cristãos (60) Cristianismo (19) Cristo (85) Crucificaram (1) Cruz (29) Culto (2) Cultura (4) Cura (6) David Wilkerson (43) Demônio (4) Dennis Allan (23) Denominações (1) Dependência (2) Depravação Humana (11) Depressão (6) Desanimado e fraco (11) Descanso (1) Desejo (1) Desenhos para Crianças (9) Deserto (1) Desigrejados (1) Desonra (1) Desprezado e Rejeitado (3) Desviado (5) Deus (328) Devoção (1) Diabo (9) Dinheiro (11) Discernimento (1) Discipulado (7) Discípulos Verdadeiros (4) Divórcio (9) Divulgue esse Blog (2) Dízimos e Ofertas (3) Dons Espirituais (1) Dor (6) Dores de Parto (1) Doutrinas (5) Dr J.R (1) Drogas (1) Dúvidas (1) Eclesiastes (1) Ego (1) Enganados (1) Envelhecer com Deus (1) Equilibrio (1) Errando (2) Escolha (2) Escolhidos De Deus (10) Escravo por Amor (2) Esforço (1) Esperança (8) Espíritismo (1) Espirito Santo (27) Espirituais (35) Estudo da Bíblia (257) Estudo Livro de Romanos por John Piper (17) Estudo Livro de Rute por John Piper (5) Eternidade (10) Eu Não Consigo (1) Evangelho (76) Evangelho da Prosperidade (13) Evangelho do Reino (1) Evangelismo (5) Evangelizar pela Internet (7) Evolução (1) Exaltação (1) Êxodo (1) Exortação (3) Ezequiel (1) Falar em Linguas (3) Falsos Profetas(Enganação) (17) Família (16) Fariseus (3) (49) Felicidade (6) Festas do Mundo (1) Festas juninas(São João) (1) Fiél (3) Filmes Bíblicos (43) Finais dos Tempos (11) Força (1) Fruto (8) Futebol (1) Gálatas (1) George Müller (1) George Whitefield (2) Glória (44) Graça (47) Gratidão (3) Guerra (4) Hebreus (1) Heresias (3) Hernandes Lopes (110) Hinos (1) Homem (46) Homossexual (6) Honra (1) Humanismo (1) Humildade (9) Humilhado (8) Idolatria (12) Idoso (1) Ignorância (1) Igreja (79) Ímpios (1) Incentivo (1) Incredulidade (2) Inferno (8) Ingratidão (2) Inimigo (2) Inquisição Católica (1) Intercessão (1) Intercessor (1) Intervenção (9) Intimidade (1) Inutéis (1) Inveja (1) Ira (12) Isaías (1) J. C. Ryle (9) James M. Boice (1) Jejum (4) Jeremias (2) Jesus (88) (1) João (4) João Calvino (145) Jogos VIDEO GAMES (2) John Owen (15) John Pipper (587) John Stott (28) John Wesley (1) Jonathan Edwards (92) José (1) Joseph Murphy (1) Josué Yrion (8) Jovens (15) Julgamento (20) Justiça (2) Lave os pés dos seus irmãos Vá em busca dos perdidos e fale do amor de Deus (1) Leão da Tribo de Judá (1) Legalismo vs. Bem-Aventuranças (1) Leonard Ravenhill (52) Liberdade (10) Língua (5) Livre arbítrio (10) Livros (67) Louvor (4) Lutar (7) Maçonaria e Fé Cristã (1) Mãe (2) Mal (18) Maldições Hereditárias (3) Manifestações Absurdas (2) Marca da Besta (1) Mártires (5) Martyn Lloyd-Jones (173) Masturbação (2) Mateus (2) Maturidade (2) Médico dos Médicos (1) Medo (2) Mefibosete (1) Mensagens (372) Mentira (8) Milagres (2) Ministério (10) Misericórdia (13) Missão portas abertas (21) Missões (27) Missões Cristãos em Defesa do Evangelho (1) Monergismo (1) Morrendo (12) Morte (43) Morte de um ente querido que não era crente (1) Mulher (11) Mulheres pastoras (2) Mundanismo (3) Mundo (28) Murmuração (3) Músicas (38) Músicas nas Igrejas.Louvor (8) Namoro ou Ficar (12) Natal (4) Noiva de Cristo (2) Nosso Corpo (1) Novo convertido (10) Novo Nascimento (11) O Semeador (1) O Seu Chamado (13) Obediencia (8) Obras (15) Obreiros (2) Observador (2) Oração (67) Orgulho (10) Orgulho Espiritual (1) Orkut (1) Paciência (7) Pai (1) Pais e Filhos (21) Paixão (3) Paixão de Cristo (2) Parábola Filho Pródigo (2) Parábolas (9) participe do nosso grupo e curta nossa página! (1) Páscoa (1) Pastor (18) Paul Washer (216) Paulo Junior (239) Paz (4) Pecado (106) Pecadores (12) Pedofilia (2) Perdão (16) perse (1) Perseguição (13) Pobre (4) Poder (18) Por que tarda o pleno Avivamento? (3) Pornografia (8) Porque Deus permite o sofrimento dos inocentes (2) Porta Estreita (2) Pregação (24) PREGAÇÕES COMPLETAS INTRODUÇÃO ESCOLA DE OBREIROS (1) Profecias (3) Profetas (3) Prostituição (2) Provação (2) Provar o Evangelho Para Aqueles que Não acreditam Na Bíblia (1) Provérbios (1) Púlpito (3) Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma (1) R. C. Sproul (29) Realidade (1) Rebelde (1) Redes Sociais (2) Reencarnação (2) Refletindo Sobre Algumas coisas (1) Reforma e Reavivamento (1) Reforma Protestante (3) Refúgio (2) Regeneração (16) Rei (3) Relativismo (1) Religião (7) Renúncia (2) Ressuscitou (5) Revelação (1) Ricardo Gondim (1) Richard Baxter (7) Rico (12) Romanos (20) Roupas (1) Rupert Teixeira (4) Rute (5) Sabedoria (12) Sacrifício (3) Salvação (45) Sangue de Cristo (3) Santa Ceia (2) Santidade (34) Satanás (15) Secularismo (1) Segurança Completa (1) Seitas (3) Semente (1) Senhor (10) Sensualidade (2) Sermão da Montanha (2) Servos Especiais (4) Sexo (8) Sinais e Maravilhas (2) Soberba (1) Sofrimento (24) Sola Scriptura (1) Sola Scriptura Solus Christus Sola Gratia Sola Fide Soli Deo Gloria (4) Soldado (1) Sozinho (3) Steven Lawson (12) Submissão (1) Suicídio (2) Televisão um Perigo (8) Temor (4) Tempo (5) Tentação (9) Teologia (2) Teologia da Prosperidade (4) Tesouro que foi achado (4) Tessalonicenses 1 (1) Testemunhos (29) Thomas Watson (17) Tim Conway (38) Timóteo (1) Todo homem pois seja pronto para ouvir tardio para falar tardio para se irar Tiago 1.19 (1) Trabalho (2) Tragédia Realengo Rio de Janeiro (2) Traição (4) Transformados (1) Trevas e Luz (2) Tribulação (10) Trindade (2) Tristeza (5) Trono branco (2) Tsunami no Japão (2) tudo (231) Uma Semente de Amor para Russia (1) Unção (3) Ungir com Óleo (1) Vaidade (3) Vaso (2) Velho (1) Verdade (30) Vergonha (3) Vestimentas (1) Vícios (6) Vida (39) Vincent Cheung (1) Vitória (5) Vontade (1) Votação (1) Yoga (1)

Comentários:

Mensagem do Dia

O homem, cujo tesouro é o Senhor, tem todas as coisas concentradas nEle. Outros tesouros comuns talvez lhe sejam negados, mas mesmo que lhe seja permitido desfrutar deles, o usufruto de tais coisas será tão diluído que nunca é necessário à sua felicidade. E se lhe acontecer de vê-los desaparecer, um por um, provavelmente não experimentará sensação de perda, pois conta com a fonte, com a origem de todas as coisas, em Deus, em quem encontra toda satisfação, todo prazer e todo deleite. Não se importa com a perda, já que, em realidade nada perdeu, e possui tudo em uma pessoa Deus de maneira pura, legítima e eterna. A.W.Tozer

"A conversão tira o cristão do mundo; a santificação tira o mundo do cristão." JOHN WESLEY"

Minha foto

Darliana+ Missões Cristãos em Defesa do Evangelho+✿Apenas uma alma que foi resgatada através da graça e misericórdia de Deus,Dai de graça o que de graça recebeste' (Mt. 10,8). Latim para estar em consonância com as cinco teses que dão sustentação ao “pensamento”e à vida do genuíno cristão reformado: sola scriptura,sola gratia, sola fide,solus christus, soli deo gloria. E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." (João 8 : 32) "Um cristão verdadeiro é uma pessoa estranha em todos os sentidos." Ele sente um amor supremo por alguém que ele nunca viu; conversa familiarmente todos os dias com alguém que não pode ver; espera ir para o céu pelos méritos de outro; esvazia-se para que possa estar cheio; admite estar errado para que possa ser declarado certo; desce para que possa ir para o alto; é mais forte quando ele é mais fraco; é mais rico quando é mais pobre; mais feliz quando se sente o pior. Ele morre para que possa viver; renuncia para que possa ter; doa para que possa manter; vê o invisível, ouve o inaudível e conhece o que excede todo o entendimento." A.W.Tozer✿

Postagens Populares

Bíblia OnLine - Leitura e Audio

Bíblia OnLine - Leitura e Audio
Alimentar-se da Palavra "Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração." (Hebreus 4 : 12).Erram por não conhecer as Escrituras, e nem o poder de Deus (Mateus 22.29)Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo. Apocalipse 1:3

Feed: Receba Atualizações Via Email

Coloque o seu endereço de email e receba atualizações e conteúdos exclusivos:

Cadastre seu E-mail.Obs.: Lembre-se de clicar no link de confirmação enviado ao seu e-mail.