Tradutor

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

8 de fev de 2011

IGREJA ou CIRCO - History of the Modern Gospel Session three the Circus


PS: Quem não entende nada de inglês, Clique na opção "TRANSCRIÇÃO" que fica embaixo do número de exibições. Até mais!Clica na na opção do vídeo que aparece o cc em vermelho para aparecer as legendas em português!





O Palhaço e o Profeta: Uma Indefinição Contemporânea
por
Rev. Hermisten Maia Pereira da Costa

“Não pode haver missão sem mensagem, nem mensagem sem definição da mesma.” Fazendo uma pequena digressão, podemos observar que a afirmação feita acima, está de acordo com a compreensão de Condillac (1715-1780), que disse: “A necessidade de definir é apenas a necessidade de ver as coisas sobre as quais se quer raciocinar e, se fosse possível ver sem definir, as definições se tornariam inúteis.” De forma complementar, parece-nos extremamente pertinente a concepção aristotélica de definição; ele diz: “Uma definição é uma frase que significa a essência de uma coisa.”
Quando falamos do conteúdo do Evangelho, devemos definir o significado deste termo. Compreendemos ser o Evangelho o próprio Cristo. Ele é a personificação do Reino; Cristo é o centro para onde tudo converge. O Evangelho é Cristocêntrico, porque sem Cristocentricidade não há “Boa Nova”. Cristo é o autor e o conteúdo do Evangelho. Pregar o evangelho significa pregar a Cristo, bem como tudo aquilo que tem relação com Ele (Rm 15.20), já que sem Cristo não haveria Evangelho (Lc 2.9-11).
Pregar, é anunciar o “Evangelho de Deus” (Mc 1.14); o “Evangelho do Reino” (Mt 4.23; 9.35; 24.14) que é o “Evangelho do Reino de Deus” (Lc 4.43; 8.1; At 8.12) e o “Evangelho do Senhor Jesus” (At 11.20/ At 8.12), que é o “Evangelho de Jesus Cristo” (Mc 1.1/ Rm 15.19; 2 Co 2.12).
O Reino de Deus é o coração da mensagem de Cristo bem como dos apóstolos. O crente, no Antigo Testamento, aguardava a chegada do Reino de Deus que estava associada à figura do Filho do Homem, descrita por Daniel (Dn 7.13-14/Mt 16.27,28; 17.12,22; Lc 9.58; Jo 3.13,14). Jesus Cristo, o Filho do Homem, inaugurou o Reino de Deus; por isso, o Reino está indissoluvelmente ligado à Sua Pessoa. Jesus Cristo, a Sua mensagem e atos incorporam a presença do Reino que chegara. Ele inaugurou o Reino de Deus (Lc 11.20). Orígenes (c. 185-254), corretamente, disse que Jesus Cristo era a ”autobasileia”, o reino em pessoa. Por isso, é que o Novo Testamento nos ensina que Pregar o Reino é o mesmo que pregar a Jesus Cristo: (Mt 19.29/Mc 10.29-30/Lc 18.29/At 8.12; 28.31).
Deste modo insistimos neste ponto , evangelizar significa, pregar o Reino e Senhorio de Jesus. Por isso, é que “o Reino de Deus é o tema central da pregação de Jesus e, por extensão, da pregação e ensino dos apóstolos.” (At 20.25,27).
Este Evangelho também é chamado de “Palavra da verdade” (Cl 1.5; Ef 1.13); “Evangelho da salvação” (Ef 1.13); “Evangelho das insondáveis riquezas de Cristo” (Ef 3.8); “Evangelho da promessa” (At 13.32); Evangelho da esperança (Cl 1.23); “Evangelho da paz” (Ef 6.15).
Portanto, quando evangelizamos, devemos ter em mente o sentido do que estamos proclamando. Não estamos simplesmente vendendo um produto que talvez nem nós mesmos o comprássemos ou, quem sabe, divulgando uma idéia de forma descompromissada, não; evangelizar é proclamar o Reino de Deus e, o Reino de Deus é o Reinado de Cristo, onde se evidencia o triunfo da Sua justiça, do Seu governo e da Sua Lei. Deste modo, a pregação da Igreja deverá ser caracterizada sempre pelo senso de urgência, conclamando os homens ao arrependimento e fé em Jesus Cristo, o Rei Eterno. A Igreja não é o Reino mas, é através dela que o Reino se revela e se efetiva; por isso, ambos são inseparáveis.
Olhando a “Evangelização” ensinada e praticada no Novo Testamento, podemos perceber que ela era muito mais abrangente do que hoje normalmente costumamos pensar. O que tem acontecido é que muitas vezes temos esquecido a mensagem; temos corrido tanto, temos falado tanto, temos discutido tanto que, de repente, descobrimos que a mensagem foi esquecida. Distanciamo-nos do seu significado, perdemos a dimensão de sua urgência, relevância e eficácia. Estamos ainda usando o verbo “evangelizar”, todavia ele já não diz grande coisa, porque as letras “E-V-A-N-G-E-L-H-O”, têm nos dias atuais pouco a ver com o significado bíblico desta palavra. O Evangelho tem sido muitas vezes apenas mais um “slogan cristão”, que as pessoas não conseguem entender o seu significado.
Kierkegaard (1813-1855) conta uma parábola que pode servir como ilustração para o que queremos dizer. Ele conta que um circo se instalou próximo de uma cidadezinha dinamarquesa. Este circo pegou fogo. O proprietário do circo vendo o perigo do fogo se alastrar e atingir a cidade, mandou o palhaço, que já estava vestido a caráter, pedir ajuda naquela cidade a fim de apagar o fogo, falando do perigo iminente. Inútil foi todo o esforço do palhaço para convencer os seus ouvintes. Os aldeões riam e aplaudiam o palhaço entendendo ser esta uma brilhante estratégia para fazê-los participar do espetáculo... Quanto mais o palhaço falava, gritava e chorava, insistindo em seu apelo, mais o povo ria e aplaudia... O fogo se propagou pelo campo seco, atingiu a cidade e esta foi destruída.
De forma semelhante, temos nós, muitas vezes, apresentado uma mensagem incompreensível aos nossos ouvintes, talvez porque ela também seja incompreensível a nós. As pessoas se acostumaram a nos ouvir brincar tanto com as coisas sagradas, que não conseguem descobrir o sagrado em nossas brincadeiras. Subimos ao púlpito e pensamos que estamos no picadeiro. Por outro lado, nossos ouvintes, por não perceberem a diferença entre o palhaço e profeta, reforçam este comportamento mutante através de um aplauso até mesmo literal. Deste modo, a profecia (pregação) torna-se motivo de simples gostar ou não gostar e o circo perde um de seus talentosos componentes. Assim, sem nos darmos conta, estamos compactuando com a indiferença de nossos ouvintes, que, de certa forma, estão “cansados” da palavra “Evangelho”, sem que na realidade, nunca tenham sido ensinados a respeito do Evangelho de Cristo. A avaliação da mensagem pregada fica restrita ao gostar ou não do ouvinte. Se gostei foi boa, se não, é ruim. Criamos uma categoria arbitrária do que de fato é verdadeiro ou não a partir do gosto, como se este também não fosse afetado pelas conseqüências do pecado. Na realidade, o gostar ou não deve estar subordinado ao exame das Escrituras (At 17.11). Procedendo assim, descobriremos, para surpresa nossa, o quão o nosso gosto pode ser pecaminoso e inconseqüente.
O Evangelho é uma mensagem acerca de Deus da Sua Glória e de Seus atos salvadores ,acerca do homem do seu pecado e miséria, acerca da salvação e da condenação condicionada à submissão ou não a Cristo como Senhor de sua vida. Esta mensagem que envolve uma decisão na História, ultrapassa a História, visto ter valor eterno. Portanto, não podemos brincar com ela, não podemos fazer testes: estamos falando de vida e morte eternas (Jo 3.16-18).
Parece-me correto o comentário de Vincent quando diz que “A demanda gera o suprimento. Os ouvintes convidam e moldam os seus próprios pregadores. Se as pessoas desejam um bezerro para adorar, o ministro que fabrica bezerros logo é encontrado.” É preciso atenção redobrada para não cairmos nesta armadilha já que não é difícil confundir os efeitos de uma mensagem com o conteúdo do que anunciamos: a pregação deve ser avaliada pelo seu conteúdo; não pelos seus supostos resultados. Esse assunto está ligado à vertente relacionada ao crescimento de igreja. Iain Murray está correto ao afirmar: “O crescimento espiritual na graça de Cristo vem em primeiro lugar. Onde esse crescimento é menosprezado em troca da busca de resultados, pode haver sucesso, mas será de pouca duração e, no final, diminuirá a eficácia genuína da Igreja. A dependência de número de membros ou a preocupação com números, freqüentemente tem se confirmado como uma armadilha para a igreja.”
Devemos nos lembrar de que o pregador não “compartilha” opiniões nem dá suas “opiniões” sobre o texto bíblico, nem faz uma paráfrase irreverente do texto, antes, ele prega a Palavra. O seu objetivo é expressar o que Deus disse através de Seus servos. Pregar é explicar e aplicar a Palavra aos nossos ouvintes. O aval de Deus não é sobre nossas teorias e escolhas, muito menos sobre a “graça” de nossas piadas, mas sobre a Sua Palavra. Portanto, o pregador prega o texto, de onde provém a verdade de Deus para o Seu povo.
O púlpito não é o lugar para se exercitar as opiniões pessoais e subjetivas mas sim, para pregar a Palavra, anunciando todo o desígnio de Deus, sob a iluminação do Espírito. Alexander R. Vinet (1797-1847) definiu bem a pregação, ao dizer ser ela “a explicação da Palavra de Deus, a exposição das verdades cristãs, e a aplicação dessas verdades ao nosso rebanho.” Sem a Palavra, o púlpito torna-se um lugar que no máximo serve como terapia para aliviar as tensões de um auditório cansado e ansioso em busca de alívio para as suas necessidades mais imediatamente percebidas. Ele pode conseguir o alívio do sintoma, mas não a cura para as suas reais necessidades.
Albert Martin, apresenta uma crítica pertinente; ele diz:
“O esforço desnatural de certos pregadores para serem 'contadores de piadas', entre a nossa gente, constitui uma tendência que precisa acabar. A transição de um palhaço para um profeta, é uma metamorfose extremamente difícil.”
Em forma de esboço, podemos observar, que “Evangelizar” nos moldes do Novo Testamento, significa Proclamar:
a) As insondáveis riquezas de Cristo: (Ef 3.8). O Evangelho é glorioso porque revela a Gloriosa perfeição de Deus: O Seu amor, bondade, misericórdia, justiça e fidelidade. Evangelizar significa proclamar as perfeições de Deus. A Glória de Deus é a beleza harmoniosa de Suas perfeições e da Sua obra salvadora.
b) A Glória de Deus e de Cristo: (2Co 4.4; 1Tm 1.11). A glória de Deus é totalmente invisível a nós, até que resplandeça em Cristo. “A glória de duas naturezas de Cristo numa única pessoa é tão grande que o mundo incrédulo não pode ver a luz e a beleza que irradiam dela.” O Evangelho consiste no anúncio da grandeza e majestade de Deus e como podemos conhecê-Lo em Cristo Jesus. “Evangelismo sempre requer a pregação dos atributos de Deus (...) A exaltação do caráter de Deus, é essencial para que Deus possa ser honrado em nossa pregação.”
c) A Palavra do Senhor: Paulo e Barnabé permaneceram em Antioquia “ensinando e pregando [evangelizando] com muitos outros, a palavra do Senhor” (At 15.35). Evangelizar significa pregar a Palavra de Deus, não as nossas opiniões, as nossas preferências; não podemos adulterar a Palavra de Deus (2Co 4.2). A evangelização consiste na exposição da Palavra de Deus e na Sua aplicação às necessidades contemporâneas de nossos ouvintes.
d) A Morte Expiatória de Cristo: (1Co 15.1,3) O Evangelho é o anúncio da morte de Cristo, o Deus encarnado, que deu a Sua vida para salvar o Seu povo. A sua expiação foi completa, tendo um valor infinito. Não existe Evangelho sem a cruz de Cristo. A cruz não foi um acidente, foi o desfecho da obra eterna de Deus (1Pe 1.18-20; Ap 13.8/At 2.22-24; 4.27-28; Gl 1. 3-4).
e) Jesus e a Ressurreição: Paulo em Atenas, “pregava (evangelizava tendo como conteúdo) a Jesus e a ressurreição” (At 17.18). A ressurreição era a tônica de toda mensagem apostólica; sem a ressurreição de Cristo não haveria pregação, nem fé, nem esperança. No livro de Atos, não encontramos nenhum sermão em que a ressurreição não fizesse parte da proclamação. (At 8.5; Rm 10.8-10; 1Co 15.1,3,4,12; 2Tm 2.8).
f) Todo o Desígnio de Deus: Em Mileto, Paulo quando se despede dos presbíteros de Éfeso, diz que durante o seu ministério de três anos entre eles, jamais deixou de “anunciar todo o desígnio de Deus” (At 20.27). O Evangelho não consiste no anúncio de “algumas partes” da Bíblia, mas sim de todo o “Conselho” de Deus revelado nas Escrituras. (Vd. Gl 1.8,9,11). O conteúdo da mensagem cristã deve ser nada mais, nada menos do que toda a vontade revelada de Deus (Vd. Dt 29.29).
g) O Reto Juízo de Deus através de Cristo: Pedro quando vai a Cesaréia pregar ao centurião Cornélio, durante a sua exposição, diz que Jesus, depois da ressurreição, “nos mandou pregar ao povo e testificar que ele é quem foi constituído por Deus Juiz de vivos e de mortos” (At 10.42). Paulo, pregando em Atenas (At 17.18), no Areópago, declara que Deus “estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça por meio de um varão que destinou e acreditou diante de todos, ressuscitando-o dentre os mortos” (At 17.31). Da mesma forma, Lucas registra que diante de Félix, Paulo falando a respeito da fé em Cristo, dissertava “acerca da justiça, do domínio próprio e do juízo vindouro” (At 24.25).
Paulo declara que o juízo de Deus se manifestaria conforme o Evangelho por ele anunciado, indicando assim, que o anúncio do Evangelho engloba a declaração do justo juízo de Deus (Cf. Rm 2.16/1.17).
h) O Senhorio de Cristo: A mensagem cristã consiste no anúncio do reinado soberano de Cristo, convocando os homens ao arrependimento e dedicação total e exclusiva ao Senhor.
Pedro na casa de Cornélio, diz: “Esta é a palavra que Deus enviou aos filhos de Israel, anunciando-lhes o evangelho da paz, por meio de Jesus Cristo. Este é o Senhor de todos” (At 10.36).
Lucas relata que entre aqueles que “foram dispersos, por causa da tribulação que sobreveio a Estevão” (At 11.19), alguns foram até Antioquia, pregando também aos gregos, “anunciando-lhes o evangelho do Senhor Jesus” (At 11.20).
Paulo lembra aos coríntios o conteúdo da sua mensagem: “Porque não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus como Senhor....” (2Co 4.5).
De igual modo, o mesmo apóstolo declara que a nossa salvação está condicionada à confissão sincera de Cristo como Senhor, indicando aos romanos, que o Senhorio de Cristo fazia parte da “palavra da fé” pregada (Rm 10.8-10).
i) A Graça de Deus: Paulo, demonstrando saber que lhe aguardavam cadeias e tribulações, por causa do Evangelho, diz aos presbíteros de Éfeso: “Porém, em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus para testemunhar o evangelho da graça de Deus” (At 20.24).
A Graça é o favor imerecido, manifestado livre e soberanamente por Deus aos pecadores que se encontravam num estado de depravação e miséria espirituais, merecendo o justo castigo pelos seus pecados. (Rm 4.4/11.6; Ef 2.8-9).
O Evangelho é da graça porque nele encontramos o favor imerecido de Deus para com o homem para com cada um de nós, que merecia a condenação eterna. O Evangelho é a boa nova que consiste na declaração de Deus, de que há perdão para todos os nossos pecados em Cristo Jesus; que Ele nos tira da condição de “réus”, e nos transporta “para o reino do Filho do seu amor” (Cl 1.13), tornando-nos seus filhos e herdeiros (Rm 8.12-17/Jo 1.12; Gl 3.26).
Jesus Cristo é a graça encarnada. Ele encarna a Graça e a Verdade (Jo 1.17; 14.6) , o Evangelho é a graça verbalizada. É através do Evangelho que Deus transmite a Sua Palavra de Graça (At 14.3; 20.24). “O Evangelho é o divulgador da graça”. A graça nos é ensinada pelo Evangelho (Cl 1.4-6); por isso, pregar o Evangelho é um “favor” de Deus (Ef 3.8).
j) A Preservação de Deus: (Rm 16.25). O Evangelho é uma mensagem de perseverança por Deus. Deus pelo Seu poder nos confirma em santidade até o dia final (Jo 10.28-29; Fp 1.6; 2Ts 3.3; 1Pe 1.5; Jd 24-25). A mensagem do Evangelho é um desafio aos homens depositarem a sua fé exclusivamente em Deus, como o Autor e Consumador da Salvação. Calvino (1509-1564), comentando o texto de Rm 16.25, diz que Paulo ensina aqui a perseverança final. Continua: “E para provocar neles (os romanos) esta profunda certeza e levá-los a buscarem refúgio no poder divino, adiciona que tudo isso foi testificado no evangelho, o qual não só nos apresenta uma promessa de uma paz prevalecente aqui e agora, mas também nos assegura que esta graça durará para sempre. Deus declara no evangelho que Ele é nosso Pai não somente aqui e agora, mas nos continuará sendo eternamente. De fato, sua adoção se estende para além da morte, pois que está nos conduzindo para aquela herança eterna.”
Evangelizar é declarar o poder de Deus, que transforma os homens, unindo-os a Ele, preservando-os até o fim.

Conclusão:
Imaginem um jovem entre centenas de outros, ansiosamente procurando seu nome nas listas afixadas nas paredes na universidade a fim de saber se foi aprovado ou não no vestibular. De repente, surge um amigo com um sorriso largo e com os braços abertos, dizendo: “parabéns, você foi aprovado”. O jovem dá-lhe um abraço apertado, pula, grita, ri, chora, comemora... Depois de alguns minutos de euforia, aquele “amigo” diz: “É brincadeira; seu nome não consta entre os aprovados”. Se você fosse aquele vestibulando, como reagiria? Pense nisto: Se você corretamente não admite brincadeiras com coisas sérias, o Evangelho, que envolve vida e morte eternas seria passível de brincadeiras, de gracejos? A pregação é assunto para profeta, não para palhaço; o púlpito não é picadeiro. Pense nisso. Que Deus o abençoe.
Sobre o autor: Bacharel em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul; Licenciado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais; Licenciado em Pedagogia pela Universidade Mackenzie; Pós-graduação: Estudo de Problemas Brasileiros pela Universidade Mackenzie; Pós graduação: Didática do Ensino Superior pela Universidade Mackenzie; Mestrando em História da Igreja pelo Centro Presbiteriano de Pós-graduação A. A. Jumper. Doutorando em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo. 


Getsêmani da Vida - Hernandes D.Lopes



Série Livros para Ler - [Download Livro] Os Brados da Cruz - Erwin W. Lutzer



Créditos: prnilson

Desta vez, o renomado escritor Erwin Lutzer conduz os leitores à maior e mais empolgante das viagens: ao interior do coração de Jesus. Essa jornada percorre sete momentos singulares na vida de Cristo: suas últimas palavras na cruz.
Cada brado não foi proferido em vão. Repletos de significado para todas as gerações, eles ainda guardam a mesma força de quando foram emitidos no Calvário. São brados que exprimem perdão, compaixão, resignação e vitória. Acima de tudo, revelam a plena humanidade de Cristo e seu exemplo de vida em cumprir a vontade do Pai até o último instante de vida.
Os brados vindos da cruz ainda são ouvidos em nossos dias. Clamam ao coração do homem e querem conquistá-lo. Permita que as últimas palavras de Jesus toquem, surpreendam e transformem sua vida. Quando melhor compreendermos o que ela deve significar para cada um de nós. Quem tem ouvidos ouça!



Fonte:http://gospel-books.blogspot.com/

O Poder de Sua Ressurreição - Filipenses 3:10 Por Leonard Ravenhill




Filipenses terceiro capítulo e versículo dez: "Que eu possa conhecê-lo, eo poder da sua ressurreição, ea comunhão dos seus sofrimentos, conformando-me com a sua morte"; 
Existem, obviamente, quatro declarações neste versículo: 
Primeiro, "para que eu possa conhecê-Lo." 
Em segundo lugar, "eo poder da Sua ressurreição." 
Em terceiro lugar, "a comunhão dos seus sofrimentos." 
Em quarto lugar, "sendo feito conforme à Sua morte". 
Paulo está escrevendo aqui para os santos em Filipos. Filipos foi nomeado por Alexandre, o Grande para seu pai, Felipe. Somos informados de que esse era realmente o lugar de nascimento do Império Romano por causa de uma batalha travada aqui e ganhou. Mas Paulo está considerando nesta epístola algo infinitamente maior do que qualquer império perecível dos homens.


É maravilhoso, para mim de qualquer maneira, isso aqui é esse homem com idade ...battlescarred e desgastado, mas observar a sua oração: 
sua aspiração nunca morre 
sua visão nunca se torna fraca, 
a febre em seu espírito, nunca de qualquer maneira, tenho maçante 
Ele não rezar para ser libertado da prisão ... ele poderia ter feito isso. 
Ele não reza mesmo para que pudesse ter um ministério aqui ... mas tenho certeza que ele aspirava a isso. 
Ele não rezar para que seu corpo pode ser curado ... Estou certo de que, embora ele não estava doente, ele possivelmente foi terrivelmente fraca pelo sofrimento que ele suportou. 
Sua aspiração é a seguinte: Em primeiro lugar, para que eu possa conhecê-Lo. 
Normalmente, o texto é que o peso colocado sobre ela: Que eu possa conhecê-lo e, por vezes, a outra parte: o poder da Sua ressurreição.

Agora, não há dúvida, pelo menos na minha mente, a este respeito: 
A ressurreição de Jesus Cristo é 
o padrão de poder no Novo Testamento.
O que há depois? ... É o milagre dos milagres! Eu não acho que um domingo de Páscoa passa, na verdade, não, em que eu não estou lembrado de apenas uma frase um pouco de um antigo hino: ". Hoje ele se levantou e deixou os mortos, eo império de Satanás caiu" Às vezes eu ouço as pessoas dizerem: "Senhor, destruir a obra do diabo." Ele já destruiu a obra do diabo!
A prova, o padrão do poder de Deus no Novo Testamento é a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos. O padrão do poder de Deus no Antigo Testamento era a libertação do povo de Israel através do Mar Vermelho, o que lhes trouxe finalmente para a terra da promessa. No Antigo Testamento, o milagre é a elevação de uma nação morta, porque eles estavam no cativeiro, no Egito, que é um tipo do mundo.Eles estavam sob o domínio do faraó, que é um tipo de demônio, e eles foram trazidos como a Palavra de Deus diz: "Deus chamou-os com uma mão forte. Livrou-los com uma mão forte e braço estendido".

Todo o caminho de Moisés a Malaquias há uma constante referência ao "Olha o que Deus fez quando Ele libertou a Israel." Agora, é algo maior que isso? Você tem um problema maior do que isso? Você pode imaginar qualquer coisa que exige a Deus mais do que isso? Assim, 
Ele os entregou. 
Ele os tirou do cativeiro. 
Ele agarrou seus grilhões, e 
Ele conduziu-os por sua própria mão e seu próprio braço.

No Novo Testamento, o milagre do padrão, o padrão de poder é Deus, é a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos. Então, por causa da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, há, naturalmente, a ressurreição do indivíduo dentre os mortos. Dizem-nos assim novamente e novamente. Efésios 2, por exemplo, diz: "Você tem sido acelerado que estavam mortos em ofensas e pecados". Agora, ele não diz que vamos morrer. Ele diz que estávamos mortos. E o poder mesmo milagre que ressuscitou Jesus dos mortos é o poder que nos ressuscitou dentre os mortos.
Você sabe, eu não acho que colocar qualquer pressão sobre Deus para fazer o mundo. Ele apenas criou. Não ponha nenhuma tensão sobre Deus para criar a luz.Ele apenas falou a palavra e disse: "Haja luz" e houve luz mortos. Mas vou sugerir a vocês que, em certo sentido, colocar uma pressão sobre Deus para ressuscitar Jesus dos. No sentido de que ela nos diz em Efésios que é "a grandeza do seu poder para todos nós que cremos, segundo a operação do Seu poder, quando ele operou em Cristo, quando Ele ressuscitou dos mortos e defina como sua mão direita nos lugares celestiais. " Há uma enorme quantidade de energia lá! Ele diz: "a grandeza". Você vê, existem medidas do poder de Deus exercido através da Palavra de Deus. Às vezes uma coisa nem custou a Deus tanto poder quanto os outros. Mas ele diz aqui: "a suprema grandeza do seu poder sobre nós que cremos, segundo a eficácia de Seu grande poder, que operou em Cristo, quando Ele ressuscitou dos mortos".
Houve uma coisa muito trágica aconteceu durante a semana passada. Um jovem casal com uma criança muito bonita descobriu que a criança havia desaparecido.Soou um alarme. Eventualmente, eles receberam um telefonema a dizer que a criança será devolvido ileso de apenas um par de milhões de dólares. A criança passou a ser o neto de um dos grandes magnatas da América do Sul. Um homem que fez vários milhões de dólares a partir de latas. Imediatamente o contato foi feito com ele e é claro que ele fez todo mundo agitado sobre esta terrível tragédia que aconteceu na Europa. Uma criança tinha sido roubado. A demanda foi de dois milhões de dólares.Ele disse: "Nós vamos pagar." Agora, você acha que tomou toda a energia para que o homem de chegar a mais e tomar o seu livro de cheques e, com dez milhões de dólares apenas escrever um cheque de dois milhões de dólares? Isso exige nenhuma energia, apenas para preencher o cheque. Mas o que vou sugerir é que não havia nada por escrito do cheque. Havia ansiedades e problemas terríveis em seu espírito, em sua mente, tudo estava atormentando. Quando ele pensou em todas as possibilidades que existiam na obtenção de que a criança de volta.
Para interpretar que esta forma: Deus disse: "Haja luz" e houve luz. Mas eu não acho que ele disse, "Haja o Calvário", e lá estava o Calvário. Você está lidando aqui com princípios morais e espirituais. Você está lidando com poderes das trevas. Agora, Jesus Cristo foi o Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo. E eu acho que mais uma vez que nos esquecemos tanto da agonia do Pai desde o momento em que Jesus deixou o marfim palácios a entrar em um mundo de dor. A solidão era em nome do Pai, porque Ele não tinha ninguém no céu com quem pudesse se comunicar.E vê o seu amigo vai lá na cruz. Seu filho vai ter todo o pecado do mundo inteiro. Há apenas uma maneira de fazê-lo ... como o escritor hino diz: "tu não poupar Teu Filho único, mas lhe puseste por um mundo desfeito." Mas você vê, o Calvário é a expressão do amor de Deus.

Calvário expressa o amor de Deus. 
A ressurreição explica o poder de Deus.

Você pensa em todas as Epístolas colossal que Paulo tenha escrito. Ele tem o histórico mais surpreendente de qualquer homem que tenha vivido fora de Jesus: 
Ele ressuscitou os mortos, 
ele abriu os olhos dos cegos, 
ele não expulsamos demônios? 
ele escreveu epístolas mais do que todos os outros homens juntos. 
E mesmo assim Ele diz: "Eu quero conhecê-lo."

Não é que ele não conhece ele, ele diz que há uma revelação completa de Jesus. Eu estive pensando sobre esse texto por alguns dias. Então eu li uma carta de um velho amigo - ele tem 96 anos agora - e isso só se encaixa bem com o que eu estava pensando. Ele disse: "Ravenhill, eu estive pensando sobre essa palavra, onde Paulo diz:" Que eu possa conhecê-Lo e poder de Sua ressurreição. " Agora, olhe ", disse ele," há sessenta anos que eu venho tentando entender isso, mas eu não entendo o mistério. Há algo que eu não possa descobrir. "
Lembrou-me de quando estávamos na Irlanda. Houve um pequeno homem piedoso pelo nome de Busby em uma cidade chamada Dungannon. Ele era um personagem estranho, com certeza, é por isso que ele gostava de mim, porque nós dois éramos estranhos. Ele tinha um ministério maravilhoso de oração e cura. Um dia fomos até sua casa, não era muito mais do que uma cabana, e ele disse: ". Bem, eu tenho, eu tenho isso" "Você tem o quê?" "Lembra que eu disse que não há água por aqui?" Ele tinha começado a cavar um poço de um metro de diâmetro. Era um coração de quebra de emprego, mas ele é um homem musculoso. Ele tinha sido um levantador de peso, embora tivesse apenas cerca de cinco metros de altura, ele tinha um físico tremendo. Ele desceu quatro metros e, em seguida ele veio para uma laje de pedra.Por mais difícil que qualquer rock que você já viu em sua vida. E seu amigo disse: "Bem, Smarty, você está lá que você vai fazer agora?". Ele disse: "Mude a balançar É um plug E quando eu puxar o plug da água vai entrar..." Ele acabou de fazer aquela rocha de um lado e de água derramada. Ele mal conseguia sair do poço rápido o suficiente.
Você sabe, quando eu li o que o meu velho amigo disse que eu pensei: é isso mesmo.Há algo nesta ressurreição palavra que ainda não tenhamos apreendido. Existe uma ficha aqui, se quiser, nós temos que levantá-lo e descobrir o que há por debaixo dela.

Olhe novamente para Paul. Cara, eu estaria embriagado de alegria, se eu tivesse um ministério como ele. Eu fico às vezes as pessoas que dizem: "Você me escreveu uma carta, que mudou minha vida." Bem, eu graças a Deus eu posso ser seu servo, em que ... Mas Paulo tem escrito cartas que transformou milhares de vidas ao redor. 
Pessoas famintas ter ido para suas epístolas e resistência encontrada. 
Sedento pessoas passaram e encontrei algo para beber. 
Os fracos passaram e encontrei a energia nelas. 
A esperança se foi e encontrou esperança. 
Pessoas que estavam apenas no final de suas forças, de repente começou a viver, porque este homem teve uma inspiração. No entanto, ele diz: "apesar disso, você não vai estragar-me que eu possa ter epístolas escritas, eu possa ter ressuscitado dos mortos, mas deixe-me lhe dizer algo que eu quero aspirar:. Quero conhecê-Lo, e eu quero chegar na vida. Quero conhecer a minha vida de ressurreição ". Você vê,nenhuma outra religião no mundo tem uma ressurreição. Esse é o milagre coroação de Deus. Paulo constrói como uma pirâmide de cabeça para baixo com todas as suas epístolas. Catorze se você contar hebreus como o seu. E colocar hebreus no topo, ele transforma-los em todo e saldos los em uma ponta fina, dizendo: "com tudo o que eu te dei ... 
sobre a misericórdia de Deus, 
a majestade de Deus, 
predestinação, todo o futuro, 
ALL é equilibrado sobre uma coisa: A Ressurreição. 
E se não há ressurreição que você está completamente, você ainda está em seus pecados! "

Bem, o que é único sobre isso? Outras pessoas tiveram ressurreição experimentou.Jesus não ressuscitar pessoas dentre os mortos? Sim, Ele o fez. Porque Ele disse: "Eu sou a ressurreição". 
A ressurreição não é parte de minha teologia, a ressurreição é uma pessoa.

Paulo deixou claro no capítulo vigésimo quarto de Atos. Ele disse: Porque Jesus se levantou todo mundo vai crescer.
Um dia um homem levantou uma trava como se fosse ... (você sabe, como às vezes você abriu uma porta e tudo no armário estava caindo e tentar recuperá-lo de alguma forma e não seria, e você pensou "Ah, eu vou deixá-lo ir." Pum! Out vem. Nós temos feito tudo isso.) Um dia um homem levantou uma trava e deixou iniqüidade vir ao mundo. E pelo homem é o pecado que ele toda a raça humana poluído. Para poluir uma vida é ruim, mas a poluir milhões e bilhões de pessoas desde a criação ...!? Em seguida, Newman diz em seu hino, que não está certo, "Oh sabedoria amorosa do nosso Deus, quando tudo era pecado e uma vergonha segundo Adão ..." Não, nem um segundo. Se houver um segundo pode haver um terceiro. Ele foi o último Adão."Amar a sabedoria do nosso Deus, quando tudo era pecado e uma vergonha último Adão para a luta e para o resgate chegar. Ah, o amor mais sábio que a carne eo sangue que fez em Adam falhar." Eu não posso provar isso, mas tenho certeza que um dia Jesus disse na eternidade ao Seu Pai, que foi coração partido sobre o pecado no universo: "Pai você vai me deixar ir para a terra e mostrar-lhes que você pode viver em carne e sangue e ser um exemplo perfeito de Sua Santidade? eu posso viver lá e obedecê-Lo, mesmo se os portões do inferno se apoderou de mim. " E Ele quer que pensemos como Ele fez, como a Palavra de Deus diz: "Como Ele foi, também nós somos neste mundo." Deus espera que eu tenha o mundo da carne eo diabo debaixo dos meus pés. Vou ficar com marcas. Minhas emoções irá aumentar ou cair.Meu dia será claro ou escuro. Tem que ser assim. É a maneira como o mestre foi ...
Eu estava lendo hoje que Paulo diz: "A tristeza tomou conta de mim." Eu estava lendo de Jesus quando Ele entrou no jardim e diz: "Como ele entrou no jardim Ele estava em grande peso do espírito." Não deixe o diabo te enganar nas suas emoções. Sua posição com Deus não muda, porque seus sentimentos mudam. Levanto-me, certa manhã, eu poderia conquistar o mundo com dois dedos, eu me levanto na manhã seguinte e eu me sentiria se alguém tocou em mim eu quase cai. As emoções são tão incertos. Eles são tão imprevisíveis. Você não pode traçar uma rota para eles. Jesus diz: Eu sou a ressurreição ea vida.
Oh, eu amo, eu amo, eu amo pensar Parker velho, talvez não o maior pregador, mas se um grande pregador da Inglaterra. Visualizando naquela manhã da ressurreição, quando a pedra foi colocada sobre o túmulo ... e aquelas preciosas ... (Lembre-se disto: eles foram os últimos a cruz, eles foram os primeiros que foram ao sepulcro). E que uma mulher preciosa, você pode imaginar que um? Ela estava indo para transportar o corpo de Jesus, e você sabe o quê? Se ele estivesse lá, ela teria feito isso também. Porque há momentos em que com o seu zelo e amor humano que você pode fazer coisas que você nunca poderia ter ... ela teria tido que o corpo se pudesse. Mas não. Ela chegou lá, ea pedra estava lá - pouco antes de ela chegar lá, de qualquer modo - e, em seguida, sobre a pedra, a cera e cera sobre o selo. E então os soldados e finalmente ... Posso ver Satanás dizendo: "Eu não tenho certeza se eu conseguir isso", e então algum demônio diz:. "Sua majestade, vamos rolar o pecado do mundo contra a pedra Agora nós o pegamos a pedra. a cera, o selo, os soldados, o pecado do mundo ". "Bem, eu não tenho certeza que nós vamos mantê-Lo cativo." E um demônio diz: "Sua majestade, supondo que cada demônio coloca o ombro contra a pedra que temos nEle agora ."... Quando ouço o Cabo Canaveral contagem regressiva Eu sempre penso: Amigo, você é dois mil anos tarde demais, porque a contagem regressiva foi a manhã da ressurreição. Antigo Lúcifer diz: "Nós o pegamos agora, abraçá-lo Nós temos a pedra, a cera, o selo, os soldados, o pecado do mundo, a cada demônio Espere, espere, espere, dez.. , nove, oito, sete, seis, cinco ... " Ele estava indo para dizer duas ... e do Espírito Santo deslizou dentro e ressuscitou a Jesus dentre os mortos. Como eu sei, porque os romanos diz que oito."O Espírito daquele que ressuscitou Jesus dos mortos."
Sua ressurreição é maravilhoso, mas Ele me levantou dentre os mortos! Deus perpetuou esse milagre em mim "Ele vos vivificou que estavam mortos em pecados ."... transpasses e você não vai morrer, mas você estava morto. Alguns de nós sequer admitir mais do que isso, fedia bem. Nós cheirava, fizemos outras pessoas sentem a podridão da nossa vida. Quando Jesus diz: "Eu sou a ressurreição ..." Eu gosto disso. Acontece que eu sei que no final do Apocalipse Jesus diz: "Olha, eu sou aquele que viveu e foi morto e eis que estou vivo e tenho as chaves da morte e do inferno." E amigo, você não vai morrer um minuto antes Deus quer que você se você está em Sua vontade. Eu não me importo se você apodrecer num campo de concentração ou o quê. Ele tem o tempo de sua morte, Ele chegou a hora da minha morte. Ele tem as chaves, ninguém vai nos destruir. Ele tem as chaves.

"Todo o poder é dado a mim", ele diz. Bem, eu digo, houve outras ressurreições.Sim, mas eles eram todos diferentes. Você sabe, Jesus era completamente confortável na presença da morte, não incomodá-lo. Quem ele levantar dos mortos?Ele levantou a filha de Jairo, Ele ressuscitou o filho da viúva de Naim e Lázaro. Três pessoas que Ele ressuscitou dos mortos. Qual é a diferença entre sua ressurreição e Sua? Oh, muito. 
Primeiro: a deles não tinha nenhum poder vicário para ele. 
Segundo: todos eles foram chamados diante do túmulo, ele não era. 
Terceiro: quando saiu da tumba estavam todos amarrados com panos, bandanas, e seus pés. E nós sabemos que Jesus andou fora dele. Ele escorregou para fora dos panos, como a. .. como uma lagarta desliza para fora do casulo. Ele não precisa de ninguém para chamá-lo por diante.


Assim, todas as outras pessoas que ressuscitou dos mortos: 
Número um: alguém chamou --- ninguém o chamou. 
Número dois: eles eram amarrados com panos --- Ele não estava preso com panos. 
Número três: todos voltaram e morreram novamente. 
Será que eles não ...? pelo menos eu não os vi por aí. Então eu tipo de figura devem ser mortos. Mas o que diz as Escrituras sobre o Senhor Jesus? Bem, deixe-me ler para você. Romanos capítulo 6, versículo 8 ele diz: (. Oh homem, isso coloca o grampo sobre a coisa toda) "Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também viveremos com ele: Sabendo que Cristo, ressuscitado dentre os mortos morre sem mais, a morte não tem mais domínio sobre ele ". Cara, isso vale mais que mil Aleluias, se você disser que eu vou te perdoar. 

A morte não tem mais domínio sobre ele.
Sim, senhor!. Os outros homens morreram duas vezes. É nomeado para o homem morrer uma só vez. Alguns deles, pobres almas, tinha que morrer duas vezes, que é bem difícil, não é. Você diz, Enoque e Elias não morreu, não é? Ei, você esperar.Chegue ao fim do Apocalipse ver o que aconteceu. Quem está nas ruas de Jerusalém? Então, Deus vai cumprir ... você vê em que vivemos sob uma lei moral.Deus disse: "aquilo que o homem semear, isso também ele colherá." E se Deus diz que todos morrem em Adão, eles vão morrer. Mas ele diz: "Jesus veio ..." saber que Cristo, ressuscitado dentre os mortos, já não morre mais;. morte não mais tem domínio sobre ele "

Agora vamos voltar um minuto. Eu digo que o Espírito que ressuscitou Jesus dos mortos é o Espírito que vivifica-nos, porque o homem é morto em delitos e pecados.É por isso que às vezes você não pode dirigir o lar de pessoas como elas são ruins.Às vezes dizemos: "eles sentam e rejeitam o evangelho" ... eles nunca ouviram.Nunca ouvi isso. Com esses ouvidos sim ... Quando Moody chegou à Inglaterra, ele virado um monte de pregadores. Ele pensou que fosse assim, você sabe, bom Inglês, os ingleses entupido com os seus graus académicos e tudo mais. Moody era um assassino, bem, quero dizer que ele assassinou a qualquer forma idioma Inglês.Cara, ele não poderia dizer Jerusalém, em três sílabas, disse Jusum. Ele chamou Daniel, Daneel. Levou o Inglês aproximadamente uma semana para descobrir o que ele estava falando. Ele assassinou Inglês do rei. Ele não era mesmo um homem de boa aparência, ele nunca conseguiu desenvencilhar-se em nossos dias, ele não tinha um sorriso dentífrico agradável, e uma personalidade agradável. Mas o irmão Vou lhe dizer, Deus estava naquele pequeno vendedor de sapatos a partir de Chicago. Não há nenhum homem desde que varreu a Inglaterra como Moody velho fez. Alexander McLaren, o rei do púlpito no norte da Inglaterra, foi nas reuniões, na plataforma e ele ouviu com espanto. Um dia, em um dos serviços em um grande auditório, um homem chegou até o altar chorando e ele caiu no altar. Alexander McLaren viu seu principal diácono chegou até o altar. O diácono principal da Primeira Igreja Batista de Manchester, agora no altar ouvir um americano analfabetos!? Ele disse: "Eu fui até ele e coloquei meu braço em volta de seu ombro e disse: 'irmão Smith ou qualquer coisa que ele era, o que você está fazendo aqui? Você é um diácono." Ele disse: "Sim, senhor. Eu sou um diácono na sua igreja." "Mas eu não entendo", disse McLaren, "como uma questão de procurar o irmão fato, uh, sou considerado um grande pregador e eu preguei sobre o texto de cerca de três semanas atrás, e você ouviu cada palavra." O diácono disse pobres direto para ele, "Mas eu nunca ouvi uma coisa que você disse." 
Ele ouviu, mas a orelha interna não foi aberto, ele estava morto, ele estava sem resposta nesse sentido. Ninguém vem ao Pai, senão o Pai não o atrair. "Vos vivificou." 
Agora escute, se Ele acelera. Eu não acredito que, necessariamente, todo mundo fica guardado na primeira reunião que eles ouvem o evangelho, e eu não, com certeza. Eu acho que há momentos em que, tal como um verme comendo no coração de alguém, o Espírito de convicção chega até as pessoas ficam sem dormir e incomodado e preocupado e ansioso e, finalmente, você não tem que mendigar ou treinador ou ameaçar, o Espírito de Deus fez seu trabalho. Mas não gosto nesses dias. Eu estou fazendo nenhuma desculpa. Eu só estou dizendo o seguinte: as pessoas não costumava ficar guardado como eles são salvos agora. Você sabe, até mesmo os pentecostais que eu sei não tem nenhuma reunião mais tardança, que costumava fazer quando éramos crianças. A costumava dizer a um diácono de sair, "Você sabe, eu acredito que eu sei que há algo errado na minha vida e eu gostaria de vir a uma reunião tardança. Quero tardará." E que costumavam ter "tardança" reuniões. Eles tinham seleto grupo de diáconos que esteve no encontro que "até as pessoas se encontrou com Deus. Eles queriam ser revestidos de poder do alto. Eu não me importo que maneira o seu feito, que não é o ponto. Mas eu estou dizendo, já não parece ser a convicção profunda primas do Espírito de Deus, onde homens e mulheres dizem: "Foul eu para fazer o teu manancial, lava-me Salvador ou eu morro!" Novamente, nós oferecemos o céu pessoas. Oferecemos-lhes a paz de espírito. Oferecemos-lhes perdão. Eu nunca ouvi Graham mais clara do que quando cerca de um mês atrás, ele disse: "Olha, eu cheguei a esta conclusão, que a salvação significa isto: O seu coração está ocupado por Deus?" Não é isso o que realmente é?Cristo em vós a esperança da glória?


Você vê, mais uma vez Paul dirige o seu pavilhão, o Corinthians de todos os povos - se havia uma fossa na terra era Corinto. Ele corre sua bandeira lá em cima em sua segunda epístola capítulo 5 versículo 17, onde ele diz: "Se algum homem ,..." Eu amo isso! Eu nunca digo para mim mesmo, ou orar sem ficar arrepiado. "Se alguém está em Cristo" 
qualquer homem, 
em qualquer lugar, 
de momento, 
se ele está em Cristo, nova criatura é!. Deus não está no negócio de remendar. Ele não plug onde você está vazando, e Ele faz do homem uma nova criação. Não cantamos esse hino na encantadora de Wesley: "Terminar então a tua nova criação, pura e imaculada vamos ser?". Wesley estava certo quando disse: "A justificação é a santificação começou." A santificação é instantânea e progressiva. A vida cristã é a crise, processo, processo de crise. Só que é difícil. Se fosse nível que não seria tão ruim, mas o irmão que é difícil. Agora, quando um homem nasce de novo no Espírito de Deus ... o que diz em Romanos 6:4 e 5 ... se isso realmente aconteceu: "Portanto, fomos sepultados com ele pelo batismo na morte;. que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida Para se ter sido plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, seremos tambémna semelhança da sua ressurreição ". E escrevendo aos Colossenses diz: "Se vós ser ressuscitado em Cristo". caso não é uma pergunta, ele realmente não é. É uma má tradução. Deveria ser: "porque você é ressuscitado em Cristo buscai as coisas que estão acima." Quando Jesus ressuscitou dos mortos, Ele só arrastou aquele casaco, manto que ele usava e deixou para trás. Agora, se um homem é uma nova criatura em Cristo, todos esses hábitos vão fugir. Sabe por quê? Porque são os hábitos de vestuário da alma. E se você tiver hábitos imundos, quando você nasce de novo do Espírito de Deus e tornar-se uma nova criação, os sujos, imundos, hábitos podres vão cair exatamente assim.

Lembro-me de pregar o primeiro dia da Segunda Guerra Mundial. Eu estava para iniciar uma cruzada de oito dias na igreja da cabeça do Nazareno em Glasgow, na Escócia. Naquela noite, antes da reunião eles anunciam a Segunda Guerra Mundial tinha começado. Bem, isso quebrou as nossas reuniões, eu vou te dizer. Foi uma grande igreja, eu não acho que temos mais de cinqüenta pessoas, e começamos a fazer a reunião em uma sala ao lado, e preguei meu coração todas as noites. Uma noite, eu apenas disse: "Olha, se você tem negócios a fazer, se você não sabe que você é nascido de novo do Espírito de Deus, se você ainda estiver vinculado, e presos, e sobrecarregados, e suas consciências cílios você, eo medo da morte eo medo do julgamento atormenta você, venha e receber a Cristo, confessar o seu pecado, peça para a limpeza pedir o Espírito Santo ". E eu disse: "Vamos esperar. Não vamos cantar. Você acabou de sair para que a sala ao lado." Se bem me lembro de três pessoas saíram. Nós oramos. Nós conversamos com eles. Então eu olhei para trás e viu um menino muito bem rosadas faces Scotch lá e ele acenou para mim.Fui até ele e disse, "Olá". Ele disse: "Meu nome é ... Donald Wilson," Acho que ele disse, "Ach", ele continuou em seu caminho escocês, "o Sr. Ravenhill, eu não sou um cristão. Acredito que sou um menino muito bom . Mas, oh, eu preciso de Cristo. "Então eu disse: "Bem, isso é ótimo. Se você sabe que é uma coisa maravilhosa. Você vem de uma família cristã?" Ele disse, "Ach, não. Meu pai é um comunista, e ele é um comunista muito, muito cruel." "E sua mãe?" "Ach, ela era um cristão, mas ela é regredido." Eu perguntei: "Bem, como você sabe?" "Ach, eu sei. Ela vai ao cinema." - Você vê, quando você nasce de novo, mais na Europa, os filmes vão para a direita para fora. Você não entra numa sala de cinema ... outras maneiras que você está alimentando os filhos do diabo com o dinheiro de Deus ... você está gastando tempo lá ... Estou apenas dizendo o que ele disse - Então ele me perguntou sobre a salvação, eu lhe disse que aquilo significava. Ele não só se livrou de seus pecados, ele entregou sua vida a Jesus, e Jesus tornou-se não apenas o seu Salvador, mas o seu Senhor. E também: "Se confessares com a tua boca o Senhor Jesus ..." Eu disse: "Você sabe o que isso significa? Deixe-me colocar as cartas na mesa. Isso significa que se você se arrepender dos seus pecados, e você ter Cristo como seu Salvador, você vai para casa e quando você chegar em você fechou a porta e você colocar os braços para cima como este e você diz ao seu pai ... Será que o seu pai estar em casa? " "Ach, ele estará fumando seu cachimbo em sua cadeira, e lendo o Glasgow Herald, e ... Ach, ele estará lá bebendo sua cerveja, talvez, e minha mãe vai estar lá.""Tudo bem", eu disse: "agora você tem uma boa chance. Feche a porta, colocar a sua volta por trás dele, cruze os braços para que você não pode sair e dizer 'pai, eu me tornei uma noite cristã. Eu tomei a Jesus como meu Senhor e meu Salvador ". "Ach, ach ach," ele disse, "que significa tudo isso." Eu disse, "Bem, Ele diz que se você tem vergonha de confessá-Lo, Ele vai ter vergonha de confessar que antes de seu pai no céu". Bem, eu vou te dizer, as reuniões não inchar muito. Todo mundo ficou apavorado, pois havia ameaças que íamos ser eliminados por um bombardeio todas as noites. No entanto, um par de dezenas de pessoas vieram.
Em uma última reunião, havia um homem sentado lá. Um homem assustado com o tipo de coisa vermelha em volta do pescoço. Eu apenas fiz um apelo a curto, eu disse: "Talvez haja alguém aqui precisa de Cristo esta noite. Se fizer isso, você só levantar e caminhar para esse quarto. Vou entrar e orar com você." Este homem se levantou e entrou na sala. Eu falei com ele. Perguntei-lhe se ele sabia que o ... "Não, não, não, não ach a todos", disse ele, "não em todos. Eu sou um comunista". Ah, e ele se queixou de distância sobre o comunismo, sobre os males do presente e isso ... mas ele disse, "Ouça esse não é o problema. Eu tenho um rapaz pequenino, ele não tem quinze anos. Sabe o que ele fez? Dois noites atrás, ele chegou em casa e fechou a porta e colocar os braços para cima como este e disse: 'Papai, mamãe, você tem um novo filho. Fui salvo e Jesus é meu Senhor e Ele é meu Salvador. E ele bateu me para um laço. Eu não quero fumar, eu não queria beber minha cerveja, eu pensei, 'o que meu rapaz?' "," Meu deus ", ele disse," Eu deveria ter-lhe mostrado o caminho. ""O meu rapaz tem salvo?" ele disse: "Meu rapaz, se é que isso aconteceu?" "Ah", disse ele, "não há a. .." (Acho que eles chamam de sasinack Inglês?) "Sasinack pregando lá na igreja e eu fui." "Oh", diz ele, "esses são boa gente, eles são as pessoas só têm uma reunião rua logo ali na cruz. Agora, rapaz", disse, "você estará em boa companhia se você ficar com essas pessoas. " - Isso foi um bom testemunho para um comunista Ele disse: "Você sabe, se o meu rapaz foi salvo, se ele precisava de poupança, com certeza eu preciso." Você sabe que grande homem áspero que parecia que ele poderia ter se virou e me jogado para a direita através do prédio, ele só chorava como uma criança. Ele disse: "Eu sou um pecador, eu preciso de um Salvador. Vou fazer tudo o que me dizer." Eu disse, "só há uma coisa a fazer:. Quebrar seu coração na cruz Não faça nenhuma desculpa dizer:." Eu sou um pecador, um pecador que confiam em Jesus, e venha para um perdão de Deus não pode negar. e Ele vai levar pra dentro "
Bem, eu não voltar para aquela cidade por alguns anos. Quando eu preguei novamente naquela igreja imponente, a guerra tinha acabado. Enquanto nós nos sentamos lá o pastor, James Baxter McClagen, disse-me: "Irmão Ravenhill, você vê que o homem bem vestido ali na esquerda, aquele com o colar branco em Scotch and the ..." "Sim", eu disse. "Isso é Wilson." Ele não toca uma campainha. "Wilson. Oh ..." Ele diz: "vamos lá. Você se lembra do comunista que se salvou porque o seu rapaz levantou-se e testemunhou ..." "Sim". Ele disse: "Bem, isso é ele. Você sabe, ele é sobre o mais forte cristão na igreja. Cara, você pode confiar em que o homem, ele é tão certo como o amanhecer. E como uma questão de fato, ele quer que você vá para a sua casa para uma refeição. "
Fui para a casa e toda a família tinha ficado guardado, filhas adolescentes, a mãe chegou de volta a Deus ... Eu olhei para a casa, foi maravilhosamente pintado, muito bem feito e acrescentou: "Sabe, Sr. Ravenhill, eu era o tipo de cara que queria acertar o mundo, e eu não estava bem mesmo." E ele disse: "Eu vou te dizer o quanto a mudança que faz: Jesus Cristo não só mudou a minha vida, Ele mudou toda a casa eu não estava satisfeito, mesmo a viver na favela que eu estava dentro eu pensei, '. Não este não é o lugar que deveria ser. " Eu descobri o Evangelho fez isso: me conheceu pessoalmente, ele me encontrou no mercado interno, ele me encontrou socialmente Porque eu tenho sido capaz de voltar atrás na fábrica e dizer aos homens que do milagre do Evangelho, que ele tirou o. hábito. E o que eu estava xingando outras pessoas para que eu tinha em mim. Eu tinha dinheiro, mas eu passei o licor de fumar, todas as outras coisas, e desde que Cristo veio, Ele mudou completamente e revolucionou a minha vida. " Esse é o Evangelho, que é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. Este é um exemplo clássico na minha mente.Novamente, "Ele vos vivificou que estavam mortos em ofensas e em pecado."

Deixe-me ver Colossenses 3:1 e 2 antes de terminar. Paulo diz: "Se vós, pois já ressuscitastes com Cristo, buscai as cousas lá do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus. Defina o seu carinho nas coisas do alto, não nas coisas" que estão em baixo. " 
O destino é este: que a vida é a vida acima. 
O projeto é este: definir o seu carinho por eles. 
É uma coisa a Deus para torná-la possível, é outra coisa para nós que a coisa apropriada. Passo para trás um minuto em Colossenses. Ele diz ainda que Romanos diz no versículo 12 do capítulo 2: "Sepultados com ele no batismo, no qual também fostes ressuscitados mediante a fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos E você, sendo morto em. seus pecados e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando todas as ofensas, "Agora, versículo 20:" Portanto, se estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, porque, como se vivêsseis no mundo, são vos sujeitais ainda a ordenanças, (; não gosto, não toque não apalpam; "Que perecem pelo uso")? segundo os preceitos e doutrinas dos homens " Agora 03:01 capítulo "Se vós, pois já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que estão acima, 'onde' Cristo está assentado à direita de 'Pai'"


Eu vou acabar com essa: "Olha, Paulo, para mim, é 
the most mature Christian that ever lived, 
the most successful ministry, 
the man who had such revelations that God said keep your mouth closed about it! (I sometimes wonder if he had a preview of what John finally saw in the book of the Revelation, but God says you can't say a word about it. Somebody else is going to do it). Here is a man who's reached the peak, as it were, of spirituality and yet he says, "that I may know Him and the power of His resurrection." The resurrection of Jesus Christ ended all His ministry. It made a final, complete separation, and He had perfect peace when He lost the crowd, when He lost His miracle ministry. When he wasn't teaching the basic laws of His Kingdom, the Kingdom of Love, nor Teaching the Sermon on the Mount. And He was contented just to walk, walk, walk in His resurrection life. Are you and I as contented as that? This man says, "Look, I'm in prison." I'm sure he was, because at the end of his epistle he says, "Listen, there are saints in Ceasars household." And I think maybe he was in a basement chained up down there. And again he did not ask for deliverance, he says, "You know, that resurrection power that quickened Him, I want that resurrection." It says here what it says nowhere else in the New Testament: "I want to attain the out resurrection from the dead. He is talking, I believe, about the out resurrection from the dead, but he is also talking about that resurrection power. Why? Because he says, "If you are risen with Christ, seek those things which are above." Not things earthly, sensual, devilish. Have as little as you can with it. Seek the lofty things, the holy things, the life of prayer, the life of inspiration, the life of joy in the Spirit. Remind yourself now, not when you "shuffle off this mortal coil." Tell yourself every morning: EVEN NOW I'M A CHILD OF GOD. Sure the world will rough me up. It roughed Him up. "Is this vile world a friend to Grace to help us on to God?" No sir, it's not. As Tozer used to say, "Len, remember, keep this in your mind. Remember this: that while you and I are on earth we are passing through enemy territory." Yes, it's hostile country. The old enemy is going to shoot darts at us. Oppositions are going to come. We are speckled birds . The world doesn't like what we do. Doesn't like what we say. Doesn't like the way we act. It is a 
corrupt, 
mal, 
sinful, 
wicked world. 
It follows its god. 
It is ruled by the prince of the power of the air. 
There is an eternal antagonism between the two. 
But keep your head up. Remember that you can draw day by day, by day, by day, hour by hour, moment by moment on the resurrection life of Jesus, because the resurrection life of Jesus is the Spirit of Him who raised up Jesus form the dead.


The older I get the more I realize every work of the Holy Spirit is majestic. He gave us this Word, and I thank God it doesn't go moldy like the bread to the children of Israel. They kept it too long, it went moldy. Well, this has been round two thousand years, its sweeter than honey in the honey comb. It's more precious. The Holy Ghost made it. Holy men of God spoke as they were moved by the Holy Ghost. The Church, which is His body, was the creation of the Holy Ghost. The Child in the womb of the virgin Mary was conceived by the Holy Ghost. The dead in Christ He's going to raise. And in that raising, gone is every sin that man has ever committed from here back to eternity... If a man will come...no matter what kind of sin it is. You can rate it as you like... put it in different categories, makes no difference. The Word of God says that Jesus was raised from the dead and He dieth no more. And because He lives we shall live also. 
A morte do Senhor Jesus, a cruz, prova do amor de Deus. 
A ressurreição demonstra o poder de Deus. 
And "if He were risen from the dead," 
God intended we have under our feet what He had: 
O mundo, 
a carne, 
o diabo. 
Jesus is risen . He's cut off from the world. He lives in it, but He is not of it. Again, I can't explain what this does to me, but when I think that for 40 days and nights He didn't say a word to the world. When I think that for 2000 years He's never bothered with the Jews. Makes me wonder...if God turns His back on America before long we are in for an awful, awful lot of trouble. Worse than we've ever dreamed of. Maybe if Gabriel could shout a word to America right now, or to England, or to Australia, so called civilized countries, he'd say, what Jesus said: "Oh, Jerusalem, oh Corazin, oh Bethsaida, if thou knewest the day of thy visitation." We don't know how blessed we are... We've food, we've clothing. You think it might take a judgment, or prison to get some people really together? To break down bad spirits, and unforgiving spirits, and hardness of heart? Will it have to be done in tears, because it hasn't been done at the cross through the love of the Lord Jesus?


Let's aspire, by the grace of God, day by day.

Lets say with Paul: "That we may know Him and the power of His resurrection, and the fellowship..." I'm not asking to slip out of the fellowship. The Church of Jesus is suffering and I want to suffer with them in that sense, as best I can in spirit, and maybe we'll do it physically. "That I might know Him and the power of His resurrection and the fellowship of His suffering, being made conformable to His death."

Because if I really died. If that baptism I went into is a symbol only of something that had happened at the moment Jesus died, I died with Him. The moment that He rose, I rose with Him... And I am not dragging a withered limb. He did a complete job. Sure there are corrections, there are improvements, there is growth in grace. But He died that we might be cleansed, 
He died that we might be pure, 
He died that we might lead a victorious life. 
The resurrection life of Jesus quickening our mortal bodies. One day that resurrection will actually take place in a triumphant shattering of all the graves. They are going to come "from earth's wide bounds and ocean's farthest coasts, through gates of pearls will stream in a countless host, singing to Father, Son, and Holy Ghost, Alleluia. Won't it be wonderful to sit down with Paul and ask what he really meant about this resurrection power?


Lets keep reading, 
and lets keep believing, 
and lets keep obeying.


ORAÇÃO: 
Father we thank you. We are so glad again we have not followed a cunningly devised fable. We thank you for the revelation of truth which is eternal. We pray for an expansion of vision. An expansion of revelation. A deeper willingness to go further with Thee than we have gone before. That we may go and walk circumspectly, that if You would appear at our side, we wouldn't embarrass You, because we are walking in the place of obedience. Let Your blessing be upon



REPRODUÇÃO COPYRIGHT / LIMITAÇÕES: Este arquivo de dados é propriedade exclusiva de Leonard Ravenhill. Não pode ser alterado ou editado de nenhuma maneira. Ele pode ser reproduzido apenas na sua totalidade para circular como "freeware", sem custos. Todas as reproduções dos dados deste arquivo devem conter o aviso de direitos autorais (ie, "Copyright (C) 1996 por Leonard Ravenhill, Lindale, Texas"). Este arquivo de dados não pode ser utilizada sem a permissão de Leonard Ravenhill para a venda ou promoção de qualquer outro produto à venda. Isto inclui todo o seu conteúdo com a exceção de um breve algumas citações. Por favor, dê o crédito de origem a seguir: Copyright (C) 1996 por Leonard Ravenhill, Lindale, Texas - http://www.ravenhill.org/ 

O Mito do Livre Arbítrio - Water Chantry



Walter Chantry, nascido em 1938, foi pastor da Grace Baptist Church em Carlisle, PA, EUA por 39 anos, até o ano de 2002. Chantry recebeu seu Mdiv pelo seminário teológico Westminster, PA, foi editor da revista “The Banner of Truth” e é escritor e preletor em conferências teológicas.

A maioria das pessoas diz que crê no “livre-arbítrio”. Você tem alguma idéia do que isso significa? Acredito que você achará grande quantidade de superstição sobre este assunto. A vontade é louvada como o grande poder da alma humana, que é completamente livre para dirigir nossa vida. Mas, do que ela é livre? E qual é o seu poder?

O mito da liberdade circunstancial

Ninguém nega que o homem tem vontade – ou seja, a capacidade de escolher o que ele quer dizer, fazer e pensar. Mas, você já refletiu sobre a profunda fraqueza de sua vontade? Embora você tenha a habilidade de fazer uma decisão, você não tem o poder de realizar seu propósito. A vontade pode planejar um curso de ação, mas não tem nenhum poder de executar sua intenção.

Os irmãos de José o odiavam. Venderam-no para ser um escravo. Mas Deus usou as ações deles para torná-lo governador sobre eles. Escolheram seu curso de ação para fazer mal a José. Mas, em seu poder, Deus dirigiu os acontecimentos para o bem de José. Ele disse: “Vós, na verdade, intentastes o mal contra mim; porém Deus o tornou em bem” (Gn 50.20).

E quantas de nossas decisões são terrivelmente frustradas? Você pode escolher ser um milionário, mas a providência de Deus talvez o impedirá. Você pode decidir ser um erudito, mas a saúde ruim, um lar instável ou a falta de condições financeiras podem frustrar sua vontade. Você escolhe sair de férias, mas, em vez disso, um acidente de automóvel pode enviar-lhe para o hospital.

Por dizer que sua vontade é livre, certamente não estão queremos dizer que isso determina o curso de sua vida. Você não escolheu a doença, a tristeza, a guerra e a pobreza que o têm privado de felicidade. Você não escolheu ter inimigos. Se a vontade do homem é tão poderosa, por que não escolhemos viver sem cessar? Mas você tem de morrer. Os principais fatores que moldam a sua vida não se devem à sua vontade. Você não seleciona sua posição social, sua cor, sua inteligência, etc.

Qualquer reflexão séria sobra a sua própria experiência produzirá esta conclusão: “O coração do homem traça o seu caminho, mas o Senhor lhe dirige os passos” (Pv 16.9). Em vez de exaltar a vontade humana, devemos humildemente louvar o Senhor, cujos propósitos moldam a nossa vida. Como Jeremias confessou: “Eu sei, ó Senhor, que não cabe ao homem determinar o seu caminho, nem ao que caminha o dirigir os seus passos” (Jr 10.23).

Sim, você pode escolher o que quer e pode planejar o que fará, mas a sua vontade não é livre para realizar qualquer coisa contrária aos propósitos de Deus. Você também não tem o poder de alcançar seus objetivos, mas somente aqueles que Deus lhe permite alcançar. Na próxima vez que você tiver tão enamorado de sua própria vontade, lembre a parábola de Jesus sobre o homem rico. O homem rico disse: “Farei isto: destruirei os meus celeiros,reconstruí-los-ei maiores e aí recolherei todo o meu produto e todos os meus bens... Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma” (Lc 12.18-21). Ele era livre para planejar, mas não para realizar. O mesmo acontece com você.


O mito da liberdade ética

A liberdade da vontade é citada como um fator importante em tomar decisões morais. Diz-se que a vontade do homem é livre para escolher entre o bem e o mal. Novamente temos de perguntar: do que ela é livre? E o que a vontade do homem é livre para escolher?

A vontade do homem é o seu poder de escolher entre alternativas. Sua vontade decide realmente suas ações dentre várias opções. Você tem a capacidade de dirigir seus próprios pensamentos, palavras e atos. Suas decisões não são formadas por uma força exterior, e sim dentro de você mesmo. Nenhum homem é compelido a agir em contrário a sua vontade, nem forçado a dizer o que ele não quer dizer. Sua vontade guia suas ações.

Isso não significa que o poder de decidir é livre de todas as influências. Você faz escolhas baseado em seu entendimento, seus sentimentos, nas coisas de que gosta e de que não gosta e em seus apetites. Em outras palavras, a sua vontade não é livre de você mesmo! As suas escolhas são determinadas por seu caráter básico. A vontade não é independente de sua natureza, e simescrava dela. Suas escolhas não moldam seu caráter, mas seu caráter guia suas escolhas. A vontade é bastante parcial ao que você sabe, sente, ama e deseja. Você sempre escolhe com base em sua disposição, de acordo com a condição de seu coração.

É por essa razão que a sua vontade não é livre para fazer o bem. Sua vontade é serva de seu coração, e seu coração é mau. “Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração” (Gn 6.5). “Não há quem faça o bem, não há nem um sequer” (Rm 3.12). Nenhum poder força o homem a pecar em contrário à sua vontade; os descendentes de Adão são tão maus que sempre escolhem o mal.

Suas decisões são moldadas pelo seu entendimento, e a Bíblia diz sobre todos os homens: “Antes, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato” (Rm 1.21). O homem só pode ser justo quando deseja ter comunhão com Deus, mas “não há quem busque a Deus” (Rm 3.11). Seus desejos anelam pelo pecado, e, por isso, você não pode escolher a Deus. Escolher o bem é contrário à natureza humana. Se você escolher obedecer a Deus, isso será resultado de compulsão externa. Mas você é livre para escolher, e sua escolha está escravizada à sua própria natureza má.

Se carne fresca e salada fossem colocadas diante de um leão faminto, ele escolheria a carne. Isso aconteceria porque a natureza do leão dita a escolha. O mesmo se aplica ao homem. A vontade do homem é livre de força exterior, mas não é livre das inclinações da natureza humana. E essas inclinações são contra Deus. O poder de decisão do homem é livre para escolher o que o coração humano dita; portanto, não há possibilidade de um homem escolher agradar a Deus sem a obra anterior da graça divina.

O que muitas pessoas querem expressar quando usam o termo livre-arbítrio é a idéia de que o home é, por natureza, neutro e, por isso, capaz de escolher o bem ou o mal. Isso não é verdade. A vontade humana e toda a natureza humana é inclinada continuamente para o mal. Jeremias perguntou: “Pode, acaso, o etíope mudar a sua pele ou o leopardo, as suas manchas? Então, poderíeis fazer o bem, estando acostumados a fazer o mal” (Jr 13.23). É impossível. É contrário à natureza. Portanto, os homens necessitam desesperadamente da transformação sobrenatural de sua natureza, pois sua vontade está escravizada a escolher o mal.

Apesar do grande louvor que é dado ao “livre-arbítrio”, temos visto que a vontade do homem não é livre para escolher um curso contrário aos propósitos de Deus, nem é livre para agir em contrário à sua própria natureza moral. A sua vontade não determina os acontecimentos de sua vida, nem as circunstâncias dela. Escolhas éticas não são formadas por uma mente neutra, são sempre ditadas pelo que constitui a sua personalidade.


O mito da liberdade espiritual

No entanto, muitos afirmam que a vontade humana faz a decisão crucial de vida espiritual ou de morte espiritual. Dizem que a vontade é totalmente livre para escolher a vida eterna oferecida em Jesus ou rejeitá-la. Dizem que Deus dará um novo coração a todos que, pelo poder de seu próprio livre-arbítrio, escolherem receber a Jesus Cristo.

Não pode haver dúvida de que receber a Jesus Cristo é um ato da vontade humana. É freqüentemente chamado de “fé”. Mas, como os homens chegam a receber espontaneamente o Senhor? A resposta habitual é: “Pelo poder de seu próprio livre-arbítrio?” Como pode ser isso? Jesus é um Profeta – e receber a Jesus significa crer em tudo que ele diz. Em João 8.41-45, Jesus deixou claro que você é filho de Satanás. Esse pai maligno odeia a verdade e transmitiu, por natureza, essa mesma propensão ao seu coração. Por essa razão, Jesus disse: “Porque eu digo a verdade, não me credes”. Como a vontade humana escolherá crer no que a mente humana odeia e nega?

Além disso, receber a Jesus significa aceitá-lo como Sacerdote – ou seja, utilizar-se dele e depender dele para obter paz com Deus, por meio de seu sacrifício e intercessão. Paulo nos diz que a mente com a qual nascemos é hostil a Deus (Rm 8.7). Como a vontade escapará da influência da natureza humana que foi nascida com uma inimizade violente para com Deus? Seria insensato a vontade escolher a paz quando todo as outras partes do homem clamam por rebelião.

Receber a Jesus também significa recebê-lo como Rei. Significa escolher obedecer seus mandamentos, confessar seu direito de governar e adorá-lo em seu trono. Mas a mente, as emoções e os desejos humanos clamam: “Não queremos que este reine sobre nós” (Lc 19.14). Se todo o meu ser odeia a verdade de Jesus, odeia seu governo e odeia a paz com Deus, como a minha vontade pode ser responsável por receber a Jesus? Como pode um pecador que possui tal natureza ter fé?

Não é a vontade do homem, e sim a graça de Deus, que tem ser louvada por dar a um pecador um novo coração. A menos que Deus mude o coração, crie um novo espírito de paz, veracidade e submissão, a vontade do homem não escolherá receber a Jesus Cristo e a vida eterna nele. Um novo coração tem de ser dado antes que um homem possa escolher, pois a vontade humana está desesperadamente escravizada à natureza má do homem até no que diz respeito à conversão. Jesus disse: “Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo” (Jo 3.7). A menos que você nasça de novo, jamais verá o reino de Deus.

Leia João 1.12-13. Essa passagem diz que aqueles que crêem em Jesus foram nascidos não “da vontade do homem, mas de Deus”. Assim como a sua vontade não é responsável por sua vinda a este mundo, assim também ela não é responsável pelo novo nascimento. É o seu Criador que tem de ser agradecido por sua vida. E, “se alguém está em Cristo, é nova criatura” (2 Co 5.17). Quem escolheu ser criado? Quando Lázaro ressuscitou dos mortos, ele pôde, então, escolher obedecer o chamado de Cristo, mas ele não pôde escolher vir à vida. Por isso, Paulo disse em Efésios 2.5: “Estando nós mortos em nossos delitos, [Deus] nos deu vida juntamente com Cristo, — pela graça sois salvos” (Ef 2.5). A fé é o primeiro ato de uma vontade que foi tornada nova pelo Espírito Santo. Receber a Cristo é um ato do homem, assim como respirar, mas, primeiramente, Deus tem de dar a vida.

Não é surpreendente que Martinho Lutero tenha escrito um livro intitulado A Escravidão da Vontade, que ele considerava um de seus mais importantes tratados. A vontade está presa nas cadeias de uma natureza humana má. Você que exalta, com grande força,  o livre-arbítrio está se agarrando a uma raiz de orgulho. O homem, caído no pecado, é totalmente incapaz e desamparado. A vontade do homem não oferece qualquer esperança. Foi a vontade, ao escolher o fruto proibido, que nos colocou em miséria. Somente a poderosa graça de Deus oferece livramento. Entregue-se à misericórdia de Deus para a sua salvação. Peça ao Espírito de Graça que crie um espírito novo em você.

Traduzido por: Wellington Ferreira
Copyright© Walter Chantry
©Editora Fiel

Traduzido do original em inglês: The Myth of Free Will extraído do site: www.the-highway.com/Myth.html
O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e / ou tradução e que informe os créditos tanto de autoria, como de tradução e copyright. Em caso de dúvidas, faça contato com a Editora Fiel.

Marcadores

(I Pedro 5:8) (1) 1 Coríntios (3) 1 Pedro (1) 1Pedro (1) 2 Pedro (2) A (1) A palavra da Cruz é Loucura (3) A Parábola do Rico e Lázaro (1) a Semente e os Solos (1) A Volta de Jesus (4) A. W. Tozer (36) A.W Pink (2) Abandonado (1) Aborto (9) Adoração (18) Agostinho (1) Aids (1) Alegria (22) Aliança (1) Alívio (1) Almas (17) Amarás o Próximo (1) Amargura (1) Amém (3) Amizade (5) Amor (70) Anátema (1) Angústia (2) Animais (1) Anjos (3) Anorexia (1) Ansiedade (5) Anticristo (2) Antidepressivo (1) Antigo Testamento (1) Apocalipse (10) Apostasia (5) Apóstolo Paulo (4) Arca de noé (2) Arrebatamento (3) Arrependimento (22) Arrogância (1) Arthur W. Pink (5) As Igrejas de todos os Tipos e para todos os Gostos (1) Ateísmo (4) Ateus (5) Augustus Nicodemus (2) Autoridade (4) Avareza (1) Aviso (2) Avivamento (10) Batalha Espiritual (7) Batismo (4) Bebida Alcóolica (1) Benção (2) Bíblia (49) Boas Novas (1) Bullying (1) Cálice (2) Calvinismo (2) Campanhas no Facebook (1) Cansado (1) Caráter (4) Carnal (1) Carnaval (2) Carne (11) Carta de Deus e do Inferno (2) Carter Conlon (1) Casamento (32) Castigo (1) Catolicismo.Religiao (1) Céu (14) Chamados ao primeiro amor (5) Charles Haddon Spurgeon (274) Cigarro (1) Circo ou Igreja? (1) Cirurgia Plástica (1) Citações Redes Sociais (2) Clodoaldo Machado (1) Cobiça (1) Comunhão (4) Comunidade no Orkut (1) Conhecendo as Histórias da Bíblia (1) Conhecimento (2) Consciência (2) Consolador (3) Copa do Mundo (1) Coração (31) Coragem (4) Corra (1) Corrompidos (1) Cosmovisão Cristã (1) Crer em Jesus (3) Criação (3) Criança (7) Cristãos (60) Cristianismo (19) Cristo (85) Crucificaram (1) Cruz (29) Culto (2) Cultura (4) Cura (6) David Wilkerson (43) Demônio (4) Dennis Allan (23) Denominações (1) Dependência (2) Depravação Humana (11) Depressão (6) Desanimado e fraco (11) Descanso (1) Desejo (1) Desenhos para Crianças (9) Deserto (1) Desigrejados (1) Desonra (1) Desprezado e Rejeitado (3) Desviado (5) Deus (328) Devoção (1) Diabo (9) Dinheiro (11) Discernimento (1) Discipulado (7) Discípulos Verdadeiros (4) Divórcio (9) Divulgue esse Blog (2) Dízimos e Ofertas (3) Dons Espirituais (1) Dor (6) Dores de Parto (1) Doutrinas (5) Dr J.R (1) Drogas (1) Dúvidas (1) Eclesiastes (1) Ego (1) Enganados (1) Envelhecer com Deus (1) Equilibrio (1) Errando (2) Escolha (2) Escolhidos De Deus (10) Escravo por Amor (2) Esforço (1) Esperança (8) Espíritismo (1) Espirito Santo (27) Espirituais (35) Estudo da Bíblia (257) Estudo Livro de Romanos por John Piper (17) Estudo Livro de Rute por John Piper (5) Eternidade (10) Eu Não Consigo (1) Evangelho (76) Evangelho da Prosperidade (13) Evangelho do Reino (1) Evangelismo (5) Evangelizar pela Internet (7) Evolução (1) Exaltação (1) Êxodo (1) Exortação (3) Ezequiel (1) Falar em Linguas (3) Falsos Profetas(Enganação) (17) Família (16) Fariseus (3) (49) Felicidade (6) Festas do Mundo (1) Festas juninas(São João) (1) Fiél (3) Filmes Bíblicos (43) Finais dos Tempos (11) Força (1) Fruto (8) Futebol (1) Gálatas (1) George Müller (1) George Whitefield (2) Glória (44) Graça (47) Gratidão (3) Guerra (4) Hebreus (1) Heresias (3) Hernandes Lopes (110) Hinos (1) Homem (46) Homossexual (6) Honra (1) Humanismo (1) Humildade (9) Humilhado (8) Idolatria (12) Idoso (1) Ignorância (1) Igreja (79) Ímpios (1) Incentivo (1) Incredulidade (2) Inferno (8) Ingratidão (2) Inimigo (2) Inquisição Católica (1) Intercessão (1) Intercessor (1) Intervenção (9) Intimidade (1) Inutéis (1) Inveja (1) Ira (12) Isaías (1) J. C. Ryle (9) James M. Boice (1) Jejum (4) Jeremias (2) Jesus (88) (1) João (4) João Calvino (145) Jogos VIDEO GAMES (2) John Owen (15) John Pipper (587) John Stott (28) John Wesley (1) Jonathan Edwards (92) José (1) Joseph Murphy (1) Josué Yrion (8) Jovens (15) Julgamento (20) Justiça (2) Lave os pés dos seus irmãos Vá em busca dos perdidos e fale do amor de Deus (1) Leão da Tribo de Judá (1) Legalismo vs. Bem-Aventuranças (1) Leonard Ravenhill (52) Liberdade (10) Língua (5) Livre arbítrio (10) Livros (67) Louvor (4) Lutar (7) Maçonaria e Fé Cristã (1) Mãe (2) Mal (18) Maldições Hereditárias (3) Manifestações Absurdas (2) Marca da Besta (1) Mártires (5) Martyn Lloyd-Jones (173) Masturbação (2) Mateus (2) Maturidade (2) Médico dos Médicos (1) Medo (2) Mefibosete (1) Mensagens (372) Mentira (8) Milagres (2) Ministério (10) Misericórdia (13) Missão portas abertas (21) Missões (27) Missões Cristãos em Defesa do Evangelho (1) Monergismo (1) Morrendo (12) Morte (43) Morte de um ente querido que não era crente (1) Mulher (11) Mulheres pastoras (2) Mundanismo (3) Mundo (28) Murmuração (3) Músicas (38) Músicas nas Igrejas.Louvor (8) Namoro ou Ficar (12) Natal (4) Noiva de Cristo (2) Nosso Corpo (1) Novo convertido (10) Novo Nascimento (11) O Semeador (1) O Seu Chamado (13) Obediencia (8) Obras (15) Obreiros (2) Observador (2) Oração (67) Orgulho (10) Orgulho Espiritual (1) Orkut (1) Paciência (7) Pai (1) Pais e Filhos (21) Paixão (3) Paixão de Cristo (2) Parábola Filho Pródigo (2) Parábolas (9) participe do nosso grupo e curta nossa página! (1) Páscoa (1) Pastor (18) Paul Washer (216) Paulo Junior (239) Paz (4) Pecado (106) Pecadores (12) Pedofilia (2) Perdão (16) perse (1) Perseguição (13) Pobre (4) Poder (18) Por que tarda o pleno Avivamento? (3) Pornografia (8) Porque Deus permite o sofrimento dos inocentes (2) Porta Estreita (2) Pregação (24) PREGAÇÕES COMPLETAS INTRODUÇÃO ESCOLA DE OBREIROS (1) Profecias (3) Profetas (3) Prostituição (2) Provação (2) Provar o Evangelho Para Aqueles que Não acreditam Na Bíblia (1) Provérbios (1) Púlpito (3) Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma (1) R. C. Sproul (29) Realidade (1) Rebelde (1) Redes Sociais (2) Reencarnação (2) Refletindo Sobre Algumas coisas (1) Reforma e Reavivamento (1) Reforma Protestante (3) Refúgio (2) Regeneração (16) Rei (3) Relativismo (1) Religião (7) Renúncia (2) Ressuscitou (5) Revelação (1) Ricardo Gondim (1) Richard Baxter (7) Rico (12) Romanos (20) Roupas (1) Rupert Teixeira (4) Rute (5) Sabedoria (12) Sacrifício (3) Salvação (45) Sangue de Cristo (3) Santa Ceia (2) Santidade (34) Satanás (15) Secularismo (1) Segurança Completa (1) Seitas (3) Semente (1) Senhor (10) Sensualidade (2) Sermão da Montanha (2) Servos Especiais (4) Sexo (8) Sinais e Maravilhas (2) Soberba (1) Sofrimento (24) Sola Scriptura (1) Sola Scriptura Solus Christus Sola Gratia Sola Fide Soli Deo Gloria (4) Soldado (1) Sozinho (3) Steven Lawson (12) Submissão (1) Suicídio (2) Televisão um Perigo (8) Temor (4) Tempo (5) Tentação (9) Teologia (2) Teologia da Prosperidade (4) Tesouro que foi achado (4) Tessalonicenses 1 (1) Testemunhos (29) Thomas Watson (17) Tim Conway (38) Timóteo (1) Todo homem pois seja pronto para ouvir tardio para falar tardio para se irar Tiago 1.19 (1) Trabalho (2) Tragédia Realengo Rio de Janeiro (2) Traição (4) Transformados (1) Trevas e Luz (2) Tribulação (10) Trindade (2) Tristeza (5) Trono branco (2) Tsunami no Japão (2) tudo (231) Uma Semente de Amor para Russia (1) Unção (3) Ungir com Óleo (1) Vaidade (3) Vaso (2) Velho (1) Verdade (30) Vergonha (3) Vestimentas (1) Vícios (6) Vida (39) Vincent Cheung (1) Vitória (5) Vontade (1) Votação (1) Yoga (1)

Comentários:

Mensagem do Dia

O homem, cujo tesouro é o Senhor, tem todas as coisas concentradas nEle. Outros tesouros comuns talvez lhe sejam negados, mas mesmo que lhe seja permitido desfrutar deles, o usufruto de tais coisas será tão diluído que nunca é necessário à sua felicidade. E se lhe acontecer de vê-los desaparecer, um por um, provavelmente não experimentará sensação de perda, pois conta com a fonte, com a origem de todas as coisas, em Deus, em quem encontra toda satisfação, todo prazer e todo deleite. Não se importa com a perda, já que, em realidade nada perdeu, e possui tudo em uma pessoa Deus de maneira pura, legítima e eterna. A.W.Tozer

"A conversão tira o cristão do mundo; a santificação tira o mundo do cristão." JOHN WESLEY"

Minha foto

Darliana+ Missões Cristãos em Defesa do Evangelho+✿Apenas uma alma que foi resgatada através da graça e misericórdia de Deus,Dai de graça o que de graça recebeste' (Mt. 10,8). Latim para estar em consonância com as cinco teses que dão sustentação ao “pensamento”e à vida do genuíno cristão reformado: sola scriptura,sola gratia, sola fide,solus christus, soli deo gloria. E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." (João 8 : 32) "Um cristão verdadeiro é uma pessoa estranha em todos os sentidos." Ele sente um amor supremo por alguém que ele nunca viu; conversa familiarmente todos os dias com alguém que não pode ver; espera ir para o céu pelos méritos de outro; esvazia-se para que possa estar cheio; admite estar errado para que possa ser declarado certo; desce para que possa ir para o alto; é mais forte quando ele é mais fraco; é mais rico quando é mais pobre; mais feliz quando se sente o pior. Ele morre para que possa viver; renuncia para que possa ter; doa para que possa manter; vê o invisível, ouve o inaudível e conhece o que excede todo o entendimento." A.W.Tozer✿

Postagens Populares

Bíblia OnLine - Leitura e Audio

Bíblia OnLine - Leitura e Audio
Alimentar-se da Palavra "Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração." (Hebreus 4 : 12).Erram por não conhecer as Escrituras, e nem o poder de Deus (Mateus 22.29)Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo. Apocalipse 1:3

Feed: Receba Atualizações Via Email

Coloque o seu endereço de email e receba atualizações e conteúdos exclusivos:

Cadastre seu E-mail.Obs.: Lembre-se de clicar no link de confirmação enviado ao seu e-mail.