Tradutor

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

15 de nov de 2010

Nosso Sumo-Sacerdote - João Calvino


Tendo, pois... (Hb 4.14,15). O autor até agora esteve falando do apostolado de Cristo; e aqui ele volta ao seu segundo ofício. Afirmamos acima que quando o Filho de Deus nos foi enviado, lhe foi atribuído um duplo caráter, a saber: de Mestre e de Sacerdote. Uma vez tendo exortado os judeus a abraçarem a doutrina de Cristo e a obedecê-la, o apóstolo mostra os benefícios que seu sacerdócio trouxe. Esta é a segunda das duas partes do argumento com o qual ele está tratando. Ele conecta seu sacerdócio ao seu apostolado de forma muito hábil, quando diz que o alvo de ambos é conduzir-nos a Deus. Ele usa um termo inferencial,pois, porque antes havia tocado esta verdade: que Cristo é nosso Sumo Sacerdote. Mas, visto que o poder de seu sacerdócio só pode ser visto dentro de sua doutrina, fazia-se necessário que nos abrisse esse caminho a fim de preparar nossa mente para dispô-la a ouvir a Cristo. Àqueles que o reconhecem como Mestre, que se entregaram a ele como seus discípulos voluntários, resta-lhes aprender de seus lábios ou em sua escola quais são os benefícios, a utilidade e o propósito de seu sacerdócio.
Ele começa, dizendo: Tendo, pois, um grande sumosacerdote que penetrou o céu, Jesus, o Filho de Deus, conservemos firme a nossa confissão. Confissão, aqui,como também acima, é usada metonimicamente para/e. Visto que seu sacerdócio deve servir como confirmação de sua doutrina, o apóstolo conclui que não há nenhuma razão para pôr em dúvida ou vacilar na fé do evangelho, o qual o Filho de Deus já aprovou e ratificou. Aqueles que consideram esta doutrina como algo não confirmado, desonram o Filho de Deus, bem como o privam de sua honra na qualidade de Sacerdote. Um penhor de tal gênero e de tal extensão deve servir para aumentar nossa confiança, ao pormos, sem hesitação, nossa fé no evangelho.
15. Porque não temos... etc. Ao nome do Filho de Deus, o qual o autor tem mencionado, pertence essa majestade quenos impele ao temor e à obediência. Porém, se nãodivisássemos nada mais em Cristo, nossas consciências nãoficariam pacificadas. Quem dentre nós não se espantaria àvista do Filho de Deus, especialmente quando lembramos denossa própria condição e nossos pecados vêm à nossa mente? Além disso, poderia haver outro obstáculo para os judeus, visto que estavam habituados ao sacerdócio levítico. Nele vimos um singular mortal escolhido dentre todos os demais que entrava no Santo dos Santos para reconciliar seus irmãos com Deus, através de suas orações. E algo incomensurável que o mediador, que pode desviar a ira divina contra nós, seja ele mesmo um dentre nós. Esse engodo poderia ter enganado os judeus, perpetuando seu apego ao sacerdócio levítico, se o apóstolo não o antecipasse e não tivesse mostrado que o Filho de Deus não só excedeu em glória, mas que também estava investido de semelhante benevolência e compaixão para conosco.
Ele se preocupa com essa verdade quando diz que Cristopode condoer-se de nossas fraquezas a fim de ser-nossolidário. Com referência à palavra grega traduzida [simpatia, condolência], não me sinto disposto a argumentar com demasiado rigor. A pergunta se Cristo está agora sujeito às nossas dores é frívola e não menos revestida de curiosidade. O apóstolo não tinha a intenção de aborrecer-nos com tais argumentos e vãs especulações, e, sim, simplesmente ensinar-nos que, já que Cristo tem suas mãos estendidas para nós, não temos necessidade de buscar um mediador muito longe. Não há razão alguma para temermos a majestade de Cristo, já que ele é nosso Irmão; e não há razão alguma para vivermos amedrontados, imaginando que ele não percebe nossos males e não é tocado por algum sentimento de humanidade para oferecer-nos seu auxílio, visto que ele já tomou sobre si nossas enfermidades ou fraquezas, a fim de estar melhor habilitado a socorrer.
Todo o teor do argumento do apóstolo consiste em que omesmo deve ser considerado à luz do contexto do significado da fé, porque ele não discute a natureza de Cristo em si mesma, mas de sua natureza como ele se nos revela. Ele toma semelhança no sentido daquela parte de nossa natureza pela qual significa que Cristo se vestiu de nossos sentimentos mais do que de nossa carne, não só para revelar-nos ser ele genuinamente homem, mas para aprender, através da própria experiência, a socorrer-nos em nossa miséria, e não porque como Filho de Deus necessitasse de tal instrução, mas porque só assim poderíamos compreender a preocupação que ele sente por nossa salvação. Sempre que labutarmos sob as fragilidades de nossa carne, tenhamos em mente que o Filho de Deus as experienciou também, para que nos encorajemos por seu poder, no caso de nos sentirmos esmagados por elas.
É possível que alguém pergunte aqui qual o significado deenfermidades [=fraquezas]. Esse termo pode ser tomadoem diversos sentidos. Alguns o tomam no sentido de frio ecalor, fome e outras necessidades corporais, bem comodesprezo, pobreza e outras coisas desse gênero, como vemos em muitas passagens paulinas, especialmente 2 Coríntios 12.10. Entretanto, há uma opinião mais acurada que inclui muito mais que esses males externos, ou seja: as emoções da alma, tais como preocupação, aflição, medo da morte e outras sensações semelhantes.
Certamente que não haveria necessidade de adicionar oqualificativo sem pecado, não estivesse o autor falando desentimentos que são sempre pecaminosos em nós, em razãode nossa natureza decaída. Em Cristo, em quem habitou aplenitude de justiça e absoluta pureza, essas emoções estavam isentas de todo o pecado. Seguramente que pobreza e morte, bem como esses males externos, não devem ser incluídos entre os elementos pecaminosos. Assim, pois, quando o autor fala de enfermidades [-fraquezas] que se acham conectadas com o pecado, sem a mais leve sombra de dúvida, ele está se referindo às emoções da alma às quais a natureza humana se acha sujeita, e isso em razão de sua enfermidade [pecaminosa]. A esse respeito, a condição dos anjos é preferível à nossa, porquanto não se afligem, não sentem medo, não se torturam por alguma sorte de preocupação e não sofrem o pavor da morte. Cristo levou sobre si essas enfermidades e espontaneamente lutou, não só para obter-nos vitória contra elas, mas também para que nos sentíssemos seguros ao sermos tentados por elas, de que ele está infalivelmente ao nosso lado. Ele não só se fez homem, senão que assumiu as qualidades de nossa natureza humana. O qualificativo sem pecado é adicionado em razão do fato de que devemos sempre fazer essa distinção entre os sentimentos de Cristo e os nossos, ou seja: suas emoções foram sempre reguladas por um estrito princípio de justiça, enquanto que as nossas fluem sempre de uma fonte agitada e sempre levam o sabor de sua natureza original, porque são impetuosas e incontroláveis. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

(I Pedro 5:8) (1) 1 Coríntios (3) 1 Pedro (1) 1Pedro (1) 2 Pedro (2) A (1) A palavra da Cruz é Loucura (3) A Parábola do Rico e Lázaro (1) a Semente e os Solos (1) A Volta de Jesus (4) A. W. Tozer (36) A.W Pink (2) Abandonado (1) Aborto (9) Adoração (18) Agostinho (1) Aids (1) Alegria (22) Aliança (1) Alívio (1) Almas (17) Amarás o Próximo (1) Amargura (1) Amém (3) Amizade (5) Amor (70) Anátema (1) Angústia (2) Animais (1) Anjos (3) Anorexia (1) Ansiedade (5) Anticristo (2) Antidepressivo (1) Antigo Testamento (1) Apocalipse (10) Apostasia (5) Apóstolo Paulo (4) Arca de noé (2) Arrebatamento (3) Arrependimento (22) Arrogância (1) Arthur W. Pink (5) As Igrejas de todos os Tipos e para todos os Gostos (1) Ateísmo (4) Ateus (5) Augustus Nicodemus (2) Autoridade (4) Avareza (1) Aviso (2) Avivamento (10) Batalha Espiritual (7) Batismo (4) Bebida Alcóolica (1) Benção (2) Bíblia (49) Boas Novas (1) Bullying (1) Cálice (2) Calvinismo (2) Campanhas no Facebook (1) Cansado (1) Caráter (4) Carnal (1) Carnaval (2) Carne (11) Carta de Deus e do Inferno (2) Carter Conlon (1) Casamento (32) Castigo (1) Catolicismo.Religiao (1) Céu (14) Chamados ao primeiro amor (5) Charles Haddon Spurgeon (274) Cigarro (1) Circo ou Igreja? (1) Cirurgia Plástica (1) Citações Redes Sociais (2) Clodoaldo Machado (1) Cobiça (1) Comunhão (4) Comunidade no Orkut (1) Conhecendo as Histórias da Bíblia (1) Conhecimento (2) Consciência (2) Consolador (3) Copa do Mundo (1) Coração (31) Coragem (4) Corra (1) Corrompidos (1) Cosmovisão Cristã (1) Crer em Jesus (3) Criação (3) Criança (7) Cristãos (60) Cristianismo (19) Cristo (85) Crucificaram (1) Cruz (29) Culto (2) Cultura (4) Cura (6) David Wilkerson (43) Demônio (4) Dennis Allan (23) Denominações (1) Dependência (2) Depravação Humana (11) Depressão (6) Desanimado e fraco (11) Descanso (1) Desejo (1) Desenhos para Crianças (9) Deserto (1) Desigrejados (1) Desonra (1) Desprezado e Rejeitado (3) Desviado (5) Deus (328) Devoção (1) Diabo (9) Dinheiro (11) Discernimento (1) Discipulado (7) Discípulos Verdadeiros (4) Divórcio (9) Divulgue esse Blog (2) Dízimos e Ofertas (3) Dons Espirituais (1) Dor (6) Dores de Parto (1) Doutrinas (5) Dr J.R (1) Drogas (1) Dúvidas (1) Eclesiastes (1) Ego (1) Enganados (1) Envelhecer com Deus (1) Equilibrio (1) Errando (2) Escolha (2) Escolhidos De Deus (10) Escravo por Amor (2) Esforço (1) Esperança (8) Espíritismo (1) Espirito Santo (27) Espirituais (35) Estudo da Bíblia (257) Estudo Livro de Romanos por John Piper (17) Estudo Livro de Rute por John Piper (5) Eternidade (10) Eu Não Consigo (1) Evangelho (76) Evangelho da Prosperidade (13) Evangelho do Reino (1) Evangelismo (5) Evangelizar pela Internet (7) Evolução (1) Exaltação (1) Êxodo (1) Exortação (3) Ezequiel (1) Falar em Linguas (3) Falsos Profetas(Enganação) (17) Família (16) Fariseus (3) (49) Felicidade (6) Festas do Mundo (1) Festas juninas(São João) (1) Fiél (3) Filmes Bíblicos (43) Finais dos Tempos (11) Força (1) Fruto (8) Futebol (1) Gálatas (1) George Müller (1) George Whitefield (2) Glória (44) Graça (47) Gratidão (3) Guerra (4) Hebreus (1) Heresias (3) Hernandes Lopes (110) Hinos (1) Homem (46) Homossexual (6) Honra (1) Humanismo (1) Humildade (9) Humilhado (8) Idolatria (12) Idoso (1) Ignorância (1) Igreja (79) Ímpios (1) Incentivo (1) Incredulidade (2) Inferno (8) Ingratidão (2) Inimigo (2) Inquisição Católica (1) Intercessão (1) Intercessor (1) Intervenção (9) Intimidade (1) Inutéis (1) Inveja (1) Ira (12) Isaías (1) J. C. Ryle (9) James M. Boice (1) Jejum (4) Jeremias (2) Jesus (88) (1) João (4) João Calvino (145) Jogos VIDEO GAMES (2) John Owen (15) John Pipper (587) John Stott (28) John Wesley (1) Jonathan Edwards (92) José (1) Joseph Murphy (1) Josué Yrion (8) Jovens (15) Julgamento (20) Justiça (2) Lave os pés dos seus irmãos Vá em busca dos perdidos e fale do amor de Deus (1) Leão da Tribo de Judá (1) Legalismo vs. Bem-Aventuranças (1) Leonard Ravenhill (52) Liberdade (10) Língua (5) Livre arbítrio (10) Livros (67) Louvor (4) Lutar (7) Maçonaria e Fé Cristã (1) Mãe (2) Mal (18) Maldições Hereditárias (3) Manifestações Absurdas (2) Marca da Besta (1) Mártires (5) Martyn Lloyd-Jones (173) Masturbação (2) Mateus (2) Maturidade (2) Médico dos Médicos (1) Medo (2) Mefibosete (1) Mensagens (372) Mentira (8) Milagres (2) Ministério (10) Misericórdia (13) Missão portas abertas (21) Missões (27) Missões Cristãos em Defesa do Evangelho (1) Monergismo (1) Morrendo (12) Morte (43) Morte de um ente querido que não era crente (1) Mulher (11) Mulheres pastoras (2) Mundanismo (3) Mundo (28) Murmuração (3) Músicas (38) Músicas nas Igrejas.Louvor (8) Namoro ou Ficar (12) Natal (4) Noiva de Cristo (2) Nosso Corpo (1) Novo convertido (10) Novo Nascimento (11) O Semeador (1) O Seu Chamado (13) Obediencia (8) Obras (15) Obreiros (2) Observador (2) Oração (67) Orgulho (10) Orgulho Espiritual (1) Orkut (1) Paciência (7) Pai (1) Pais e Filhos (21) Paixão (3) Paixão de Cristo (2) Parábola Filho Pródigo (2) Parábolas (9) participe do nosso grupo e curta nossa página! (1) Páscoa (1) Pastor (18) Paul Washer (216) Paulo Junior (239) Paz (4) Pecado (106) Pecadores (12) Pedofilia (2) Perdão (16) perse (1) Perseguição (13) Pobre (4) Poder (18) Por que tarda o pleno Avivamento? (3) Pornografia (8) Porque Deus permite o sofrimento dos inocentes (2) Porta Estreita (2) Pregação (24) PREGAÇÕES COMPLETAS INTRODUÇÃO ESCOLA DE OBREIROS (1) Profecias (3) Profetas (3) Prostituição (2) Provação (2) Provar o Evangelho Para Aqueles que Não acreditam Na Bíblia (1) Provérbios (1) Púlpito (3) Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma (1) R. C. Sproul (29) Realidade (1) Rebelde (1) Redes Sociais (2) Reencarnação (2) Refletindo Sobre Algumas coisas (1) Reforma e Reavivamento (1) Reforma Protestante (3) Refúgio (2) Regeneração (16) Rei (3) Relativismo (1) Religião (7) Renúncia (2) Ressuscitou (5) Revelação (1) Ricardo Gondim (1) Richard Baxter (7) Rico (12) Romanos (20) Roupas (1) Rupert Teixeira (4) Rute (5) Sabedoria (12) Sacrifício (3) Salvação (45) Sangue de Cristo (3) Santa Ceia (2) Santidade (34) Satanás (15) Secularismo (1) Segurança Completa (1) Seitas (3) Semente (1) Senhor (10) Sensualidade (2) Sermão da Montanha (2) Servos Especiais (4) Sexo (8) Sinais e Maravilhas (2) Soberba (1) Sofrimento (24) Sola Scriptura (1) Sola Scriptura Solus Christus Sola Gratia Sola Fide Soli Deo Gloria (4) Soldado (1) Sozinho (3) Steven Lawson (12) Submissão (1) Suicídio (2) Televisão um Perigo (8) Temor (4) Tempo (5) Tentação (9) Teologia (2) Teologia da Prosperidade (4) Tesouro que foi achado (4) Tessalonicenses 1 (1) Testemunhos (29) Thomas Watson (17) Tim Conway (38) Timóteo (1) Todo homem pois seja pronto para ouvir tardio para falar tardio para se irar Tiago 1.19 (1) Trabalho (2) Tragédia Realengo Rio de Janeiro (2) Traição (4) Transformados (1) Trevas e Luz (2) Tribulação (10) Trindade (2) Tristeza (5) Trono branco (2) Tsunami no Japão (2) tudo (231) Uma Semente de Amor para Russia (1) Unção (3) Ungir com Óleo (1) Vaidade (3) Vaso (2) Velho (1) Verdade (30) Vergonha (3) Vestimentas (1) Vícios (6) Vida (39) Vincent Cheung (1) Vitória (5) Vontade (1) Votação (1) Yoga (1)

Comentários:

Mensagem do Dia

O homem, cujo tesouro é o Senhor, tem todas as coisas concentradas nEle. Outros tesouros comuns talvez lhe sejam negados, mas mesmo que lhe seja permitido desfrutar deles, o usufruto de tais coisas será tão diluído que nunca é necessário à sua felicidade. E se lhe acontecer de vê-los desaparecer, um por um, provavelmente não experimentará sensação de perda, pois conta com a fonte, com a origem de todas as coisas, em Deus, em quem encontra toda satisfação, todo prazer e todo deleite. Não se importa com a perda, já que, em realidade nada perdeu, e possui tudo em uma pessoa Deus de maneira pura, legítima e eterna. A.W.Tozer

"A conversão tira o cristão do mundo; a santificação tira o mundo do cristão." JOHN WESLEY"

Minha foto

Darliana+ Missões Cristãos em Defesa do Evangelho+✿Apenas uma alma que foi resgatada através da graça e misericórdia de Deus,Dai de graça o que de graça recebeste' (Mt. 10,8). Latim para estar em consonância com as cinco teses que dão sustentação ao “pensamento”e à vida do genuíno cristão reformado: sola scriptura,sola gratia, sola fide,solus christus, soli deo gloria. E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." (João 8 : 32) "Um cristão verdadeiro é uma pessoa estranha em todos os sentidos." Ele sente um amor supremo por alguém que ele nunca viu; conversa familiarmente todos os dias com alguém que não pode ver; espera ir para o céu pelos méritos de outro; esvazia-se para que possa estar cheio; admite estar errado para que possa ser declarado certo; desce para que possa ir para o alto; é mais forte quando ele é mais fraco; é mais rico quando é mais pobre; mais feliz quando se sente o pior. Ele morre para que possa viver; renuncia para que possa ter; doa para que possa manter; vê o invisível, ouve o inaudível e conhece o que excede todo o entendimento." A.W.Tozer✿

Postagens Populares

Bíblia OnLine - Leitura e Audio

Bíblia OnLine - Leitura e Audio
Alimentar-se da Palavra "Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração." (Hebreus 4 : 12).Erram por não conhecer as Escrituras, e nem o poder de Deus (Mateus 22.29)Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo. Apocalipse 1:3

Feed: Receba Atualizações Via Email

Coloque o seu endereço de email e receba atualizações e conteúdos exclusivos:

Cadastre seu E-mail.Obs.: Lembre-se de clicar no link de confirmação enviado ao seu e-mail.