Tradutor

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

23 de jul de 2010

Característica da Verdadeira Pregação - Lloyd-Jones

http://www.palavrasdavida.com.br/images/pagina-pregacao2.jpg
O assunto que me foi atribuído é "Que é pregação?", e deixem--me dizer que estou consciente de um sentido muito real de privilégio em ser solicitado para vir aqui e ter parte nesta Conferên­cia sobre este assunto da maior importância.
Receio que trabalhei tanto naquilo sobre o que devo falar, que me sinto cansado e fatigado, e assim espero que vocês tenham paciência comigo. Mas, independentemente disso, sempre achei por demais difícil falar sobre este assunto particular, porque é uma das matérias que eu pessoalmente acho impossível coordenar em minha mente e colocar em alguma ordem. Estive lutando com essa questão durante os últimos quarenta anos, e não acho que estou mais perto de uma solução do que estava no começo. Talvez esteja mais longe até.
Por quê? Bem, para mim, pregar é um grande mistério; é uma das coisas mais misteriosas, e é por isso que ela escapa a toda espécie de análise. Não sei qual a experiência de vocês, mas, pessoalmente, acho que nunca sei o que vai acontecer quando entro num púlpito. Constantemente fico surpreso - às vezes surpreso no sentido de ficar desapontado, porém outras vezes, surpreso ante a espantosa graça de Deus. Às vezes, quando vou para um púlpito pensando que vou pregar de maneira maravilhosa, é um desastre. Outras vezes, quando vou sem preparo adequado por ter viajado, por ter trabalhado demais, e realmente achando que não tenho direito de sequer estar num púlpito, vejo-me com incomum bem-estar e facilidade, e tomo consciência de que estou revestido de poder. Essa é a minha dificuldade. Há esse elemento misterioso na pregação que nos torna quase impossível falar sobre este assunto.
UMA CARACTERÍSTICA DA VERDADEIRA PREGAÇÃO
Há outro elemento que sempre me faz sentir que esta é uma tarefa impossível, elemento de medonha, de terrível responsabilidade. Quero salientar isso um pouco, porque para mim é uma das coisas mais importantes relacionadas com este assunto.
O que quero dizer com isso é que certamente não há nada que seja mais sério, nada que me dê um tão tremendo senso de responsabilidade, como a pregação. Creio que vocês concordarão que este aspecto da questão é muito geralmente esquecido ou não é compreendido no presente. Não sei qual é a situação de vocês aqui nos Estados Unidos, mas a situação quanto à pregação na Grã--Bretanha, e especialmente na Inglaterra, tornou-se muito caótica, e em grande parte porque esse elemento de temor e de responsabi­lidade de algum modo se perdeu. As pessoas parecem pensar que a pregação não somente é simples e fácil, todavia também que é algo que qualquer um tem direito de fazer e pode fazer quase a seu bel prazer. Assim, temos a condição caótica na qual existem homens recentemente convertidos, e a coisa que a seguir ouvimos sobre eles é que estão pregando nalgum lugar.
Pois bem, acredito que posso rastrear a origem disso. Penso que os Irmãos de Plymouth são os maiores responsáveis por esta deterioração do verdadeiro conceito e do verdadeiro senso de responsabilidade com respeito à pregação. Eles, todos eles, parecem ser pregadores. Muitas vezes pensei que o texto sobre o qual eu deveria pregar se fosse para um auditório composto por Irmãos de Plymouth e por mais ninguém, é o versículo primeiro do capítulo três da Epístola de Tiago - "Meus irmãos, não sejam mestres muitos de vós"! (VA) - porque na conversão todos eles se tornam mestres imediatamente. Esse tipo de influência parece ter-se filtra­do através dos vários segmentos da Igreja Cristã na Grã-Bretanha. É tudo, penso eu, parte da deterioração do verdadeiro conceito da Igreja Cristã e do funcionamento da Igreja, devido, naturalmente, à desastrosa Alta Crítica e aos elementos liberal e modernista que se introduziram. Houve tal carência de verdadeiros crentes, de verdadeiros crentes evangélicos, que houve uma correspondente carência de verdadeiros pregadores evangélicos; e assim, qualquer homem que fosse evangélico era quase automaticamente considerado como sendo alguém competente para pregar. Mas isso, penso eu, foi uma falácia enorme e causou enorme dano, particularmente porque fez as pessoas se esquecerem do tremendo sentimento de santo temor e responsabilidade que sempre deve imbuir-nos quan­do nos engajamos na grande tarefa de pregação.
Há muitas maneiras pelas quais eu posso ilustrar isso. Vejam a questão que o apóstolo coloca em Romanos, capítulo 10. Vocês conhecem a passagem na qual ele trata de toda a questão da propagação do evangelho: "Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, pois, invocarão aquele em que não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? e como pregarão, se não forem enviados?" (versículos 13-15).
Fui tentado a expor essa declaração a vocês. Não vou fazê-lo, mas a recomendo para que façam cuidadoso estudo dela. "Como pregarão, se não forem enviados?" Quem os enviai O problema conosco, digo eu, é que as pessoas estão se enviando a si mesmas, nomeando-se a si próprias como pregadores. Certamente isso é totalmente errado. Interpreto essa declaração de Romanos, capítulo 10, como significando que Deus nos envia, e também que a igreja nos envia. Homem nenhum tem o direito de simplesmente levantar--se e pôr-se a pregar, ou a fazer o que ele pensa que é pregar. Há este elemento de envio, e precisamos retornar a ele. Ele nos ajudará a captar essa noção de responsabilidade - você tem que ser enviado; você tem que estar seguro de que Deus o envia; você tem que estar seguro de que a igreja o está enviando.
Ora, estou bem ciente de que alguém poderá levantar-se e dizer: mas que dizer de Fulano e Sicrano? - algumas grandes exceções da história. A minha resposta é que são exceções, e a exceção confirma a regra. Você não faz uma regra partindo das suas exceções, embora seja isso que está acontecendo hoje em nosso país. Houve tempos em que um homem estava tão seguro da sua vocação, da parte de Deus, que desafiava as autoridades, e há ocasiões em que temos de fazer isso; entretanto o homem que faz isso tem de estar de fato muito seguro de que Deus o chamou. A maneira ideal e certa é que a vocação venha de Deus ao homem e seja confirmada pela igreja, e eu duvido que alguém tenha direito de pregar, a não ser que esses dois elementos estejam presentes em seu caso particular. Mas depois, mais importante e mais sério ainda, é o que vemos o grande apóstolo dizer em 1 Coríntios 2:3-4: "E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor. A minha palavra, e a minha pregação, não consistiu em palavras persuasivas de sabedoria humana". Estou particularmente interessado no versículo três: "E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor".
Quero fazer algumas perguntas: que sabemos nós desse tremor? Que sabemos nós desse temor? Por que Paulo sentia isso? Olhem para esse homem, esse colosso de homem, esse gênio ilustre. Ele estava "em fraqueza, e em temor, e em grande temor". Pergunto se um homem tem o direito de sequer estar num púlpito, e até de tentar pregar, a não ser que saiba algo desse temor e desse tremor. Aí está o maior de todos os pregadores, e era assim que ele se sentia. Por quê? Por causa da responsabilidade! Paulo está posicionado entre Deus e os homens. Ele está tratando das almas dos homens e do seu destino eterno. Ele é um guardião, um protetor, um despenseiro dos mistérios. Não há nada no universo que se compara com isto: a responsabilidade é quase opressiva. E, todavia, penso que vocês concordarão comigo que há escassa evidência desse espírito nos dias atuais.
Como digo, quase veio a ser a regra, agora, que os homens corram para os púlpitos e se designem a si mesmos como pregadores como se fosse coisa de somenos importância. Eles o fazem com a maior facilidade. Tenho dito muitas vezes, como tenho visto e entendido essas coisas no passar dos anos, que só existe uma coisa mais perigosa do que ser pregador, e é ser pregador leigo. E isso, é claro, por esta razão, que há terríveis tentações para o pregador, porém há certas coisas que tendem a mantê-lo em ordem. Ele é sustentado pela igreja que o ouve, e isso é uma boa coisa no sentido de que tende a pôr-lhe algum freio. Mas o pregador leigo entra no púlpito e é independente, pode dizer o que quiser, e pode falar o que quiser. Ele não corre o perigo de ser demitido ou de que lhe peçam que saia, e não corre o perigo de ter o seu salário reduzido. É isso que torna a sua posição alarmantemente perigosa. Contudo, a maioria dos pregadores leigos nunca se dá conta desse perigo; talvez sejam eles os homens mais confiantes. E é por isso que eu digo que a coisa mais perigosa que pode suceder a um homem é ser ele um pregador leigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

(I Pedro 5:8) (1) 1 Coríntios (3) 1 Pedro (1) 1Pedro (1) 2 Pedro (2) A (1) A palavra da Cruz é Loucura (3) A Parábola do Rico e Lázaro (1) a Semente e os Solos (1) A Volta de Jesus (4) A. W. Tozer (36) A.W Pink (2) Abandonado (1) Aborto (9) Adoração (18) Agostinho (1) Aids (1) Alegria (22) Aliança (1) Alívio (1) Almas (17) Amarás o Próximo (1) Amargura (1) Amém (3) Amizade (5) Amor (70) Anátema (1) Angústia (2) Animais (1) Anjos (3) Anorexia (1) Ansiedade (5) Anticristo (2) Antidepressivo (1) Antigo Testamento (1) Apocalipse (10) Apostasia (5) Apóstolo Paulo (4) Arca de noé (2) Arrebatamento (3) Arrependimento (22) Arrogância (1) Arthur W. Pink (5) As Igrejas de todos os Tipos e para todos os Gostos (1) Ateísmo (4) Ateus (5) Augustus Nicodemus (2) Autoridade (4) Avareza (1) Aviso (2) Avivamento (10) Batalha Espiritual (7) Batismo (4) Bebida Alcóolica (1) Benção (2) Bíblia (49) Boas Novas (1) Bullying (1) Cálice (2) Calvinismo (2) Campanhas no Facebook (1) Cansado (1) Caráter (4) Carnal (1) Carnaval (2) Carne (11) Carta de Deus e do Inferno (2) Carter Conlon (1) Casamento (32) Castigo (1) Catolicismo.Religiao (1) Céu (14) Chamados ao primeiro amor (5) Charles Haddon Spurgeon (274) Cigarro (1) Circo ou Igreja? (1) Cirurgia Plástica (1) Citações Redes Sociais (2) Clodoaldo Machado (1) Cobiça (1) Comunhão (4) Comunidade no Orkut (1) Conhecendo as Histórias da Bíblia (1) Conhecimento (2) Consciência (2) Consolador (3) Copa do Mundo (1) Coração (31) Coragem (4) Corra (1) Corrompidos (1) Cosmovisão Cristã (1) Crer em Jesus (3) Criação (3) Criança (7) Cristãos (60) Cristianismo (19) Cristo (85) Crucificaram (1) Cruz (29) Culto (2) Cultura (4) Cura (6) David Wilkerson (43) Demônio (4) Dennis Allan (23) Denominações (1) Dependência (2) Depravação Humana (11) Depressão (6) Desanimado e fraco (11) Descanso (1) Desejo (1) Desenhos para Crianças (9) Deserto (1) Desigrejados (1) Desonra (1) Desprezado e Rejeitado (3) Desviado (5) Deus (328) Devoção (1) Diabo (9) Dinheiro (11) Discernimento (1) Discipulado (7) Discípulos Verdadeiros (4) Divórcio (9) Divulgue esse Blog (2) Dízimos e Ofertas (3) Dons Espirituais (1) Dor (6) Dores de Parto (1) Doutrinas (5) Dr J.R (1) Drogas (1) Dúvidas (1) Eclesiastes (1) Ego (1) Enganados (1) Envelhecer com Deus (1) Equilibrio (1) Errando (2) Escolha (2) Escolhidos De Deus (10) Escravo por Amor (2) Esforço (1) Esperança (8) Espíritismo (1) Espirito Santo (27) Espirituais (35) Estudo da Bíblia (257) Estudo Livro de Romanos por John Piper (17) Estudo Livro de Rute por John Piper (5) Eternidade (10) Eu Não Consigo (1) Evangelho (76) Evangelho da Prosperidade (13) Evangelho do Reino (1) Evangelismo (5) Evangelizar pela Internet (7) Evolução (1) Exaltação (1) Êxodo (1) Exortação (3) Ezequiel (1) Falar em Linguas (3) Falsos Profetas(Enganação) (17) Família (16) Fariseus (3) (49) Felicidade (6) Festas do Mundo (1) Festas juninas(São João) (1) Fiél (3) Filmes Bíblicos (43) Finais dos Tempos (11) Força (1) Fruto (8) Futebol (1) Gálatas (1) George Müller (1) George Whitefield (2) Glória (44) Graça (47) Gratidão (3) Guerra (4) Hebreus (1) Heresias (3) Hernandes Lopes (110) Hinos (1) Homem (46) Homossexual (6) Honra (1) Humanismo (1) Humildade (9) Humilhado (8) Idolatria (12) Idoso (1) Ignorância (1) Igreja (79) Ímpios (1) Incentivo (1) Incredulidade (2) Inferno (8) Ingratidão (2) Inimigo (2) Inquisição Católica (1) Intercessão (1) Intercessor (1) Intervenção (9) Intimidade (1) Inutéis (1) Inveja (1) Ira (12) Isaías (1) J. C. Ryle (9) James M. Boice (1) Jejum (4) Jeremias (2) Jesus (88) (1) João (4) João Calvino (145) Jogos VIDEO GAMES (2) John Owen (15) John Pipper (587) John Stott (28) John Wesley (1) Jonathan Edwards (92) José (1) Joseph Murphy (1) Josué Yrion (8) Jovens (15) Julgamento (20) Justiça (2) Lave os pés dos seus irmãos Vá em busca dos perdidos e fale do amor de Deus (1) Leão da Tribo de Judá (1) Legalismo vs. Bem-Aventuranças (1) Leonard Ravenhill (52) Liberdade (10) Língua (5) Livre arbítrio (10) Livros (67) Louvor (4) Lutar (7) Maçonaria e Fé Cristã (1) Mãe (2) Mal (18) Maldições Hereditárias (3) Manifestações Absurdas (2) Marca da Besta (1) Mártires (5) Martyn Lloyd-Jones (173) Masturbação (2) Mateus (2) Maturidade (2) Médico dos Médicos (1) Medo (2) Mefibosete (1) Mensagens (372) Mentira (8) Milagres (2) Ministério (10) Misericórdia (13) Missão portas abertas (21) Missões (27) Missões Cristãos em Defesa do Evangelho (1) Monergismo (1) Morrendo (12) Morte (43) Morte de um ente querido que não era crente (1) Mulher (11) Mulheres pastoras (2) Mundanismo (3) Mundo (28) Murmuração (3) Músicas (38) Músicas nas Igrejas.Louvor (8) Namoro ou Ficar (12) Natal (4) Noiva de Cristo (2) Nosso Corpo (1) Novo convertido (10) Novo Nascimento (11) O Semeador (1) O Seu Chamado (13) Obediencia (8) Obras (15) Obreiros (2) Observador (2) Oração (67) Orgulho (10) Orgulho Espiritual (1) Orkut (1) Paciência (7) Pai (1) Pais e Filhos (21) Paixão (3) Paixão de Cristo (2) Parábola Filho Pródigo (2) Parábolas (9) participe do nosso grupo e curta nossa página! (1) Páscoa (1) Pastor (18) Paul Washer (216) Paulo Junior (239) Paz (4) Pecado (106) Pecadores (12) Pedofilia (2) Perdão (16) perse (1) Perseguição (13) Pobre (4) Poder (18) Por que tarda o pleno Avivamento? (3) Pornografia (8) Porque Deus permite o sofrimento dos inocentes (2) Porta Estreita (2) Pregação (24) PREGAÇÕES COMPLETAS INTRODUÇÃO ESCOLA DE OBREIROS (1) Profecias (3) Profetas (3) Prostituição (2) Provação (2) Provar o Evangelho Para Aqueles que Não acreditam Na Bíblia (1) Provérbios (1) Púlpito (3) Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma (1) R. C. Sproul (29) Realidade (1) Rebelde (1) Redes Sociais (2) Reencarnação (2) Refletindo Sobre Algumas coisas (1) Reforma e Reavivamento (1) Reforma Protestante (3) Refúgio (2) Regeneração (16) Rei (3) Relativismo (1) Religião (7) Renúncia (2) Ressuscitou (5) Revelação (1) Ricardo Gondim (1) Richard Baxter (7) Rico (12) Romanos (20) Roupas (1) Rupert Teixeira (4) Rute (5) Sabedoria (12) Sacrifício (3) Salvação (45) Sangue de Cristo (3) Santa Ceia (2) Santidade (34) Satanás (15) Secularismo (1) Segurança Completa (1) Seitas (3) Semente (1) Senhor (10) Sensualidade (2) Sermão da Montanha (2) Servos Especiais (4) Sexo (8) Sinais e Maravilhas (2) Soberba (1) Sofrimento (24) Sola Scriptura (1) Sola Scriptura Solus Christus Sola Gratia Sola Fide Soli Deo Gloria (4) Soldado (1) Sozinho (3) Steven Lawson (12) Submissão (1) Suicídio (2) Televisão um Perigo (8) Temor (4) Tempo (5) Tentação (9) Teologia (2) Teologia da Prosperidade (4) Tesouro que foi achado (4) Tessalonicenses 1 (1) Testemunhos (29) Thomas Watson (17) Tim Conway (38) Timóteo (1) Todo homem pois seja pronto para ouvir tardio para falar tardio para se irar Tiago 1.19 (1) Trabalho (2) Tragédia Realengo Rio de Janeiro (2) Traição (4) Transformados (1) Trevas e Luz (2) Tribulação (10) Trindade (2) Tristeza (5) Trono branco (2) Tsunami no Japão (2) tudo (231) Uma Semente de Amor para Russia (1) Unção (3) Ungir com Óleo (1) Vaidade (3) Vaso (2) Velho (1) Verdade (30) Vergonha (3) Vestimentas (1) Vícios (6) Vida (39) Vincent Cheung (1) Vitória (5) Vontade (1) Votação (1) Yoga (1)

Comentários:

Mensagem do Dia

O homem, cujo tesouro é o Senhor, tem todas as coisas concentradas nEle. Outros tesouros comuns talvez lhe sejam negados, mas mesmo que lhe seja permitido desfrutar deles, o usufruto de tais coisas será tão diluído que nunca é necessário à sua felicidade. E se lhe acontecer de vê-los desaparecer, um por um, provavelmente não experimentará sensação de perda, pois conta com a fonte, com a origem de todas as coisas, em Deus, em quem encontra toda satisfação, todo prazer e todo deleite. Não se importa com a perda, já que, em realidade nada perdeu, e possui tudo em uma pessoa Deus de maneira pura, legítima e eterna. A.W.Tozer

"A conversão tira o cristão do mundo; a santificação tira o mundo do cristão." JOHN WESLEY"

Minha foto

Darliana+ Missões Cristãos em Defesa do Evangelho+✿Apenas uma alma que foi resgatada através da graça e misericórdia de Deus,Dai de graça o que de graça recebeste' (Mt. 10,8). Latim para estar em consonância com as cinco teses que dão sustentação ao “pensamento”e à vida do genuíno cristão reformado: sola scriptura,sola gratia, sola fide,solus christus, soli deo gloria. E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." (João 8 : 32) "Um cristão verdadeiro é uma pessoa estranha em todos os sentidos." Ele sente um amor supremo por alguém que ele nunca viu; conversa familiarmente todos os dias com alguém que não pode ver; espera ir para o céu pelos méritos de outro; esvazia-se para que possa estar cheio; admite estar errado para que possa ser declarado certo; desce para que possa ir para o alto; é mais forte quando ele é mais fraco; é mais rico quando é mais pobre; mais feliz quando se sente o pior. Ele morre para que possa viver; renuncia para que possa ter; doa para que possa manter; vê o invisível, ouve o inaudível e conhece o que excede todo o entendimento." A.W.Tozer✿

Postagens Populares

Bíblia OnLine - Leitura e Audio

Bíblia OnLine - Leitura e Audio
Alimentar-se da Palavra "Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração." (Hebreus 4 : 12).Erram por não conhecer as Escrituras, e nem o poder de Deus (Mateus 22.29)Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo. Apocalipse 1:3

Feed: Receba Atualizações Via Email

Coloque o seu endereço de email e receba atualizações e conteúdos exclusivos:

Cadastre seu E-mail.Obs.: Lembre-se de clicar no link de confirmação enviado ao seu e-mail.